Uma prática de gratidão de 5 minutos: entre em contato com seus sentidos

Cultive a gratidão pelas pequenas delícias da vida.

publicidade

Acordando esta manhã, olhei para o meu celular e notei que o aplicativo meteorológico previa perigosamente muitos dias de neve e temperaturas geladas à frente. Brrr!

Eu podia sentir o frio dos pensamentos sombrios começando a se reunir. Eu podia sentir meu corpo ranger de frio e envelhecimento.

Os desafios da vida estavam aparentemente em toda parte. E ainda assim… eu estava sorrindo. Eu estava alegre. Eu estava agradecida. O que? Eu estava louca?

publicidade

Como uma das minhas resoluções de Ano Novo, fiz questão de sintonizar minha consciência em relação à apreciação das pequenas delícias da vida.

Eu estava curiosa sobre o que descobriria se me concentrasse intencionalmente nas coisas que eu apreciava.

Esta manhã, enquanto o dia raiava, senti o cheiro do café do meu vizinho. A neve lá fora protegia suavemente os sons do mundo. Eu podia sentir o calor do meu marido na cama.

Eu passei um bom tempo apreciando a luz suave do inverno, que se movia ao redor das cortinas das persianas.

publicidade

Não havia nada particularmente especial acontecendo, mas percebi que ser grata por pequenas coisas já estava afastando meus pensamentos sombrios.

Dificuldades ainda estavam presentes, mas a consciência da minha gratidão estava mudando minha visão, me permitindo ver que tudo não era escuro e frio – na verdade, muitas visões e sons eram muito bonitos.

Gostaria de se unir a mim para cultivar um pouco de gratidão juntos?

Prática de atenção plena: cultive a gratidão através dos sentidos

Gratidão através dos sentidos

1. Use a respiração para se ancorar no momento presente: Nossas mentes são sempre muito facilmente atraídas pela ocupação.

publicidade

Dê uma atenção especial ao sentir a respiração ou algo no corpo, ao abaixar os ombros e orientar sua atenção para a gratidão.

2. Em seguida, traga à mente uma visão pela qual você é grato: Mova-se através de seus sentidos e encontre algo para começar que você aprecie, que vem até você do mundo da visão, se você tiver isso disponível.

Pode ser uma cor… uma sombra… uma forma… um movimento. Lembre-se, nunca será assim novamente. O que você vê agora e pode se sentir grato por ver isso, o que quer que seja?

3. Agora, mude para um perfume que você aprecia: Conforme você continua a trabalhar com seus sentidos, agora reserve um tempo para se sintonizar com um aroma.

O que você percebe? Aquele cheiro glorioso, interessante ou sutil está fazendo você sorrir?

Pode ser gratidão por algo familiar: um perfume que traz conforto, elevação; ou talvez seja algo que você nunca sentiu antes, e isso apenas desperta sua curiosidade, te inflama, te anima.

4. Seguindo em frente, sintonize todos os sons ao seu redor: Permitindo que o mundo do olfato retroceda suavemente ao fundo, em uma inspiração, mude sua atenção para seus ouvidos e para o mundo do som. Talvez perceba como é ouvir realmente.

Quantos sons você pode perceber e se sentir grato por poder experimentar o som? O que você percebe sobre esses sons – longe? Perto? Talvez você possa ouvir uma música que lhe traga alegria e tenha gratidão por estar tão disponível?

Ou talvez seja o som de crianças rindo, o som de entes queridos respirando, o som da batida do seu próprio coração.

5. O mundo do toque e da textura nos chama a atenção em seguida: Nós encontramos muitas coisas para sermos gratos pelo contato!

Se houver alguém próximo a quem você possa abraçar ou que possa abraçá-lo, observe como isso faz com que você se sinta cheio de gratidão pela alegria do contato humano.

Ou talvez você tenha um lindo animal de estimação que possa acariciar, ou algum material adorável com uma textura que pareça quente ao toque, suave, evocativa.

Deixe seus sentidos inflamarem sua gratidão! Há muito para apreciar.

6. Mude para perceber e apreciar os objetos ao seu redor: Agora tire um momento para olhar em volta: olhe para baixo, olhe para cima e de lado a lado.

Aprecie quanto esforço deve ter sido gasto em qualquer coisa que você possua ou use. Alguém concebeu a necessidade e muitas pessoas trabalharam nos detalhes do design. Muito cuidado foi empreendido na embalagem para entregar seu item com segurança.

O que você sente quando se deixa agradecer por todo esse talento em tornar sua vida um pouco mais fácil?

7. Ao terminar essa prática, leve essa atitude de gratidão com você: Uma última dica de gratidão: por que não oferecer seus agradecimentos a cada pessoa que fizer alguma coisa para você hoje? Mesmo que seja o trabalho deles ajudá-lo?

Quando você é grato, quando você deixa seu coração se abrir e se encher de apreciação, perceba como ser grato faz você se sentir.

Sou muito grata por você ter sintonizado com essa prática de gratidão e agradeço seu tempo, seu esforço e sua energia para estar presente, desperto e vivo em sua preciosa vida.

Tenha um lindo dia.

Este artigo é uma tradução do Awebic do texto originalmente publicado em Mindful escrito por Elaine Smookler.

Imagem: pexels.com

Por um mundo com mais gratidão, compartilhe este conteúdo com seus amigos!