Fotógrafo mostra o ressurgimento emocionante do Pantanal após incêndio histórico

Uma foto mais linda do que a outra!

publicidade

2020 foi um ano marcado pela maior queimada da história do Pantanal, de acordo com dados feito Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais (Lasa), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O bioma que se estende pelos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul é extremamente diverso e com forte poder de regeneração.

Para documentar todo esse processo e pós-período de queimadas, o fotógrafo Ricardo Martins visitou a região para fotografar as paisagens e habitantes, entre animais e humanos. Os takes são de tirar o folego e integram agora o seu livro “Pantanal – um patrimônio natural e sua cultura”.

Durante cinquenta dias, ele percorreu um trajeto via barcos, automóveis, quadriciclos, avião e, até mesmo, cavalos. O profissional pode constara durante a viagem foi o poder de recuperação da vegetação do bioma.

publicidade

Te interessa?

O Pantanal tem uma capacidade incrível de se regenerar, por isso não encontrei muitas cicatrizes visíveis da grande queimada de 2020. Mas encontrei uma seca brutal em 2021, que no meu livro chamei de ‘A Grande Seca’, ali presenciei e fotografei a busca de animais desesperados por água”, disse em entrevista à BBC.

Quem adquire o livro de Ricardo pode ter uma experiência tecnológica superlegal, pois algumas páginas do volume têm um QR code, que leva o leitor a assistir aos bastidores das fotos por meio de vídeos no YouTube. Dá só uma olhadinha em alguns cliques:

Símbolo do Pantanal, onça pintada é muito encontrada nas margens dos rios – Créditos: Ricardo Martins
O Pantanal ocupa dois estados brasileiros e tem biodiversidade abundante – Créditos: Ricardo Martins
publicidade
Parte sul do Pantanal já está sofrendo com graves secas – Créditos: Ricardo Martins
Alguns animais precisam disputar comida após incêndios – Créditos: Ricardo Martins

Segundo os dados da Lasa, houve uma queda no número e incêndios no Pantanal entre 2020 e 2021. No primeiro ano, foram 3.878.650 hectares atingidos. Já no ano seguinte, 1.283.950 há foram queimados.

publicidade

Já de acordo com o Corpo de Bombeiros do Mato Grosso do Sul, as chuvas que caíram na região em novembro de 2021 ajudaram na extinção dos focos de incêndios florestais que ainda estavam ativos.

BIODIVERSIDADE INCRÍVEL 

Agora, com a novela “Pantanal” o bioma voltou a estar em alta. Tanta diversidade e beleza traz muitas curiosidades aos espectadores, que acompanham atentos cada episódio que vai ao ar. Um dos personagens mais queridos produção da Globo, a onça pintada Matí, que vive no NEX No Extinction, Instituto de Defesa e Preservação de quatro tipos de felinos selvagens criado em 2001.

O felino imponente é comum na região Pantanal e costuma habitar as margens do rio Paraguai, onde tornou-se um excelente nadador. Porém, infelizmente, ele corre risco de extinção, de acordo com o IBAMA. Para que a espécie continue existindo, toda uma recuperação da flora e da fauna do Pantanal e outras regiões precisam ser trabalhada – e respeitada.

Segundo o biólogo Gustavo Figueroa, da ONG SOS Pantanal, esse bioma tem uma influência muito forte do Cerrado, uma vegetação que cresceu sofrendo alterações pelo fogo.

publicidade

Há algumas sementes que têm sua ‘dormência’ quebrada com o fogo, que também serve para limpar algumas espécies que dominam as demais e abrir espaço para outras. Por isso, o Pantanal tem uma resiliência maior às queimadas do que outros biomas, como a Mata Atlântica, que não é um ambiente onde o fogo acontece naturalmente. Mas é importante reforçar que isso vai diminuindo cada vez mais conforme temos fogos mais intensos e mais recorrentes”, explicou.

Ele também enfatiza que apesar da aparência, o Pantanal ainda não voltou ao “normal”. “Há espécies que demorariam mais de 40 anos para voltar ao que eram, e muito do que se vê são cipós, vegetações primárias que conseguem crescer em ambiente degradado”, afirmou.

O Brasil é um país tão amplo e com uma biodiversidade tão maravilhosa, não é mesmo? Que os nossos governantes olhem com mais atenção e respeito para cada bioma do país!

Clique aqui e aperte o botão "Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Fontes: BBC e CNN

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar