Ele postou uma ‘carta de despedida’ escrita pelo seu cachorro

Se você também ama cachorros, vai se derreter com essa carta de despedida ‘escrita’ por um cão.

publicidade

Se você tem ou já teve cachorros, vai concordar: não tem nada melhor do que dar e receber seus carinhos, lambidas e amor, principalmente ao chegar em casa.

Parece que cachorros fazem parte das nossas vidas só para deixar nosso dia melhor.

Cães representam a maior lealdade e a mais pura amizade que pode existir. Não é por acaso que eles marcam nossas vidas para sempre. Perder um amigo de 4 patas é como perder um membro da família.

publicidade

Após perder seu melhor amigo, John Pointer escreveu uma carta de despedida do ponto de vista do seu cão Benny. Se você também é um amante de cachorros, prepare-se para usar muitos lenços de papel.

Foto topo

“Ontem foi um dia estranho. Eu não consegui sair da cama. O cara que mora comigo me levantou. Eu tentei manter minhas pernas firmes, mas elas não cooperaram.

Ele disse: ‘Não se preocupe, eu te ajudo, parceiro’ e me carregou para o andar de baixo, lá para fora. Aquilo foi tão legal da parte dele. Eu precisava muito fazer xixi, lá mesmo onde ele me pôs. Normalmente, eu não faria, mas nós dois decidimos abrir uma exceção à regra.

publicidade

Comecei a andar pela área do estacionamento, onde todos os cães vão para fazer cocô. Senti minhas patas se arrastando no chão. ‘Que estranho’, eu pensei. De repente, eu tive que fazer, urgentemente. No meio do estacionamento. Normalmente, eu não faria aquilo. É contra as regras.”

Foto 1

“Meu dono limpou aquela bagunça. Ele é bom nisso. Me senti com vergonha, olhei pra ele e ele disse ‘Quer continuar caminhando, amigão?’.

Eu caminhei, mas foi surpreendentemente difícil. Quando chegamos no fim do estacionamento, minha cabeça estava girando. Eu tentei subir o pequeno degrau e quase caí. Eu não conseguia entender o que estava acontecendo.

Ele se abaixou novamente e pôs suas mãos ao meu redor. Aquilo foi bom. Ele me pegou e me carregou pra casa. Eu ainda estava confuso e minha cabeça girava, mas eu estava aliviado de não ter que andar todo o caminho de volta. De repente, aquela pareceu uma distância impossível.”

publicidade

Foto 2

“Eu estava tão contente de poder deitar na minha cama. Meu dono cuidou de mim, dizendo ‘Estou com você, parceiro’. Eu amei aquela sensação. Ele faz tudo ficar melhor.

Uns minutos depois, outra pessoa chegou. Ele é um dos meus preferidos, se chama Jay. Ele me deu carinho e disse para o meu dono: ‘Você quer pegar um cobertor?’

Eles colocaram o cobertor em mim e… Uau! Aquilo foi muito bom. Eu relaxei e os dois me fizeram carinho, mas ambos começaram a derramar algumas lágrimas.”

Foto 3

“Eu nunca quis que eles chorassem, isso parte meu coração. É o meu trabalho fazer com que eles se sintam melhor, mas eu estava um pouco cansado e com frio. Eu dormia, acordava e eles estavam sempre lá, vendo se eu estava bem e conversando um com o outro.

Durante o dia, meu dono fez algumas ligações e ficou um tempão comigo. Eu ouvi ele dizer ‘Às 9h amanhã.. sim.. aviso você caso algo mude. Obrigado, Dr. MacDonald.’

Ele ligou para outra pessoa e disse ‘Desculpa, tenho que cancelar hoje à noite’. Eu estava pegando no sono e acho que ouvi ele chorar um pouco de novo.”

Foto 4

“De noite, outras das pessoas que eu adoro vieram. Eles foram todos muito amorosos. Eu lambia suas lágrimas quando eles chegavam perto o suficiente do meu rosto. Eles cochicharam coisas doces nos meus ouvidos, e me disseram que eu era um bom menino.

Mais tarde, me senti bem o suficiente para levantar e caminhar até a porta para ver quem estava chegando. Foi mais cansativo do que eu lembrava que era, mas eu amei ver todos eles.

Ouvi meu dono dizer algo do tipo ‘Essa é a primeira vez que ele levantou sozinho hoje’. Todos pareciam contentes que eu estava fora da cama. Eu também estava… mas depois que a animação foi embora, foi exaustivo me movimentar.”

Foto 5

“Depois que a última visita saiu, meu dono me levou lá fora pra fazer o que ele chama de ‘meus negócios’.

Nós entramos e quando chegamos nas escadas, elas pareciam duas vezes maiores e dez vezes mais compridas do que eu lembrava. Olhei para meu dono e ele olhou pra mim. Ele disse ‘Não se preocupe, eu te ajudo, amigão’ e me carregou.

Foto 6

E então, ficou ainda melhor! Ao invés de dormir na minha cama, ele me chamou para dormir na cama *dele*. Repetindo: *eu pude dormir na cama com o meu dono!*

Normalmente, nós temos nossas próprias camas, mas noite passada nós nos aconchegamos, e foi tão bom poder estar tão perto dele. Eu pensei ‘Eu pertenço a esse lugar. Eu nunca vou sair do lado dele.’ Entretanto, eu não me senti muito bem e foi difícil de respirar algumas vezes.”

Foto 7

“Me parece que isso começou há uns meses. Nós estávamos jogando bolinha e eu simplesmente desmaiei. Eu não sei o que aconteceu, mas eu acho que parei de respirar. Eu pude ouvir meu dono me chamando. Eu não conseguia mover um músculo.

Ele levantou minha cabeça e olhou dentro dos meus olhos. Eu pude vê-lo ali, mas não consegui lamber seu rosto. Ele disse ‘Benny, você está aí?’ Não consegui responder.

Ele me olhou e disse, ‘Não se preocupe, parceiro. Eu cuido de você.’ Eu comecei a girar no escuro, e então meus pulmões respiraram fundo e eu pude vê-lo de novo.

Nós fomos a alguns médicos, e desde então tenho ouvido muito sobre palavras como ‘cardiomiopatia’, ‘câncer’ e ‘falência renal’. Tudo que eu sei é que às vezes me sinto bem, e outras vezes… você sabe… nem tanto. Meu dono me dá comprimidos.”

“Hoje de manhã ouvi meu dono levantar e tomar banho. Ele voltou pro quarto e tinha um perfume muito bom. Ele me ajudou a levantar, mas desta vez eu consegui sozinho. Nós chegamos na beira das escadas e… Nossa! Ela parecia grande e comprida novamente.

Ele disse ‘Eu te pego, amigão’, e me carregou até lá embaixo. Fiz ‘meus negócios’ e nós entramos novamente. Ele abriu uma lata de comida de cachorro muito, muito deliciosa. Eu amo aquela coisa!

Jay apareceu de novo. Que surpresa boa! Ele e meu dono pareciam preocupados, mas todos estavam me dando carinho. Parecia um pouco com uma peça de teatro onde todos os atores estavam tristes, mas fingindo estarem felizes.

Logo depois disso, outra pessoa apareceu. Ela estava usando calças de médico, e eu me encostei nela.”

Foto 8

“Eu ouvi eles conversando. Todos olharam para minha gengiva e minhas patas. Eu ouvi a doutora dizer ‘É uma decisão sua, mas ele está definitivamente nessa situação’.

‘Eu não quero pressionar você, mas olhando para a falta de cor dele, eu honestamente estou chocada por ele ainda estar de pé. Além das patas e da mandíbula, olhe aqui…’ ela apontou para o meu rosto, ‘Isso deveria ser rosado. Está quase branco, aproximando-se do amarelo.’

Meu dono e Jay foram pra dentro para conversar. Quando voltaram, ouvi meu dono dizer ‘Eu concordo. Eu não quero esperar até que ele esteja em absoluta agonia.’ E então nós entramos.

Pra falar a verdade, eu estava me sentindo muito mal, mesmo que estivesse caminhando. Parece que minha cabeça estava fria, minhas patas congelando e minhas patas traseiras não estavam funcionando bem.”

Foto 9

“A doutora disse ‘Eu vou injetar isso nos músculos dele. É um sedativo. Depois vou voltar aqui, e você pode dar amor pra ele até ele dormir.’ Meu dono beijou meu rosto e olhou nos meus olhos. Ele estava tentando não chorar.

A doutora deu uma injeção de alguma coisa na minha perna. Eu olhei pro meu dono. Ele é tão incrível. Eu vou estar sempre do lado dele.

Ele e Jay me deram carinho e disseram as coisas mais legais – que cão bom eu sou, que bom trabalho tenho feito, o quão gratos eles são por eu fazer parte das suas vidas. Depois de um tempo, começou um zumbido na minha mente. FOCO! Eu olhei para meu dono. Eu o amo tanto.”

Foto 10

“Adormeci de novo. FOCO! Posso ver meu dono. Eu o amo tanto. Eu vou estar sempre do lado dele. Ele sabe disso. Estou dormindo? FOCO! Vou sempre olhar pra ele com todo meu coração.

A doutora disse ‘Ele deve ter uma vontade enorme de ficar com você. Ele realmente está fazendo muita força. É impressionante.’

Meu dono derramou umas lágrimas e disse ‘Eu sei. Esse cara vive por mim. Ele é a alma mais devota que eu já conheci…’ Nós encostamos nossas cabeças e fechamos nossos olhos.

Me senti bem. Não consigo descrever. Olhamos um para o outro novamente. Senti aquele zumbido de novo, talvez deitar fosse melhor. Meu dono ajudou. Cara, aquilo foi muuuuito bom.

Senti ele e Jay me fazendo carinho e ouvi eles falando comigo. Eles me amam muito. Que sortudo eu sou, hein? E então senti mil mãos me fazendo carinho.

Todo mundo que eu conhecia e me amava estava lá, me dando amor, coçando minhas orelhas e aquele lugar embaixo da minha coleira que faz minha pata mexer. Todo mundo deveria provar isso. É simplesmente incrível.”

Foto 11

“Então eu senti a doutora tocando minha perna. Eu comentei que meu dono tinha me dado joelhos novos? Eles são de titânio e me serviram bem, mas agora… tenho sentido eles chiarem um pouco ultimamente.

Com todos me fazendo carinho, a doutora colocou outra agulha na minha pata, mas desta vez, conforme o líquido entrava, minhas patas foram curadas! Meus joelhos estavam perfeitos! E quando eu senti entrar no meu corpo, meu câncer desapareceu!

E então meus rins melhoraram! E finalmente, meu coração estava saudável. Senti como se tivesse mandado embora todas as minhas doenças. Maravilha!!

Foto 12

“Eu vi meu dono, Jay e a moça que vive na nossa casa, Shelly. Eles pareciam estar amontoados em cima de alguma coisa. Caminhei para ver.

Parecia um… eu não sei. Meio que parecia comigo, mas do jeito que eu parecia quando estava me sentido muito doente ou exausto. O rosto estava borrado, e eu não consegui dizer, mas aquele pobre cara parecia estar sofrendo.

Posso dizer que meu dono estava aliviado e muito, muito triste. Eu o amo tanto. Olhei para aquela coisa que se parecia comigo e olhei para ele. Acho que ele estava triste por aquela coisa.

Pulei ao redor da sala, como um palhaço, mas parece que eles queriam ser melancólicos e focar naquela coisa que eles estavam acariciando e beijando.

Mas meu dono estava definitivamente triste. Me encostei nele, como fiz milhões de vezes antes, mas não foi a mesma coisa. Senti que seu corpo parecia uma nuvem e eu passei através dele.

Então caminhei para perto dele e sentei, como um bom menino. E meu coração cochichou para o dele ‘Não se preocupe, amigão. Eu estou aqui.’

Fonte: shareably.net.

Foto 13

“Eu vou sempre estar do lado dele. Ele sabe disso.”

Se você também achou essa história emocionante, compartilhe clicando abaixo.