Como fazer com que seu cachorro não destrua o seu lar quando você estiver fora

Ter um cachorro é algo maravilhoso, mas nem sempre é fácil.

publicidade

Ter um cachorro é algo maravilhoso.

Só que sabemos que na prática nem tudo acaba sendo tão tranquilo quanto gostaríamos.

Principalmente com os cachorros filhotes.

publicidade

Até eles compreenderem que o seu sofá não é pra ser destruído, pode levar algum tempo.

Então, se você busca dicas e quer sugestões para saber o que fazer para o seu cachorro não destruir o seu lar enquanto você estiver fora de casa, confira as nossas dicas.

Cachorro destruindo objetos

cachorro destruindo casa

Muitos donos só de imaginar os seus móveis roídos, o sofá com rasgos, fios e cabos destruídos, objetos mordidos ou quebrados, entre outros, acabam perdendo a paciência.

publicidade

Não podemos ser hipócritas e dizer que isso não irá acontecer caso você adote/compre um cachorro.

O fato é que os cachorros não gostam de ficar sozinhos!

Eles se sentem facilmente entediados, e quando não tem ainda uma rotina, é muito comum eles destruírem algum móvel ou parte da sua casa.

Só que entenda: não adianta ter raiva. É apenas uma forma que eles encontram de se distrair.

5 motivos que levam o seu cãozinho a destruir sua casa

Antes de saber como fazer com que o seu cachorro não continue destruindo a casa, é preciso identificar a causa do problema.
Só assim teremos uma chance de resolver o problema de forma definitiva.

publicidade

Quando seu cão filhote, é muito comum que isso aconteça. Se for um cão na fase adulta, será necessário observar e ficar atento aos detalhes.

Principalmente se ele é filhote, é preciso ter muita calma e paciência, porque ele não faz de propósito.

Ele não tem este comportamento porque é teimoso ou bagunceiro, mas sim porque necessita de distração.

E para refletirmos: um cãozinho não nasce sabendo o que é “certo ou errado”. Ele precisa de treinamento e aí, entra o seu trabalho como tutor.

Vamos entender os 5 motivos que levam o seu cão a destruir sua casa:

Entediado

Se o cachorro estiver em um ambiente que não tem com o que ele brincar, ele vai achar algo para perder o tempo.
Pode ser um móvel, objeto, ou qualquer outra coisa. Isso é fato.

Ansioso

É comum cachorros que são muito carentes ou ansiosos acabarem destruindo o que está na frente deles.
Justamente pela necessidade de se sentir ocupado e “se distrair”.

É incentivado a morder

Os filhotes, tem uma necessidade enorme para morder alguma coisa – seja pelo desenvolvimento dos dentes ou não.

E se eles não têm à disposição um brinquedo ou mordedor, vão morder qualquer coisa que acharem pela frente.

Fome

Cachorros com muita fome também acabam descontando a fome destruindo móveis e objetos.

Problemas médicos

Outra explicação são os problemas médicos, desde os bucais, como irritação na gengiva, gastrointestinais, até os metabólicos.

Você, como um tutor responsável, tem a obrigação de ficar de olho nos sinais que ele for demonstrando no seu dia-a-dia, ok? 🙂

Dicas que vão ajudar a solucionar o problema

como adestrar meu cachorro

Agora que você sabe os motivos que levam o seu cãozinho a destruir móveis e objetos, conheça algumas dicas e métodos que evitam o cachorrinho destruir tudo.

As opções abaixo vão exigir de você tempo e dinheiro.

Mas lembre que mais vale investir nisso do que ter de trocar a decoração todo mês, né?

E vale ressaltar que ter um cãozinho exige esforço por parte do tutor.

Passeie com ele ou brinque antes de sair de casa: Cada cachorro tem uma necessidade de exercício diferente, dependendo da raça, porte e das características deles. Faça dois ou três passeios diários, faça com que o seu cãozinho gaste toda a energia dele, para que quando ficar sozinho, a única opção seja dormir.

Dê a ele muitos brinquedos: os brinquedos são importantes para os cachorros. Pode até ser que no início eles não se sintam interessados, mas aos poucos vão experimentado e gostando.

Alguns exemplos de brinquedos indicados para os cachorros são as cordas; bolas; pelúcias; mordedores; jogos interativos, entre outros. Se você não tem ideia de como escolher, vale a pena dar uma conferida nessa lista de brinquedos ideais para cães.

Equilibre o tempo: É fato: um cachorro que fica muito tempo sozinho, vai acabar entediado e pode descontar estragando um objeto ou algo semelhante. Por isso, reveja o tempo que você tem dado atenção a ele. Aproveite os momentos livres do seu dia para brincar e adestrá-lo, ao mesmo tempo.

Tire um tempo no final de semana para soltá-lo em algum parque, assim ele consegue se socializar com outros cães – isso é muito importante para ele.

Arrume a casa: lembre-se de não deixar ao alcance dos cachorros roupas, objetos, etc. Deixando isso amostra, principalmente quando ele ainda é filhote, fica mais difícil ele se entreter. Cuidado para fechar portas de lugares que você considera perigosos, ou que o cachorro pode destruir algo importante seu.

Escolha um lugar especial: é claro que o cachorro não vai se sentir bem se você largá-lo, por exemplo, preso na lavanderia. Se ele reconhecer que tem o seu espaço, um lugar pra ele dormir, brincar, etc, fica mais fácil até ele aprender. Então, deixe nesse espaço a sua caminha, brinquedos, vasilhas de comida e água.

Outras dicas que podem ajudar também:

Sons Familiares e Entretenimento

Deixar a TV ou rádio ligados em programas que o dono costuma escutar pode ajudar o cachorro a relaxar.

Isso acontece porque ele reconhece semelhança e se sente mais tranquilo.

Para os donos que gostam de maior entretenimento para os cães, existem opções como o MyPetTV que é uma espécie de “Netflix para cães”.

Cheiro familiar

Deixar uma camiseta com seu cheiro também ajuda.

Mas não espere que ela fique inteira no final do dia. Deixe sempre uma roupa que o faça se sentir confortável.

Um bichinho de pelúcia funciona muito bem como companhia para o seu cãozinho.

Sua reação também importa!

Não chegar em casa gritando, ou batendo nele só porque ele estragou algo.

Isso pode comprometer ainda mais o seu comportamento e treinamento de adestramento.

Dedique tempo de qualidade

Quando chegar em casa, tire alguns minutos para fazer carinho, dar atenção e brincar com ele.

Ele ficou o dia todo longe de você e agora, ele vai querer um pouco de sua atenção.

Lembre-se que um dos papéis de ser um tutor responsável é justamente esse: saber que o seu cãozinho tem necessidades e você precisa cumpri-las.

Longe de Ruídos Externos

Se o cachorro fica dentro de casa, procure manter ele longe dos ruídos externos.

Assim, ele não fica preocupado ou ansioso com o que está acontecendo do lado de fora.

Por isso, feche as janelas ou mantenha-o em cômodos mais afastados de ambientes com ruídos.

Meu Filho de 4 Patas Está Destruindo as Coisas: O que fazer?

Como eu falei acima, o seu cãozinho não nasce sabendo o que é certo ou errado. A natureza dele é justamente a de morder as coisas.

Diferente de nós, ele não tem séries, filmes e um videogame, por exemplo, para se distrair.

Sua natureza é morder.

Eu gosto de sempre reforçar que o cãozinho vai ser obediente e “lindinho”, quando o tutor fizer o papel dele de adestrar o animal a se comportar dessa forma.

Você faz a sua parte e o seu cãozinho fará a dele. É uma conta bem simples.

Não sabe por onde começar?

Algumas boas dicas que eu posso te dar e que eu mesmo já testei e recomendo:

  • Existem vários vídeos gratuitos no Youtube de adestradores famosos com técnicas simples e avançadas de adestramento.
  • Leia livros sobre o assunto – as opções são várias: César Milani, Dr. Pet, entre outros. A plataforma da Amazon geralmente oferece bons descontos nesses livros.
  • Cursos pagos na plataforma da Udemy também são boas opções e geralmente estão à preços muito acessíveis.

Já testei todas essas opções e posso recomendá-las com toda certeza do mundo. Vale a pena investir no seu conhecimento nessa área.

Mas, desde já preciso reforçar algumas coisas que serão essenciais:

  • Excesso de paciência;
  • Grande quantidade de carinho e trabalho;
  • Reforço positivo (recompensar o que ele fizer corretamente e ignorar o que ele fizer de ruim).

Concluindo…

Antes de pensar em doar o cachorro ou se desfazer ele, lembre-se que esse quebra-quebra pode ser passageiro.

Mas caso isso permaneça por muito tempo, então recomendamos conversar com um adestrador ou veterinário de sua confiança.

Eles podem conferir de perto o que realmente está afetando a tranquilidade do animal.

E mais uma vez afirmamos, que nunca passe pela sua cabeça abandonar o cachorro.

Por mais que ele tenha destruído o seu objeto mais precioso. O objeto tem substituição.

O amor de seu animal de estimação não.