Fotos para a campanha Scars Stories
in ,

O câncer deixa marcas dolorosas. Você exibiria as suas para ajudar quem está passando por isso?

Ter uma cicatriz no corpo pode ser algo extremamente difícil. Vai muito além da dor física que gerou a marca que ficará estampada na pele para sempre.

Muitas pessoas ao redor do mundo passam por diversos tipos de dramas que nunca serão esquecidos, muito por causa dessas marcas que terão que ser encaradas todos os dias ao vestir uma peça de roupa ou se olhar no espelho.

Infelizmente esses episódios deixam manchas que vão além da pele, com consequências que são capazes de mudar inteiramente o rumo da vida dessas pessoas.

Jasmine Gailer foi uma das pessoas que passou por isso. Em 2010, quando ela tinha por volta de 22 anos, sentiu uma dor repentina seguida de fraqueza na perna.

Depois de alguns exames, os médicos descobriram que Jasmine tinha um tumor canceroso no osso de seu joelho.

Após o diagnóstico ela passou por uma série de cirurgias e tratamentos, e teve que reaprender a andar. Fora de tudo isso, ela saiu com uma cicatriz de 30 centímetros na perna.

Durante muito tempo, a cicatriz em sua perna a incomodou. Porém, um belo dia ela fez algo que lhe abriu novos caminhos e deu uma grande esperança.

Jasmine postou uma imagem dela em uma rede mídia social, e o resultado lhe deu uma ideia no mínimo ousada.

Fotos para a campanha Scars Stories

Depois de postar sua foto na internet, Gailer decidiu que queria aumentar a conscientização sobre o câncer em adultos e jovens, para que pudesse ajudar a levantar a autoestima dos que estão na luta contra o câncer.


Recomendamos para você:

Rogério Fonseca

Written by Rogério Fonseca

Profissional responsável pelo desenvolvimento e gestão de conteúdo para materiais on e off line, peças e campanhas publicitárias, no desenvolvimento de estratégias de atuação em diversas plataformas de social media, gerenciar ações com novas mídias, monitoramento e gerenciamento de redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Boa notícia: novo exame de sangue pode descobrir câncer de mama com 5 anos de antecedência

Se precisava desenhar, está feito: 12 ilustrações retratam desigualdade de gêneros