in ,

Você provavelmente está passando seus finais de semana da maneira errada

Em uma cultura onde muitas pessoas passam toda a semana em um estado sobrecarregado de trabalho, o lazer casual nos finais de semana se torna facilmente o padrão para descompressão rápida.

Mas o lazer sério é uma busca muito mais benéfica. Atividades de lazer sérias fornecem uma realização mais profunda e – para invocar uma palavra difusa dos anos 70 – “autorrealização”.

A autorrealização é o ápice do desenvolvimento humano, segundo o psicólogo humanista Abraham Maslow, que a descreve como “o desejo de se tornar mais e mais o que é, se tornar tudo o que é capaz de se tornar”.

Em outras palavras, obter a autorrealização é o ponto principal da vida, e o lazer passivo e hedonista (divertido e ocasionalmente necessário, por assim dizer) não o levará até lá.

Em vez disso, o objetivo do final de semana deve ser a felicidade “eudaimônica”, que é uma sensação de bem-estar que surge de atividades significativas e desafiadoras, que fazem com que você cresça como pessoa.

Isso significa passar o final de semana em atividades de lazer sérias, que requeiram o refinamento regular de habilidades: seu quarteto musical, sua coleção de selos ou projetos um pouco menos bobos, mas igualmente profundos.

Você busca um lazer sério com o tom sério de um profissional, mesmo que a busca seja amadora.

O jeito certo de passar seus finais de semana

Se não somos muito bons no lazer, provavelmente é porque somos bons demais no trabalho. Em seu famoso ensaio “O Elogio ao Ócio”, publicado em 1932, Bertrand Russell lamentou a qualidade do lazer em um mundo cada vez mais mecanizado:


Recomendamos para você:

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A cura para seu vício em tecnologia está onde você menos espera: no tédio

Crowdfunding: tudo que você precisa saber sobre o financiamento coletivo