Garoto com Síndrome de Down fica FELIZ DA VIDA ao ganhar triciclo adaptado

Jack agora pode viver suas aventuras com o triciclo

publicidade

O Jack tem apenas 10 anos e sempre gostou de andar de bicicleta. Portador de Síndrome de Down, ele é não verbal e os passeios na cadeirinha presa no bagageiro da bike do seu pai sempre fizeram a sua alegria. Só que, conforme ele foi crescendo, o assento deixou de ser seguro e confortável para o menino. Quando ganhou um triciclo adaptado, o Jack ficou feliz da vida!

“Jack sempre adorou sair por aí. Ele é um rapaz que adora estar ao ar livre, então, desde que ele era um bebê, seu pai sempre o levava em sua bicicleta usando um assento”, explica a mãe Shaunne, moradora de Belfast, na Irlanda, segundo a Revista Crescer. A primeira opção da família foi tentar ensinar o Jack a usar uma bicicleta comum com estabilizadores. Infelizmente, ele não se adaptou e não conseguia pedalar por ter baixo tônus muscular (uma característica da Síndrome de Down).

Jack com o seu novo triciclo (imagem: Reprodução/Belfast Live/Revista Crescer)
publicidade

A família ficava triste em ver o menino não poder fazer uma das suas atividades preferidas. É como se alguém fosse lá e tirasse o seu principal hobby de uma hora para outra. Se você é fã de futebol, é como se não pudesse mais jogar bola, por exemplo.

Te interessa?

O alívio veio quando os seus pais conheceram o triciclo adaptado Tomcat. “Ficamos emocionados quando ele experimentou e levou tão bem”, disse a mãe. Só que tinha um detalhe: o equipamento custa R$ 18 mil, valor que não era acessível para a família.

Olha que legal: o triciclo também pode ser preso à bicicleta do pai (imagem: Reprodução/Belfast Live/Revista Crescer)

Ajuda de ONG

Felizmente, os pais conseguiram encontrar uma solução. Foram pedir a ajuda da ONG Children Today, que cuida de crianças com deficiência desde 1994. A organização aceitou pagar metade do valor do triciclo!

publicidade

“Posso dizer, honestamente, que este triciclo realmente mudou a vida de Jack. Ele sempre adorou andar na bicicleta de Tony, mas, agora, ele pode pedalar sozinho, o que lhe dá ainda mais independência. Jack é não-verbal, mas usa alguns sinais e cartões de imagem para se comunicar. Praticamente as únicas coisas que ele fala são sobre comida e o triciclo, o que, para mim, diz tudo. Ele ama sua comida e ele realmente ama seu triciclo!”, comemora Shaunne.

Jack agora pode viver suas aventuras com o triciclo! Muito legal saber que a família encontrou apoio e conseguiu comprar o equipamento, que é tão importante para a sua autoestima. Pode parecer uma coisa simples, mas, nesse caso, fez toda a diferença para a vida da criança.

Tomara que, nos próximos anos, esses equipamentos adaptados se tornem mais acessíveis, principalmente para as famílias de baixa-renda que tenham crianças como o Jack. Uma sociedade inclusiva e justa de verdade é aquela em que todos possam ter suas necessidades atendidas!

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Fonte: Revista Crescer

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar