Esse homem passou 85 dias em alto mar, para rever os pais
Esse homem passou 85 dias em alto mar, para rever os pais

Esse homem passou 85 dias em alto mar, para rever os pais

Um verdadeiro exemplo a ser seguido, para todos os filhos estarem fazendo sempre mais aos pais!

publicidade

Essa é uma história em que todos os filhos deveriam conhecer. Mas acima de tudo, uma história de determinação e amor para com seus pais, que deveria ser inspiração para todos os que ainda podem transformar a vida do seu genitores.

Em poucas semanas, Juan Manuel Ballestero passou a ser conhecido no mundo inteiro, ao fazer uma grande viagem sozinho para se encontrar com os seus pais e comemorar o aniversário de 90 anos do seu pai estava fazendo no mês de maio.

Assim que a quarentena começou a entrar em vigor, Juan foi impedido comemorar o aniversário do seu pai por causa dos voos cancelados, para evitar a propagação do coronavírus e proteger os passageiros e o país.

publicidade

Tentando encontrar uma forma de rever as pessoas que mais ama, esse marinheiro de 47 anos decidiu sair da pequena ilha de Porto Santo, em Portugal, rumo ao Mar del Plata, na Argentina, sua querida terra natal.

Antes mesmo de sair de sua cidade, teve problemas com as autoridades, que chegaram a alertá-lo que se ele saísse do país, caso precisasse voltar por algum problema, poderia não conseguir desembarcar devido as regras do isolamento.

homem-viaja-85-dias-para-rever-os-pais
Foto: The New York Times

Mesmo contando com tantas dificuldades que sabia que viria pela frente ao estar navegando em mar aberto sozinho, separou todos os alimentos necessários para este período de viagem e partiu em uma jornada única para ver seus pais.

Toda viagem chegou a um total de 85 dias. Planejando para que durasse 75, acabou sofrendo alguns intempéries por causa de ondas fortes próximo ao Brasil. O que fez com que precisasse desembarcar em Vitória e só conseguisse retornar a viagem 10 dias depois.

publicidade

Depois de várias semanas estando em mar aberto, acabou se sentindo um pouco triste ao se encontrar tão só. Mas Ballestero chegou a revelar que onde encontrou o seu maior consolo, foram as companhias de vários golfinhos que nadavam ao lado do seu veleiro.

homem-viaja-85-dias-para-rever-os-pais
Foto: The New York Times

Sem saber que o seu irmão havia espalhado essa aventura para a imprensa, ficou surpreso ao chegar em terra firme e receber boas vindas de pessoas que nem conhecia, mas o aplaudiram por um ato tão cheio de carinho e decisão.

Ao fazer o teste obrigatório para saber se estava com coronavírus, assim que o resultado saiu e o atestou como negativo, Ballestero partiu para os braços dos pais, carregando uma única de aventuras para uma vida toda.

Fonte: The New York Times