Haters dizem a jornalista que ela é 'feia demais' para postar fotos e acabam recebendo a melhor resposta do mundo!
Haters dizem a jornalista que ela é 'feia demais' para postar fotos e acabam recebendo a melhor resposta do mundo!

Haters dizem a jornalista que ela é ‘feia demais’ para postar fotos e acabam recebendo a melhor resposta do mundo!

Melissa tem mesmo um coração que abraça o mundo!

publicidade

No ano passado, alguns haters chegaram a transformar a rotina de Melissa Blake em mais um suposto pesadelo, quando ela chagou a escrever um artigo político para a CNN.

Após se tornar mais conhecida, Melissa se tornou alvo de pessoas sem escrúpulos e acabou se tornando motivo de piadas, apelidos e ‘brincadeiras’ ofensivas por causa da sua aparência.

A jornalista que tem de 39 anos é de Illinois e possui algumas deformidades em suas articulações e anormalidades em seu rosto e cabeça, causadas por um distúrbio bem raro chamado síndrome de Freeman-Sheldon.

publicidade

Melissa poderia ter respondido aos ataques de qualquer forma, já que estava em seu direto. Ou até mesmo ignorar e relevar as ofensas que vinham de pessoas desumanas e desmerecedoras de créditos.

Mas o que ninguém esperava mesmo, era receber a melhor atitude – coisa que não só marca quem pode está na mesma situação que a jornalista, mas a nós, que nos enchemos de orgulho por conhecer uma pessoa incrível como ela.

publicidade

Cheia de decisões, ela passou exatamente 1 ano inteirinho postando as melhores selfies que poderia tirar na vida. E sim, uma todos os dias, reforçando: durante o ano todo!

“A cada selfie, eu me sentia mais confortável em meu próprio corpo e descobri uma liberdade que nunca senti antes como uma mulher com deficiência”, contou Melissa, que passou a usar a hashtag: MyBestSelfie em cada foto publicada.

A grande mensagem por trás de sua mensagem

Infelizmente, ainda vemos muitas pessoas sem corações que insistem em definir padrões de normalidades dentro da sociedade, coisa que acaba restringindo muitas minorias e ofendendo quem tenta viver como uma pessoa comum, igual a qualquer outra.

publicidade

Pensando nisso, sua atitude foi inspirada em querer alcançar qualquer pessoa que se encontre no mesmo quadro e que se sinta escanteada de qualquer forma. E disse mais:

“Grande parte da nossa cultura é moldada e ditada por padrões de beleza – o que é considerado belo, quem é considerado belo, até mesmo o fato de a beleza ser valorizada em primeiro lugar.”

Para Melissa – e para todos nós também -, uma deficiência não retira ninguém de dentro de padrões que ainda são sustentados por pessoas sem altruísmo. E completa mais:

“Posso ter começado este ano com selfies para mim mesma, mas logo percebi que essas selfies não eram apenas sobre mim. Outras pessoas com deficiência me disseram que se identificaram com minhas palavras também e começaram a postar selfies por conta própria”.

Hoje, essa jornalista simplesmente nos inspira a seguirmos o mesmo caminho que teve. Quando se tinha tudo para tomar atitudes adversas, ela agiu com o corações bom e incrível que tem.

E sabe qual o resultado? Não só calou quem espalha ódio, mas trouxe ao mundo uma mensagem de amor intenso. Claro que não poderíamos deixar de espalhar, não é mesmo?

Fonte: Bored Panda