in

Quem come queijo vive mais e melhor, segundo pesquisa

Se você é amante de queijos, prepare-se para ganhar um argumento cientificamente comprovado em favor desse seu prazer.

Sim, isso mesmo: uma pesquisa publicada recentemente pela revista Nature Medicine revela que o queijo maduro contém um produto químico especial que pode ajudar a reduzir significativamente o risco de doenças cardíacas, retardar o processo de envelhecimento e aumentar a expectativa de vida.

01

Foto: Pixabay.

Os cientistas realizaram os experimentos inicialmente em ratos de laboratório e descobriram que o consumo regular de queijo dos animais os ajudava a viver mais tempo.

(Não do caso do Monterrey, dos Defensores da Lei, que sempre se metia em confusão por causa de queijo, lembra?)

Expandindo os estudos, um questionário foi aplicado a 800 pessoas que vivem na Itália, verificando-se que aqueles que comem queijo regularmente sofrem menos de hipertensão e doenças cardiovasculares.

Eles têm cerca de 40% menos suscetibilidade de ter algum tipo de insuficiência cardíaca ao longo da vida do que aqueles que não consomem essa iguaria láctea.

02

Foto: Pixabay.

Os pesquisadores acreditam que a poliamina (o produto químico mágico contido no queijo) é o que ajuda as células do corpo a se livrarem de toxinas e partes danificadas, o que tem um efeito benéfico sobre o corpo e pode até ajudar uma pessoa a rejuvenescer fisicamente.

(Se a saúde não era o suficiente para te convencer, acho que agora temos uma ótima desculpa para comer queijinhos, hein?)

03

Foto: Pixabay.

Maaaaass (sempre aquele mas), vale a pena lembrar que os queijos continuam contendo calorias (às vezes uma quantidade significativa o bastante para te fazer repensar seu consumo exagerado).

Ainda, existem as pessoas alérgicas ou intolerantes a lactose que continuam tendo seu sistema imunológico afetado por outras substâncias do alimento.

04

Foto: Pixabay.

Para essas pessoas, é bom saber que a tal da poliamina também pode ser encontrada em vários outros produtos alimentares, como ervilhas, milho doce, soja e alimentos integrais.

05

Foto: Pixabay.

Agora, se você é aquela pessoa louca por queijos, depois dessa notícia já pode começar a preparar a tábua de frios enquanto degusta um vinho italiano com histórias em seu rótulo, o que acha?

Fonte: brightside.me.

Thank you for reading!

Letícia Flores

Publicado por Letícia Flores

Letícia, do latim "alegria". Redatora, professora e inventadora. Escreve e dá aulas de italiano por paixão; produz conteúdo por profissão. Que sorte a desta menina, não?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Este menino costurou mais de 800 ursos de pelúcia para crianças doentes

A Finlândia será o 1º país a revolucionar o sistema tradicional de ensino?