in

O que é Mercúrio Retrógrado e por que colocamos a culpa nele?

Computadores danificados, voos perdidos, tensões em seu local de trabalho — uma pessoa que gosta de astrologia diria para você esperar todo esse caos e muito mais quando Mercúrio começar a retroceder. Mas, de acordo com um astrônomo, esse fenômeno celeste comum não é motivo para ficar enjaulado em casa por semanas a fio.

“Não conhecemos nenhum mecanismo físico que possa causar coisas como falta de energia ou mudanças de personalidade nas pessoas”, disse o Dr. Mark Hammergren, astrônomo do Planetário Adler de Chicago, ao Mental Floss.

Portanto, se Mercúrio não prejudica relações comerciais e relacionamentos quando parece mudar de direção no céu, por que tantas pessoas estão convencidas de que isso acontece?

A História do “Mercúrio Retrógrado”

Mercúrio retrógrado — como é tecnicamente chamado — estava sendo escrito nos círculos da astrologia já em meados do século XVIII. O evento foi observado nos almanaques agrícolas britânicos da época, que os agricultores liam para sincronizar seus horários de plantio com os padrões das estrelas.

Durante a mania de espiritismo da era vitoriana, o interesse pela astrologia cresceu, com muitos acreditando que as estrelas afetavam a Terra de várias maneiras (muitas vezes inconvenientes).

Publicações do final do século XIX, como The Astrologer’s Magazine e The Science of the Stars, conectaram Mercúrio retrógrado com fortes chuvas. As caracterizações do acontecimento como um “mau agouro” também apareceram em alguns artigos durante esse período, mas sua associação com um desastre total não foi tão prevalente na época como é hoje.

Enquanto outros hobbies espíritas, como sessões espíritas e contemplação de cristais, gradualmente desapareceram, a astrologia se tornou ainda mais popular. Na década de 1970, os horóscopos eram um dos pilares do jornal e Mercúrio retrógrado era um personagem recorrente.

Como se dizia que o deus romano Mercúrio governava viagens, comércio, riqueza financeira e comunicação, em círculos astrológicos, Mercúrio, o planeta, também ficou ligado a esses assuntos.

“Não comece nada quando Mercúrio estiver retrógrado”, uma edição de abril de 1979 do The Baltimore Sun instruiu seus leitores.

“Uma grande organização de comunicações observa que tempestades magnéticas, interrompendo mensagens, são prolongadas quando Mercúrio parece estar retrocedendo. Mercúrio, é claro, é o planeta associado à comunicação”.

O poder atribuído ao evento se tornou tão exagerado que hoje é responsabilizado por tudo, desde problemas digestivos até máquinas de lavar quebradas.

O que é Mercúrio Retrógrado?

Embora a histeria em torno de Mercúrio retrógrado seja mais forte do que nunca, ainda há zero evidência de que é algo com que devemos nos preocupar.

Até as explicações mais frágeis, como a ideia de que a atração gravitacional de Mercúrio influencia a água em nossos corpos da mesma maneira que a lua controla as marés, são facilmente derrubadas pela ciência.

“Um carro a 6 metros de distância exerce uma força gravitacional mais forte do que o planeta Mercúrio”, diz Hammergren.

Para entender como Mercúrio retrógrado afeta tão pouco a vida na Terra, é bom aprender o processo físico por trás do fenômeno. Quando o planeta mais próximo do Sol é retrógrado, ele parece se mover “para trás” (leste para oeste em vez de oeste para leste) no céu.

Essa aparente inversão na órbita de Mercúrio é na verdade apenas uma ilusão para as pessoas que a veem da Terra. Imagine Mercúrio e a Terra circulando o sol como carros em uma pista de corrida.

Um ano em Mercúrio é menor que um ano na Terra (88 dias terrestres em comparação com 365), o que significa que Mercúrio passa por quatro anos no tempo em que nós levamos para terminar um ciclo solar.

Quando os planetas estão próximos um do outro no mesmo lado do Sol, Mercúrio parece estar se movendo para o leste, para quem vê da Terra. Mas quando Mercúrio ultrapassa a Terra e continua sua órbita, sua trajetória reta parece mudar de rumo.

Segundo o Dr. Hammergren, é apenas uma ilusão de perspectiva.

“A mesma coisa se você estivesse passando um carro em uma rodovia, talvez indo um pouco mais rápido do que ele”, diz ele. “Eles não estão andando para trás, apenas parecem retroceder em relação ao seu movimento”.

A órbita da Terra não é idêntica à de qualquer outro planeta do sistema solar, o que significa que todos os planetas parecem se mover para trás em diferentes pontos no tempo.

Os planetas mais distantes do sol que a Terra têm padrões retrógrados ainda mais visíveis porque são visíveis à noite. Mas, graças à astrologia, é o movimento retrógrado de Mercúrio que incita o pavor a cada poucos meses.

O Dr. Hammergren culpa a superstição ligada a Mercúrio e à astrologia como um todo, pelo viés de confirmação: “[Os crentes] dirão: ‘Ah! Veja, há um abalo no meu local de trabalho porque o Mercúrio é retrógrado.'”

Ele pede às pessoas que revejam o ano passado e analisem se os períodos de suas vidas quando Mercúrio estava retrógrado foram especialmente catastróficos. Eles provavelmente descobrirão que mensagens mal interpretadas e problemas técnicos são bastante comuns ao longo do ano.

Mas, como diz o Dr. Hammergren, quando as coisas dão errado e Mercúrio não é retrógrado, “não recebemos essa hashtag; chama-se segunda-feira”.

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Homem constrói sua casa dos sonhos com contêineres

Possuir um espécime da raça de gato mais rara e controversa do mundo custa R$ 96.600