Enfermeiro alegra pacientes ao toca sua música de casamento para eles

Um gesto que faz toda a diferença!

Enfermeiro alegra pacientes ao toca sua música de casamento para eles
Enfermeiro alegra pacientes ao toca sua música de casamento para eles

Nos últimos meses, as coisas mais doces que estamos a ver dos profissionais de saúde, são as diversas formas que eles estão a procurar para deixar seus pacientes mais à vontade com as situações que estão passar.

Embora não seja mais uma novidade, todo mundo sabe que os hospitais ainda estão mantendo o máximo de pessoas fora de suas unidades, tudo por questão de segura.

E isso acaba fazendo com que os pacientes, independente do motivo de precisarem se internar, fiquem mais sozinhos do que o normal. E não, isso não é uma coisa fácil de se lidar.

Te interessa?

O enfermeiro Hemerson Oliveira Grinson, de 37 anos, passou a fazer uma ação muito comovente dentro do hospital que trabalha. Mais do que nunca, o que faz com carinho, não temos dúvidas que impacta muita gente.

Desde que se casou, Hemerson passou a levar a música mais a sério. Com, isso decidiu aprender a tocar violão para seguir com a alegria que tanto gosta de compartilhar.

Ao se lembrar do momento que lhe inspirou a fazer isso, ele conta que: “Eu me casei no dia 5 de novembro de 2016 e, desde então, já toquei e cantei ela diversas vezes para minha esposa, principalmente no aniversário do casamento.”

“Depois fiz algumas aulas e aprendi a tocar outra músicas. E foi só com essas duas músicas no repertório que eu levei o violão para o hospital e comecei a tocar para os pacientes”, continua o enfermeiro.

Um gesto que não só toca profundamente, mas também conforta

Precisar estar em um hospital não é algo fácil, para ninguém é! Como profissionais de saúde, muitos deles, sejam enfermeiros, médicos, auxiliares de limpeza e muitos outros, sabem que a solidão assola esses lugares.

Hemerson encontrou a música uma forma de deixar os pacientes mais animados, independente do que estão a passar. Como chegamos a falar, sempre procura uma brechinha para levar a música para eles.

Fã de sertanejo, ele agora está sempre preparado para “soltar o som” e garante isso deixando o seu violão sempre dentro do carro. Precisou, é só correr lá e pegar o seu instrumento.

Para ele, o momento não é apenas uma diversão, é sempre muito mais que isso. Se lembrando da primeira vez que tocou para um de seus pacientes, não esquece de contar como se sentiu:

“Nossa, quando vi o primeiro sorriso no rosto já fiquei muito feliz com aquele momento. É tão ruim o que eles estão passando que a gente quer dar uma alegrada, então, sempre que consigo, eu toco”.

Como filhos e amigos, ficamos super felizes em saber que as pessoas que nós amamos estão sendo cuidadas por médicos e profissionais que expressam tanto carinho. Somos tão gratos por eles!

Fonte: G1

Veja mais ›
Fechar