Saiba como desenvolver atração pelas pessoas certas

Você sabe quem são as pessoas boas para você.

publicidade

Nós não podemos forçar nossas atrações sexuais. A maioria de nós aprendeu isso do jeito difícil.

Mesmo assim, como eu descrevo no meu livro Deeper Dating, há algo profundo que a maioria de nós nunca aprendeu: embora nossas atrações sexuais não possam ser controladas, elas podem ser educadas.

Este post vai mostrar algumas formas de cultivar atrações românticas e sexuais por pessoas que são gentis, atenciosas – e disponíveis.

publicidade

Mesmo se você estiver implacavelmente atraído por bad-boys ou bad-girls, ou por pessoas comprometidas, também poderá desenvolver esta capacidade.

E não são truques; são habilidades vitalícias de romance e intimidade – exatamente as mesmas habilidades que você usará para manter a paixão viva em seu próximo relacionamento sério.

O Espectro da Atração

Atração pelas pessoas certas

Toda vez que entramos em uma sala cheia de pessoas, fazemos escolhas baseadas em nossa atração. Quem nós notamos? Quem nós passamos?

publicidade

Deb, uma jovem corretora de ações de Chicago, uma vez me disse:

“Sabe, é quase mágico. Eu posso ir à uma festa e sempre tem uma pessoa pela qual me sinto mais atraída.”

“Se eu sair com ele, dentro de poucas semanas ou meses eu descubro que ele tinha as mesmas características emocionais do meu parceiro anterior. Mas na primeira vez que o vi, eu não fazia ideia disso!”

Nossas atrações são forjadas em um profundo estado do nosso ser, oriundas de incontáveis forças, muitas vezes desconhecidas.

Quando encontramos alguém pela primeira vez, nossa psique e nosso coração começam uma varredura incrivelmente complexa, pegando sinais óbvios como estrutura física e facial, mas também observando inúmeras pistas sutis, como linguagem corporal, expressões faciais, o contorno dos lábios, a nuance da voz e os músculos em torno dos olhos.

publicidade

Nós processamos estas informações instantaneamente, sem perceber. Tudo que sentimos é o desejo, ou a falta dele.

Os cientistas nos dizem que um bicho-da-seda pode cheirar uma outra traça de bicho-da-seda do sexo oposto a mais de dez quilômetros de distância.

Nosso instinto de acasalamento pode não ser tão desenvolvido, mas a natureza programou nosso radar romântico com a sensibilidade para encontrar a pessoa certa para desencadear qualquer circuito emocional com o qual precisamos trabalhar.

Todos nós somos atraídos por um certo tipo que nos deixa de queixo caído, seja um tipo físico, um tipo emocional ou um tipo de personalidade.

Digamos que exista um “espectro de atração”, de 1 a 10; as pessoas na extremidade mais baixa não são fisicamente ou romanticamente atraentes para nós, mas as que estão na extremidade superior são ícones – são muito atraentes, nos deixando de pernas bambas e desencadeando tanto o nosso desejo quanto nossa insegurança.

Harville Hendrix, fundador da Imago Therapy, traz à luz esse fenômeno de uma maneira que esclarece toda nossa jornada de intimidade.

Atração pelas pessoas certas

Ele ensina que essas pessoas são tão atraentes para nós, em parte porque incorporam não apenas o melhor, mas também as piores características emocionais de nossos pais.

Todos nós temos feridas não resolvidas de infância, devido à traição, raiva, manipulação ou abuso. Inconscientemente, nós buscamos curá-las através do nosso parceiro.

E nós tentamos alcançar essa cura nos relacionando com alguém que achamos que pode nos machucar de maneiras semelhantes às quais nos machucamos quando crianças, na esperança de que possamos convencer ele ou ela a finalmente nos amar e nos aceitar.

O nosso eu consciente é atraído pelas qualidades positivas que ansiamos, mas nosso inconsciente nos atrai para as qualidades que nos lembram de como ficamos mais feridos.

Isso explica parcialmente porque ficamos tão desajeitados e inseguros perto de pessoas pelas quais nos sentimos atraídas.

Isso também explica porque nossas maiores desilusões amorosas acontecem com essas atrações mais intensas e ardentes.

Alguns de nós reagimos à desilusões passadas saindo apenas com pessoas na extremidade menor do nosso espectro de atração.

Nós ficamos apavorados com a intensidade e o risco de uma perda dolorosa quando nos aproximamos de pessoas da extremidade superior.

Frequentemente nos sentimos mais seguros ao lado de pessoas que não fazem muito por nós em nível físico ou romântico, pois é mais confortável – mas o lado negativo pode ser o tédio, a frustração e a falta de paixão.

Muitos outros apenas saem com pessoas da extremidade maior de seu espectro de atração, pois acreditam que é lá que está o verdadeiro amor e paixão.

Você percebe que está atraído por alguém que tem a “nota alta” em seu espectro de atração em uma fração de segundo. Isso pode ser dolorosamente empolgante, mas raramente é confortável ou seguro.

Em minha experiência, pessoas que somente saem com aqueles que estão na extremidade superior de seu espectro de atração tem maiores probabilidades de continuarem solteiras.

Por contraste, entretanto, a atração por pessoas no meio do nosso espectro raramente é imediata; geralmente leva mais tempo para ter uma noção do quanto estamos realmente interessados naquela pessoa.

Pessoas que estão dispostas a sair com alguém com uma nota média têm mais probabilidade de encontrar um amor real e duradouro. Não é uma questão de “se vender”, pois a atração imediata não é a melhor maneira de projetar uma paixão futura.

Atrações intensas e imediatas podem nos cegar para as qualidades reais e nossas interações com outras pessoas e para as características reais da pessoa que estamos nos relacionando.

As atrações podem crescer – e muitos de nós tivemos a experiência de nos tornar mais atraídos por alguém conforme conhecemos ele ou ela melhor.

Cultivando Atrações de Inspiração

Atração pelas pessoas certas

Então, o que fazemos quando conhecemos alguém que nos inspira e sentimos alguma atração, mas não o suficiente para nos apaixonar?

A atração sexual é muito mais mutável do que sabemos. Todos nós temos tipos que nos excitam intensa e imediatamente. Mas, como eu disse, as atrações podem crescer.

É improvável que você tenha atração por alguém que não é nem um pouco atraente fisicamente para você.

Mas se você tem uma fagulha de atração por alguém, e esta pessoa tem outras qualidades que você gosta, sua atração pode brotar.

Se está conhecendo alguém pela primeira vez, não tome uma decisão rápida baseada se você está instantaneamente atraído fisicamente. Se você não tem certeza, saia com esta pessoa novamente.

Com o tempo, algo adorável pode acontecer: ele ou ela pode se tornar mais atraente para você. Se não, você saberá que é hora de parar de sair com a pessoa.

Se você já viu artistas posarem para um retrato, vai perceber que eles frequentemente ficam vesgos. Ficar vesgo os ajuda a focar na essência do assunto sem se distrair com seus contornos ásperos.

Precisamos fazer o mesmo em nossa vida amorosa.

É tão fácil perder-se na avaliação das imperfeições das pessoas, quando o melhor para nós é simplesmente sentir seu espírito. É isso que faz atrações crescerem.

Conforme começamos a nos importar mais com alguém, tentáculos invisíveis começam a crescer em nossos pensamentos, em nossas imaginações sexuais, em nosso senso de dependência por aquela pessoa.

Nossa psique, nossa sexualidade e nossos corações começam a criam uma ligação com aquela pessoa, a tornando mais querida por nós.

Quando fortalecemos um músculo através do exercício, nosso corpo cria novos capilares para nutri-lo. Quando criamos um novo amor, algo similar acontece.

Novos caminhos neurais, caminhos emocionais, novos rituais, memórias sensoriais e novas necessidades são criadas.

Toda uma teia de novas conexões é criada, conforme nossos corações permitam que este antigo estranho se torne uma pessoa amada por nós.

Nós nos especializamos neles em várias maneiras. É por isso que o fim de um relacionamento pode causar dores físicas – estes tentáculos amorosos são arrancados e esta experiência é angustiante.

Em muitas atrações de inspiração, pode levar tempo para nossa atração ser construída. Nesses casos, pode ser difícil resistir à fuga, em busca de algo mais claro.

Como resultado, muitos relacionamentos potencialmente maravilhosos são interrompidos antes de ter uma chance.

A verdade é que podemos aprofundar nossas atrações saudáveis e intensificar sua paixão.

Atração pelas pessoas certas

Quanto mais nos concentramos nas coisas que despertam nosso desejo, mais nossa paixão pode ser construída. Se há uma fagulha de atração por alguém, e você quer fazer essa atração crescer, comece por dar-se um pouco de espaço.

Não importa o quanto a pessoa é maravilhosa, você não é obrigado a sentir-se mais atraído por ele ou ela do que você realmente está.

Forçar seus sentimentos só irá bloquear o fluxo natural de atração. Em vez disso, permita-se refletir sobre o que atrai você para eles – o que o excita e o que aprecia.

Pense emocionalmente, mas também fisicamente. Dê tempo para suas fantasias se desenrolarem. Talvez você simplesmente queira ficar de mãos dadas no cinema. Ou beijar, ou apenas ficar juntinho por um bom tempo.

Você pode imaginar sexo rápido e ardente, ou devagar, seja o que for e, conforme for apropriado, veja se você pode pedir o que deseja – é assim que podemos crescer nossa paixão.

Meu conselho: quando desejamos alguém e depois adiamos o sexo (por pelo menos cinco ou seis encontros), surpreendentes novos caminhos de atração se formam. É uma ótima forma de crescer a paixão.

Mais importante, fazer sexo muito cedo é como fertilizante para qualquer medo de intimidade que podemos ter. Nos faz querer fugir.

Então, vá lentamente do lado de fora, mas permita-se controlar livremente sua vida de fantasia.

E se o seu desejo é mais sensual do que sexual, tudo bem também. Uma cliente minha conheceu um homem que mora na Europa.

Ela sabia que gostava dele, mas não estava atraída o suficiente para querer sexo. Ela só queria ficar abraçada.

Ele a convidou para visitá-lo, mas ela não tinha certeza se queria viajar. Conversando com ele, ela disse: “Eu não sei se deveria ir até a Europa somente para ficar abraçada com alguém”.

O seu sábio amigo respondeu: “Sério? Eu não consigo pensar em um motivo melhor para ir a Europa!” Minha cliente fez a viagem e, com o tempo, se apaixonou profundamente.

Ela foi sábia o suficiente para dar-se todo o tempo necessário, e ele foi sábio o suficiente para deixá-la.

O que achou do conteúdo? Comente!

Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado em Psychology Today escrito por Ken Page L.C.S.W..

Imagens: pexels.com e pixabay.com

Compartilhe este conteúdo com todos(as) que ama!

COMENTÁRIOS | Deixe sua opinião!

comments