PAIS, CUIDADO! Essa ansiedade nasce nos filhos durante um DIVÓRCIO

Entenda como a Ansiedade de Separação por prejudicar a adaptação do seu filho com o divórcio dos pais!

PAIS, CUIDADO! Essa ansiedade nasce nos filhos durante um DIVÓRCIO
PAIS, CUIDADO! Essa ansiedade nasce nos filhos durante um DIVÓRCIO

Você já reparou ser natural da criança ficar ansiosa quando você se despede dela?

Nas primeiras fases da infância, choros, acessos de raiva ou pegajosidade assim como todas as marcas da ansiedade de.separação são reações saudáveis ​​à separação e um estágio normal de desenvolvimento da criança. 

Essa ansiedade de separação pode começar antes do primeiro aniversário de uma criança e pode reaparecer até os quatro anos de idade. Você sabia disso?

Te interessa?

Embora a intensidade e o momento da ansiedade da separação possam variar enormemente de criança para criança com suas perceptivas.idades, é importante lembrar que um pouco de preocupação em deixar a mãe ou o pai é normal, mesmo quando seu filho é mais velho. 

Com compreensão e as estratégias corretas de enfrentamento no momento de separação da família, os medos de seu filho podem.ser aliviados assim como devem desaparecer completamente à medida que envelhecem. Mas, e com o divórcio dos pais?

Crianças com ansiedade durante o divórcio dos pais

A verdade é que algumas crianças experimentam ansiedade de separação que não passa com o tempo, mesmo com os melhores.esforços dos pais para reparar esse sentimento devido à separação dos pais. 

Muitas crianças em todo o processo de divórcio dos pais experimentam uma continuação dos sentimentos. Isso com recorrência de intensa ansiedade de separação durante seus anos de escola – ou depois. 

Ansiedade-de-Separação

Por isso, se a ansiedade de separação for excessiva o suficiente para interferir nas atividades normais, isso pode ser um sinal de um problema maior: transtorno de ansiedade de separação.

10 hábitos infalíveis para ensinar educação para crianças

O que é Ansiedade de Separação?

Primeiramente, você precisa compreender que a ansiedade da separação é um medo comum e normal das crianças de.ficarem longe dos pais ou responsáveis devido à separação, ou divórcio dos pais. 

A verdade é que o comportamento que você pode ver como adulto quando os filhos são separados dos pais às vezes é chamado “Protesto de Separação”.

Nas crianças, a ansiedade da separação pode começar por volta dos oito meses e atingir seu pico em bebês de catorze a dezoito meses.

Além disso:

geralmente desaparece gradualmente ao longo da primeira infância.

A ansiedade de tudo que está mudando de uma hora para outra é semelhante à ansiedade de separação. Isso quando acontece quando as crianças ficam chateadas perto de pessoas que não conhecem. 

Essas ansiedades são uma parte normal do desenvolvimento e não são motivos de preocupação. Com isso, as crianças estão começando a se mover mais neste estágio, então essas ansiedades fazem sentido do ponto de vista da sobrevivência. 

Ansiedade-de-Separação

Quais os sinais de Ansiedade de Separação?

À medida que as crianças atingem a idade de irem para a escola, é menos provável que elas tenham ansiedade de separação com os pais. Mas, claro, sempre haverá momentos em que as crianças só querem estar com você pai ou mãe.

Por isso, se o seu filho em idade de escola parece particular e regularmente chateado por estar separado.de você pai ou mãe, é possível que seu filho tenha transtorno de ansiedade de separação

Ensinar ESTE hábito para crianças autistas trará novas habilidades

O transtorno de ansiedade de separação é:

  • Quando a ansiedade interfere na vida do seu filho, portanto, na sua vida;
  • Quando o seu filho tem ansiedade mais severa do que outras crianças da mesma idade;
  • Quando a ansiedade de seu filho já dura pelo menos quatro semanas.

Por outro lado, se você pai ou mãe está preocupado de que seu filho possa ter transtorno de ansiedade de separação, fique atento aos momentos em:

  • Quando o seu filho se recusa a dormir na casa de outras pessoas sem você;
  • Quando o seu filho queixa-se de sentir-se mal quando está separada;
  • Quando ele não gosta de estar separado de você;
  • Quando as preocupações de que você ou ela possa se machucar ou sofrer um acidente;
  • Quando o seu filho recusa-se a ir à creche, pré-escola ou escola.
Ansiedade-de-Separação

Como aliviar a Ansiedade de Separação durante o divórcio?

Veja a seguir o que você pode fazer para aliviar e lidar com a ansiedade de separação do seu filho ou filha durante a separação dos pais. Entenda como a mudança repentina pode prejudicar a qualidade de vida da criança.

A verdade é que para crianças com ansiedade normal de separação, existem etapas que você pode seguir para facilitar o processo de ansiedade de separação.

10 passos para desenvolver sua Leitura Dinâmica e aprender de verdade

1 – Ir acostumando o seu filho com o divórcio

É importante você deixar a criança com um cuidador por breves períodos e curtas distâncias no início da separação dos pais.

Conforme a criança se acostumar com o divórcio dos pais, você pode gradualmente sair por mais tempo e viajar mais longe.

2 – Desenvolver com o seu filho o ritual de “adeus”

Para as crianças se adaptarem melhor as mudanças, os rituais são reconfortantes e podem ser tão simples como um aceno especial pela janela ou um beijo de despedida. 

3 – Separe-se sem fazer alarde

Diga para a criança ou para o seu filho que você está indo embora e que vai voltar, depois vá, não protele nem torne isso algo maior do que é.

Ansiedade-de-Separação

4 -Cumpra as suas promessas 

Para que seu filho ou uma criança que esteja passando pelo divórcio dos pais, desenvolva a confiança de que pode lidar com a separação, é importante que você volte na hora prometida.

Sempre que possível, mantenha ambientes familiares e torne novos ambientes familiares. Faça com que a pessoa que cuida da criança venha até sua casa. Quando seu filho estiver fora de casa, incentive-o a trazer um objeto familiar.

Eclesiastes 3: aprenda a NÃO SER refém do tempo!

5 – Tenha uma pessoa que cuide com amor do seu filho na despedida

Se você contratar um cuidador para ficar com o seu filho, tente mantê-lo no trabalho por um longo prazo para evitar incoerências na vida de seu filho. Não faça com que o seu filho passe também por essa mudança.

6 – Seja forte e tente não ceder

É importante para o seu filho que você também ficará bem, com isso, defina limites consistentes que ajudará seu filho a se ajustar à separação ou divórcio dos pais.

Você gostou de saber mais sobre ansiedade de separação das crianças durante o divórcio dos pais? Se sim, compartilhe com os seus amigos e familiares. Aproveite essa oportunidade para ajudar alguns pais que estão com esse problema em casa com os seus filhos.

Veja mais ›
Fechar