Não se desespere. São apenas dias ruins. Vai ficar tudo bem.

Após essa pandemia, o mundo não será mais o mesmo. Haverão momentos difíceis, mas sairemos mais fortes, mais generosos e gratos, pelo menos é o que se espera. Certos de que o afastamento nos ensinou grandes lições.

Photo by Denys Nevozhai on Unsplash
publicidade

Em meio a crise que estamos vivendo algumas pessoas podem sentir uma espécie de Pânico ao se deparar com todo esse cenário. Os números aumentam a cada dia. As medidas tem sido cada vez mais restritivas. A rotina – por mais que a gente se organize – foi quebrada. Sentimos falta dos abraços, dos amigos, da família, dos encontros, do trabalho, dos compromissos. E quanto mais o tempo passa mais a gente se pergunta: quando tudo isso vai acabar? Eu sei que você deseja mais do que tudo voltar a normalidade das coisas. Mas entenda, é necessário nesse momento mantermos a calma. Cuidar da nossa mente e do nosso corpo para que assim que tudo voltar, possamos estar inteiros.

Precisamos também nos preparar para o fato de que após tudo isso as coisas não vão voltar a ser como antes. Muitas famílias terão perdido seus entes queridos para a doença; milhares de famílias vão precisar se reestruturar para voltar a garantir o seu sustento; outras tantas, recomeçar do zero. Não, o mundo não será o mesmo depois de tudo. Sairemos mais fortes, mais generosos e gratos, pelo menos é o que se espera. Certos de que o afastamento nos ensinou grandes lições.

Lições que podemos aprender com o afastamento:

  1. Não precisamos de tudo o que achávamos que precisávamos ter;
  2. Algumas pessoas fazem bem a nossa saúde mental e outras não;
  3. Nem todo mundo vale a pena manter por perto;
  4. Excessos são perigosos. Por isso equilíbrio é tudo. Nem rotina demais nem rotina de menos. É necessário um tempo para cada coisa e precisamos nos incluir nisso;
  5. Afeto faz falta;
  6. As pessoas que amamos importam e precisamos dedicar tempo a elas;
  7. Ter um trabalho é uma virtude;
  8. Generosidade é a melhor ferramenta em tempos de crise;
  9. Estamos sempre insatisfeitos;
  10. Há coisas que a gente conserta, da um jeito, ajusta daqui, outra dali, mas uma vida não.

Use esse tempo não apenas para reflexões, nem todo dia você vai estar produtivo, com vontade de aproveitar o dia lendo um livro ou assistindo aquela série. Mas entenda que é necessário mantermos e cuidarmos da nossa saúde mental. Viver um dia de cada vez. Sem pensar no todo, sem se desesperar. É só uma fase, mas para passarmos dela, precisamos que você fique em casa. São dias ruins. Vai passar.

publicidade