in

Mulher quer paz na Palestina e ESTE foi o jeito que ela encontrou para pedir por isso

O conflito entre Israel e Palestina já tomou proporções enormes e quem geralmente perde com tudo isso é justamente quem quer a paz.

Na vila de Bilin, próxima da capital Ramallah (Palestina), uma mulher não identificada criou um jardim para homenagear os civis mortos durante todos esses anos de guerra.

Usar flores para protestar pacificamente contra guerra não é algo novo, mas como essa mulher fez é porque todas as flores foram plantadas em granadas desativadas.

Segundo Mohammed Khativ, um dos moradores da vila onde o jardim foi criado, o objetivo é mostrar que a vida também pode nascer da morte.

Usar uma arma de destruição para dar vida a plantas é uma ótima maneira pacífica de chamar atenção, principalmente em uma região cansada de perdas.

Jardim de granadas (1)

Jardim de granadas (2)

Jardim de granadas (3)

Jardim de granadas (4)

Jardim de granadas (5)

Jardim de granadas (6)

Jardim de granadas (7)

Fonte: bigstory.ap.org.

Gostou do que viu? Achou a atitude inspiradora de alguma forma? Clique no botão abaixo e compartilhe com seus amigos e familiares.

Thank you for reading!

Willian Binder

Publicado por Willian Binder

Fundador do Awebic. Acredita numa internet mais amigável. ;-)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Isso é o que acontece quando uma criança deixa o sistema tradicional de ensino

Ursinho de pelúcia leva alegria para crianças com câncer (e ainda enche nossos olhos)