Adeus à nudez da Playboy: saiba porque a revista deixará de publicar mulheres nuas.

A culpa tem nome: i.n.t.e.r.n.e.t.

publicidade

A Playboy, fundada por Hugh Hefner em 1953, vai deixar de publicar fotos de mulheres nuas a partir de março do ano que vem em sua versão estadunidense.

A medida foi um acordo entre o executivo-chefe da revista, Scott Flanders, e o fundador e ainda editor-chefe, Hefner. E tudo isso é culpa da internet, segundo eles.

“Você está a um clique grátis de qualquer ato sexual imaginável. Então a conjuntura mudou”, disse Flanders ao The New York Times.

playbou y1
Primeira edição da revista teve Marilyn Monroe na capa.

Com a mudança, a publicação continuará tendo fotos de mulheres em poses provocantes, mas as imagens passarão a ser aptas para maiores de 13 anos. “Um pouco mais acessíveis, um pouco mais íntimas”, disse Flanders.

publicidade
Hugh Hefner com a 1ª edição da revista, de 1953.
Hugh Hefner com a 1ª edição da revista, de 1953.

Não se sabe se a novidade chegará ao Brasil.  O diretor de redação da Playboy brasileira, Sérgio Xavier, disse que não recebeu nenhuma orientação da revista americana. “Eu tenho minhas desconfianças de que isso não vai acontecer num primeiro momento aqui no Brasil”, disse.

A circulação da playboy caiu de 5,6 milhões de exemplares em 1975 para cerca de 800 mil em 2015.

playboy 3
Sharon Stone estampou a capa da revista em 1992.

A mudança faz parte de uma reformulação da revista que chegará às bancas em março.

playboy 4
Kim Kardashian, em 2007.

Dentre outras mudanças, uma mulher também deve assumir uma coluna sobre sexo.

Até a Madonna foi capa da revista, em 1985.
Até a Madonna foi capa da revista, em 1985.

A publicação já foi alvo de críticas por parte dos feministas por abordar a nudez feminina sem critérios relevantes.

A atriz Drew Barrymore., em 1995.
A atriz Drew Barrymore, em 1995.

O objetivo da revista sempre foi popularizar o sexo e atingir, principalmente, o público masculino de  18 a 30 anos.

playboy 7
Pamela Anderson já foi capa de diversas edições.

“Os tempos mudam. Sim, nós estamos assumindo um risco ao fazer isso, mas esta é uma empresa, como todas as grandes empresas que têm o ‘risco’ em seu DNA”, disse a revista em comunicado oficial.

Mariah Carey, em 2007.
Mariah Carey, em 2007.

Fonte: brasil.elpais.com.

E você, o que achou da novidade? Conte para gente! 🙂