Após ser abandonada em casa de repouso, família abre seu lar para garotinha com Down

Quando o amor fala mais alto, não há barreiras que fiquem de pé!

Após ser abandonada em casa de repouso, família abre seu lar para garotinha com Down
Após ser abandonada em casa de repouso, família abre seu lar para garotinha com Down

Tem certas oportunidades que acontecem nas nossas vidas, que são justamente para conhecermos pessoas incríveis e passar por mudanças que só elas poderiam nos dar.

Com muita certeza, foi exatamente isso que aconteceu com a Florencia Souto, uma mãe solteira de dois filhos que vive em Bariloche, na Argentina.

Era uma nova etapa que estava a passar em sua vida. Em 2017 Florencia começou uma nova experiência de trabalho, quando passou a atuar na área administrativa de uma casa de repouso.

Como de costume, assim que chegou no local, ela passou a conhecer quem eram as pessoas que viviam ali e que iria estar se relacionando com elas no seu dia a dia.

Até que ela chegou a ser apresentada a uma garotinha que vivia ali, a Sandrita. Foi quando então bateu o questionamento, o que uma garotinha de apenas 9 anos estava fazendo em um lar para idosos.

Após ser abandonada em casa de repouso, família abre seu lar para garotinha com Down

Com síndrome de Down, a história dessa doce menina não era nada boa. Quando tinha apenas 2 anos, Sandrita foi abandonada por seus pais e passou a crescer com todos da casa de repouso.

Ao ser apresentada a aquela menininha animada, a primeira coisa que ela fez para com a Florencia foi a chamá-la de mãe. A partir daí, o amor que essa nova funcionária passou a sentir por ela foi único.

Comovida com a sua história de abandono e sendo uma mãe super exemplar, as coisas começaram a se tornar ainda mais doce quando Florencia decidiu levá-la para casa.

Após ser abandonada em casa de repouso, família abre seu lar para garotinha com Down

Sendo mãe de duas crianças, naquela época os filhos tinha 10 e 5 anos, ela sabia que um lar com duas crianças ao invés de idosos seriam melhor para essa garotinha.

A adoção foi difícil, mas foi a melhor coisa que lhes aconteceram

Aos poucos, esse relacionamento acabou se estreitando ainda mais. Com a ajuda das autoridades, esse vínculo só começou a crescer e crescer.

Foi quando então Florencia chegou a pensar na possibilidade da adoção definitiva da garotinha. Sandrita tinha muitos questionamentos e muitas coisas que como criança ainda não sabia.

Mas com o apoio total dos filhos, o laço que nasceu e a fez praticamente um membro daquela família, tudo isso só fez aquela amável família ganhar mais um membro.

Após ser abandonada em casa de repouso, família abre seu lar para garotinha com Down

“Ela não sabia o que era um aniversário, um Natal, muito menos como era sair de férias ou mesmo como tomar sorvete. Ele nasceu com síndrome de Down, tem cardiopatias graves, insuficiência respiratória, retardo mental grave e epilepsia, entre outras patologias”.

Todavia, para essa mamãe incrível, isso só eram questões a serem cuidadas diariamente e ensinadas com muito amor e cuidado. Tudo estava dando certo!

Até que a justiça autorizou a guarda definitiva da Sandrita para a Florencia. Foi assim que tudo ficou ainda mais perfeito. Como a mamãe mesma disse, era só questão de tempo!

Fonte: UPSPOCL

publicidade