cachoeira-grand-canyon

Conheça o lado do Grand Canyon que ninguém mostrou até hoje: uma cachoeira intocada entre as rochas

Esta cachoeira no meio do Grand Canyon é o lugar mais paradisíaco que vi nos últimos tempos.

publicidade

Bem-vindo a Havasu Falls, um verdadeiro paraíso na Terra.

cachoeira-grand-canyon

Esta queda d’água incrível fica no Arizona, nos Estados Unidos – mais especificamente, dentro do Grand Canyon. Chegar até lá não é fácil, mas vale cada metro de trilha.

publicidade

cachoeira-grand-canyon

A cachoeira faz parte da reserva indígena americana de Havasupai, que significa “povo da água azul-esverdeada”. Faz sentido, não é mesmo?

cachoeira-grand-canyon

A trilha para chegar até esse magnífico oásis começa em Hualapai Hilltop, que fica a centenas de quilômetros da civilização mais próxima.

publicidade

Por isso, a preparação é fundamental.

Entre os itens indispensáveis estão: muita água, botas confortáveis (de preferência impermeáveis) e, não menos importante, uma mochila que seja o mais leve possível.

A temperatura no Grand Canyon sobe bem cedo: às 9h da manhã o sol já está queimando

cachoeira-grand-canyon

A trilha de 19 quilômetros ao longo do Hualapai Canyon é longa, mas relativamente plana

cachoeira-grand-canyon

Por lá, não há nada além de rochas, penhascos gigantescos e o sol escaldante do Arizona

cachoeira-grand-canyon

publicidade

A parte mais difícil da trilha é o começo, quando é preciso chegar à base do cânion. O terreno é íngreme e o trecho tem cerca de 1,5 km.

Depois de chegar lá embaixo, as coisas ficam um pouco mais fáceis.

cachoeira-grand-canyon

cachoeira-grand-canyon

cachoeira-grand-canyon-11

cachoeira-grand-canyon

Mas o caminho de volta também exige muita preparação mental: é um longo percurso debaixo do sol (nunca subestime o calor do Arizona)

cachoeira-grand-canyon

No fim das contas, mesmo com o calor extremo, cada segundo de caminhada vale a pena.

Afinal, a recompensa é grande: água azulada e cristalina, além de uma vegetação incrível que contrasta com as rochas avermelhadas. Mas o mais difícil disso tudo, sem dúvida, é encontrar palavras que descrevam perfeitamente a beleza desse paraíso.

O artigo original foi escrito por Julia Pelio, vocês podem conhece-la melhor através de seu Instagram.

Fonte: thisworldexists.org.

É de cair o queixo, né?

Se você gostou do que viu, mostre para seus amigos: compartilhe! Quem sabe vocês não fazem uma viagem para lá? 😛