Quando ele começa a falar parece mais um ‘stand-up’, até que as coisas ficam bem sérias em 1 min…

Caramba! Não é pra rir…

O alcoolismo não é brincadeira.

A doença – que começa de maneira sutil para depois provocar consequências devastadoras na vida do doente e de seus familiares – mata cerca de 3,3 milhões de pessoas por ano no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Ao enfrentar e superar esse problema, o artista Michael Lee compôs um poema pesado e sincero.

No início, a expectativa é que Lee crie um stand-up sobre uma história qualquer relacionada a um dia de bebedeira. Mas “Acordando Pelado” (“Waking Up Naked”) nos surpreende ao contar a história pessoal do autor, que viaja desde suas memórias bem-humoradas e aparentemente inofensivas até as lembranças mais obscuras.

O poema de Lee aborda também o impacto que a bebida teve em sua família e enfatiza a importância de se sentir sóbrio no momento presente.

Além do poema, Michael se mantém firme na ideia de compartilhar suas experiências com seus seguidores:

“Preciso continuar a escrever sobre vício e loucura, não porque essas coisas estão presentes na minha vida hoje, mas principalmente porque elas não são. Busco entender o meu passado de todas as maneiras possíveis, para nunca mais ter de voltar a ele ou para que ele nunca volte até mim.”

Veja um de seus vídeos recitando o poema.

Clique no play!

Veja o vídeo no YouTube.

Mais do que um poema, a arte de Michael é um poderoso lembrete de que é preciso estar consciente sobre suas próprias escolhas e mais consciente ainda antes de rotular como “fracos” aqueles que estão lutando para manter a sobriedade.

Leia um trecho traduzido do poema “Waking Up Naked”:

Não se atreva a me chamar de fraco
Eu engoli mais litros de arrependimento do que o sangue que você é capaz de bombear no seu corpo.

Não diga ao meu pai que ele era ‘chato’
ao olhar o seu único filho nos olhos
e perguntar-lhe se ele bebeu mais uma vez.
Você não será bem-vindo nesta casa.

Não diga a minha mãe que eu sou fraco
Ela não vai conseguir conter as lágrimas ao lembrar-se de quando ‘passeava’ pela ala psiquiátrica
Para ver seu próprio filho algemado a uma cama na sala de emergência.
Ela passou quatro anos orando pela minha sobriedade,
E você não vai levar isso dela.

O poema de outros artistas que falam sobre suas histórias de superação podem ser acessados em Button Poetry.

Vídeo original: youtube.com.

Se você acredita que todos temos algo a ser superado em nossas vidas, compartilhe a história de Michael.

publicidade