Como melhorar sua capacidade de argumentação, segundo a ciência

Você conhece essas dicas para discutir melhor suas ideias?

publicidade

Quando a palavra “discussão” aparece, a maioria das pessoas provavelmente imagina duas pessoas gritando.

Isso é reforçado pelas notícias atuais – incluindo a política –, onde até mesmo o menor desentendimento pode acabar em uma briga feia.

Parece que, cada vez mais, a argumentação está sendo deixada de lado. Ninguém quer ceder um milímetro sequer na sua opinião. Entretanto, todos nós precisamos discutir ideias e assuntos complexos no dia a dia.

publicidade

Independente da importância da discussão (pode ser sobre a constituição brasileira ou o cardápio do jantar), existem algumas orientações básicas para manter seus argumentos educados e dignos de respeito, evitando que a conversa se transforme em uma competição de gritos.

Aqui estão 5 dicas para melhorar a sua capacidade de argumentação:

1. Ouça

argue-04

Durante uma discussão, as pessoas costumam ficar ansiosas à espera da sua vez de falar. Tão ansiosas que até esquecem de ouvir o que a outra pessoa tem a dizer.

publicidade

Ouvir é importante por várias razões, mas principalmente para entender o que a outra pessoa realmente pensa e por que ela acha isso. Ao compreender de onde as preocupações estão vindo, você pode conduzir a discussão de uma forma que seja útil para as duas partes.

E mais: quando você ouve, também pode descobrir erros no ponto de vista do outro. Então, quando for a sua vez de falar novamente, você poderá esclarecer esses pontos e deixar claro o que realmente pensa.

2. Não distorça os fatos

argue-01

Na ânsia de vencer uma discussão, muita gente descreve um cenário falso e altamente distorcido só para desqualificar os argumentos da outra pessoa. Às vezes fazemos isso até sem querer, com o sangue quente.

Aqui está um exemplo:

publicidade

Pessoa A: “As doenças sexualmente transmissíveis estão crescendo cada vez mais entre os adolescentes. Em vez de ensinar a abstinência sexual, devemos mostrar a eles opções para se manterem seguros e protegidos.”

Pessoa B: “Você só quer distribuir preservativos gratuitos e incentivar os adolescentes a ter relações sexuais sem que seus pais saibam.”

Obviamente, o que a “Pessoa A” realmente disse não tem nada a ver com o que a “Pessoa B” a acusou. Esse é o tipo de distorção que não leva a lugar algum. O importante é permanecer no tópico, sem colocar palavras na boca do outro.

3. Seja educado

argue-03

Em algumas discussões, principalmente aquelas que partem para o lado pessoal, as emoções podem ficar à flor da pele. Isso é normal, desde que o respeito seja mantido.

Se a outra pessoa ofender você, não responda com palavrões ou xingamentos. Mantenha o diálogo e mostre que você está acima disso.

Isso não quer dizer que você precisa evitar assuntos complicados, mas é preciso tomar cuidado. Quanto mais respeito você demonstrar, mais respeito você vai receber.

4. Se precisar, termine mais tarde

argue-05

De vez em quando, nada melhor do que esfriar a cabeça. Se a discussão é sobre uma situação importante, pode valer a pena tirar alguns dias para pensar com calma no assunto.

Fazer uma pausa pode até ser uma oportunidade para buscar respostas sobre algum ponto da discussão. Quando a conversa for retomada, você terá uma melhor compreensão das opiniões da outra pessoa, bem como um melhor controle sobre as suas próprias opiniões.

5. Admita quando você estiver errado

argue-06

Ter boa capacidade de argumentação não significa que você estará sempre certo. Argumentar bem significa apresentar suas opiniões com dignidade e avaliar as opiniões das outras pessoas.

Em alguns casos, você pode acabar descobrindo que estava errado. Se isso acontecer, admita o erro e não tenha vergonha. Mostre que você não é uma pessoa teimosa que insiste em ideias erradas.

Se não souber o que falar, tente algo assim: “Eu não tinha visto as coisas dessa maneira antes. Acho que a opinião que eu tinha estava errada. Obrigado por me mostrar um outro ponto de vista!”

Fonte: aplus.com.

E, claro, a parte mais importante de uma discussão é tirar suas próprias conclusões.

Se você odeia admitir um erro, tente errar o mínimo possível. Isso significa que você deve basear seus argumentos em fatos e raciocínio lógico (e não nas emoções).

As emoções sempre estarão presentes em uma discussão, mas a lógica deve estar no centro de tudo. Caso contrário, você só vai perder o seu tempo.

Sabe aquela pessoa que você vive discutindo, mas no fundo não vive sem? Compartilhe esse post com ela.