in , , ,

Após passar um ano em floresta, artista cria obras de arte de um jeito que você nunca imaginou.

O que você imaginaria se estivesse andando por uma floresta ou um bosque e de repente desse de cara com várias esculturas feitas de galhos, cipós, folhas e outros elementos da própria floresta?

Esculturas feitas de matéria prima da própria floresta.

Isso parece no mínimo enredo de filme de ficção científica, mas não é. No sul da França, um artista ousado resolveu fazer isso e vem chamando muito atenção de várias pessoas que ao andar pelas florestas de La Colle Sur Loup, Villeneuve-Loubet, e Mougins encontram alguns objetos com formas bem curiosas.

O autor dessa arte tão excêntrica é o artista Spencer Byles.

Esculturas feitas de matéria prima da própria floresta.

O início

Ele diz que vem fazendo esculturas com materiais encontrados em florestas ao longo de 10 anos e conta que passou um ano percorrendo a região e fazendo suas esculturas.

Esculturas feitas de matéria prima da própria floresta.

Segundo Spencer, ele conta que adquiriu permissão para trabalhar em uma floresta selvagem acima da vila onde mora e que passou três meses preparando o projeto e localizando áreas que tivessem características únicas e abundância de materiais com os quais pudesse construir o seu trabalho.

Adicionar APP Awebic

No início, ele afirma que trabalhou de forma livre, sem nenhum desenho ou design planejado e que e não tinha expectativa de como ele poderia evoluir suas obras.

Como trabalhou em vários lugares diferentes da floresta, ele diz que criava de acordo com o local e que chegou a trabalhar em pelo menos 20 esculturas de uma só vez.

O dia a dia na floresta

Apesar de sentir prazer no trabalho que faz, Spencer diz que tem coisas que às vezes são irritantes, como mosquitos e o intenso calor durante os meses de julho e agosto.

Rogério Fonseca

Written by Rogério Fonseca

Profissional responsável pelo desenvolvimento e gestão de conteúdo para materiais on e off line, peças e campanhas publicitárias, no desenvolvimento de estratégias de atuação em diversas plataformas de social media, gerenciar ações com novas mídias, monitoramento e gerenciamento de redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você nunca conseguiu pegar o ursinho naquelas máquinas por um simples motivo. Quer saber?

Se você acha que uma pessoa com Down não consegue fazer muito, conheça Wil: ele pode até voar!