in

9 coisas que pessoas gratas acreditam (a #4 é uma prática diária)

A gratidão desbloqueia a plenitude da vida. Acontece que nós temos em bastante, e muito mais.

E é com essa citação de Melody Beattie que começo esse texto. Ela resume bem o que é ser grato.

Tudo bem que nem sempre é fácil ser grato, ainda mais com todos os altos e baixos que temos na vida. E pode relaxar porque não existe problema nenhum em estar desanimado ou desapontado.

Mas também, não há problema algum em pensar e ver as coisas com um olhar diferente, aliás, isso faz com que tudo melhore.

Então, para adotarmos novos hábitos e sermos gratos (não sempre, mas com mais frequência do que o normal), aqui estão alguns motivos para acreditar na gratidão.

1. Toda pessoa tem algo a lhe oferecer.

Lembra aquela pessoa que te cortou no trânsito?

Bem, provavelmente ela não deve ser um idiota ou um egoísta, talvez ele só estivesse tendo um dia ruim.

Veja aquela situação ruim no trabalho como uma oportunidade de ser paciente, veja cada situação da nossa vida como algo que nos trará um aprendizado.

Aliás, agora eu vejo o quanto cada decepção, coração partido e cada esperança quebrada me ensinou a me tornar mais forte, mais compreensivo.

2. Há algo valioso em cada desafio.

Assim como cada pessoa pode nos oferecer algo valioso, cada desafio pode conter uma oportunidade também.

Para ser mais claro, não há nada de bom em fingir que tudo está bem, disfarçar o desânimo e as coisas ruins que acontecem, mas também não podemos ignorar que cada desafio, situação ou acontecimento tenha algo de valioso para oferecer.

Mesmo quando há uma perda do outro lado há algo valioso a ser ganho, basta procurar.

3. Mesmo que eu não tenha o que quero, tenho a sorte de ter o que preciso.

Existe um número pequeno de pessoas que têm tudo que querem, mesmo nós que temos metas e planos a serem alcançados, ainda não podemos ter tudo que queremos.

Mas mesmo com todos os altos e baixos que temos, muitos de nós ainda temos tudo o que precisamos para viver, e isso sim é uma razão para ser grato.

Nós temos um lugar para morar, o que comer, pessoas a quem recorrer em momentos difíceis, e a possibilidade de correr atrás do que queremos na vida.

Muitas pessoas não tem todas as necessidades atendidas, e bem, eu não consigo imaginar o quanto os desafios seriam mais difíceis sem essas necessidades satisfeitas.

4. As “pequenas coisas” são grandes.

Isso pode parece muito clichê, mas é a mais pura realidade.

Nem sempre você terá uma grande conquista para ser grato, aliás, não é todo dia que se consegue um bom emprego ou se compra uma casa.

Por isso, uma boa alternativa é listar itens, coisas que fizeram o seu dia ser melhor, e ser grato por elas. Eu fiz uma mini-lista e ficou assim:

  • Chegar mais cedo no trabalho.
  • Receber a ligação de alguém especial.
  • Jantar com meus pais.
  • Ouvir música.

Elas podem não ser grandes conquistas, mas com certeza sou grato por elas, e por terem feito o meu dia ficar melhor.

5. Eu não tenho que ter tudo ou fazer tudo para ser feliz.

Muitos de nós temos o costume de que precisamos disso daquilo, precisamos comprar isso ou aquilo, acreditando que essa é a maneira de nos fazer felizes, mas estamos muito errados.

Não falo de sacrificar todos os nossos desejos e deixar de comprar tudo que queremos, mas as pessoas verdadeiramente gratas sabem que somente aceitando e valorizando o que somos, conseguiremos alcançar uma vida plena.

6. Todos somos diferentes, e isso é bom.

Quando ficamos presos em fazer mais e mais acabamos vendo o mundo como uma corrida, vemos alguém a nosso redor “mais à frente” e nos entristecemos, mas o mundo não é uma corrida.

Lembre-se que cada pessoa é única, cada uma com a sua prioridade, o seu talento, o seu caminho individual.

O que é significativo para mim pode não ser significativo para você. O que é valioso para mim pode não ser valioso para você.

Estamos todos felizes a nossa própria maneira, por razões diferentes. Tudo o que realmente importa é reconhecermos, focarmos, e apreciarmos o nosso caminho.

7. As coisas podem (e vão) mudar.

Muitas vezes deixamos de ser gratos por achar que tudo já virou rotina.

Já virou rotina encontrar a mãe quando volta do trabalho, já virou rotina almoçar e coisas do tipo.

O problema é que as coisas mudam, e nós não podemos controlar, o que nos basta é saber dar valor e ser grato por tudo de bom que temos, porque não sabemos o que pode acontecer amanhã.

Por isso, não perca os momentos bons com as pessoas queridas, não se esqueça de ser grato, porque a gratidão nos faz ter muito, independente de quanto a gente tenha.

8. Sempre poderia ter sido pior.

Esse é um pensamento que sempre deve estar na sua cabeça, caso você queira ser uma pessoa positiva.

Não é pensar no que poderia ser pior atraindo o pior, é olhar para o que aconteceu e ser grato por não ter acontecido algo pior.

Levou um banho de carro? Lembre-se poderia ter sido pior.

9. A própria vida é um dom.

Vivemos em um mundo onde todos são professores e podemos aprender sobre a vida uns com os outros. Muitos tem as necessidades básicas atendidas, não é tudo que queremos, mas ainda pode ser mais do que o outro tenha.

Mesmo assim, todos tem chances e oportunidades de desfrutar e apreciar a vida.

Devemos levar todos os dias que acordamos como um presente, como mais uma oportunidade de mudar de vida, de fazer diferente. De agradecer por estar bem, dar bom dia aos vizinhos e até mesmo sorrir para alguém.

Pode ser difícil às vezes, mas nesses momentos lembre-se que você tem o dom da vida, e lembre-se dos momentos bons que virão, só não se esqueça de agradecer por eles.

Fonte: tinybuddha.com.

Thank you for reading!

Lincoln Costa

Publicado por Lincoln Costa

Estudante, redator, blogger, roteirista, produtor e ainda lavo e passo. Vivo ouvindo, escrevendo e contando histórias, quer ouvir uma?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Especialistas dizem que você pode acalmar bebês agitados fazendo ISSO com os pés deles

Como melhorar sua capacidade de argumentação, segundo a ciência