Homem viaja até lugares isolados e faz série de fotos com pessoas que vivem no mato

Se você já quis morar no meio do mato, deve conhecer essas fotos.

Quantas vezes você já pensou em largar tudo e ir morar no meio do mato?

A rotina urbana é estressante, violenta e, por certos momentos, se torna difícil de aguentar.

Mas morar no mato não é tão fácil assim. Exige um desprendimento enorme da rotina e de costumes urbanos que nem todos estão prontos.

Pois foi para mostrar as dificuldades e as belezas deste estilo de vida que encanta, cativa e atrai a muitas pessoas, que o fotógrafo Antoine Bruy colocou em prática o seu projeto Scrublands, que em tradução livre seria “matagal”, ou “mato”.

Fotógrafo mostra o dia a dia no meio do mato

Após escolher viajar, por determinado tempo, por regiões isoladas da Europa, o fotógrafo Antoine Bruy registrou como é a vida de quem vive em contato com o ritmo da natureza.

Na série “Scrublands”, ele narra através de imagens, os costumes, objetos, roupas e arquitetura de quem vive no campo ou nas montanhas.

Foi pela rede de voluntariado WOOFF – World Wide Opportunities on Organic Farms, que tudo começou. Bruy foi passar um tempo trabalhando em uma fazenda orgânica na Austrália e percebeu a diferença de estilo de vida entre as cidades. Decidiu então usar o WOOFF para conhecer outros lugares e registrar com fotos.

Scrublands, de Antoine Bruy

Entre 2010 e 2013, ele passou por diferentes moradias em lugares isolados. A maioria das fotos foi da Cordilheira dos Pirineus na França e Espanha e das montanhas dos Cárpatos, situada entre República Tcheca, Eslováquia, Polônia, Romênia e Ucrânia.

Para Bruy, as fotos dão sensação de estarem fora do tempo e da realidade de certa forma. Dá para perceber nas imagens casas muito simples, chalés feitos com bambu e com couro.

Os aparelhos eletrônicos que aparecem são antigos e os móveis feitos de madeiras na maioria. A vida é muito rústica e com poucos elementos plásticos ou digitais, tão presentes na vida moderna urbana.

fotografo 11

Com as fotografias mostradas abaixo de Antoine Bruy, fica mais fácil para que você consiga imaginar como seria morar no meio do mato.

E, se realmente tiver coragem, elas podem até ser uma inspiração para você iniciar a sua viagem para longe das loucuras da cidade grande e em busca de mais contato com a natureza.

fotografo9

fotografo8

fotografo7

fotografo6

fotografo5

fotografo4

fotografo3

fotografo2

fotografo 10

Fonte: theplaidzebra.com.

publicidade