Idosa de 104 anos inspira ao decidir ir à escola e aprender a ler

Nunca é tarde!

Idosa de 104 anos inspira ao decidir ir à escola e aprender a ler
Idosa de 104 anos inspira ao decidir ir à escola e aprender a ler

Todos nós temos projetos e sonhos com o profundo desejo de realizar, mas que preferimos não encará-los mais, mesmo ainda os querendo muito, porque não dá mais tempo. 

E uma indiana nos deixou uma grande lição de vida que nos leva a refletir antes de dizer que não temos tempo para realizar determinado projeto. Só aos 104, Kuttiyama, uma mulher que vive no estado indiano de Kerala, aprendeu a ler.

Ela conta que certo dia acompanhou seu neto à escola e estava encantada pelos livros, quando uma das professoras disse que poderia lhe emprestar, caso ela tivesse interesse. 

Te interessa?

Interesse ela tinha, mas infelizmente, mesmo com aquela idade, não sabia ler. Foi então que ela despertou para a realização de um sonho muito antigo: aprender a ler. 

Para muitos seria tarde demais, mas ela encarou o projeto com seriedade e em pouco tempo alcançou seu objetivo: se alfabetizou. Agora aqueles livros que ela achava tão lindos estavam ao seu alcance.

Imagem: Reprodução BBC

Ela conta que no processo de aprendizagem, relia o mesmo livro diversas vezes e as palavras que não entendia, ia esclarecer com os seus netos. Outra tática que ela utilizava era comparar os seus livros com os dos netos, mas infelizmente o livro deles era em inglês. 

Nunca é tarde

Aprender a ler era um sonho antigo dela. Ela conta que sempre quis ir à escola, assim como alguns de seus vizinhos, mas sempre foi impedida pelas atividades domésticas. A idosa ressalta que nenhum de seus irmãos foi à escola, homens ou mulheres.

Na época, os pais não tinham perspectiva da importância da educação e focavam apenas nas atividades que garantiam a subsistência da família. Os homens ficavam com as atividades mais pesadas e externas e as mulheres com as mais leves e dentro da propriedade.

Seus pais lhe casaram com 16 anos e as atividades de sua casa substituíram as tarefas da casa de seus pais.

Arrumar a casa, dar comida aos animais, arar a terra e tantas outras ações tomavam o seu tempo. Só agora, aos 104 anos, ela conseguiu dedicar parte do seu tempo à realização do desejo antigo. 

Um sonho que nunca sumiu

Sempre quis ser professora, mas como não fui à escola, isso nunca aconteceu”, lamenta ela que guardava esse sonho em seu coração sem nunca ter contado para nenhum de seus parentes. 

Mas agora ela com orgulho mostra o seu certificado de letramento. Sua aprovação foi com louvor. Depois de tanto esforço alcançou o resultado: ela conseguiu 89 de 100 pontos na prova oficial de alfabetização indiana e ela destaca que achou a prova fácil.

Kuttiyama agora vive uma vida mais tranquila ao lado dos filhos e netos e dedica boa parte do seu tempo a seu novo hobby: a leitura, romance ou ficção, com poucas ou muitas imagens, os livros são devorados. Deixando-nos a lição de que nunca é tarde.

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar