Menino de 9 anos comemora cirurgia bem-sucedida comendo o doce que tanto sonhava em experimentar

“Na hora pude ver o brilho no olho do meu filho”

Imagem: Vinicios Sparremberger / Santa Casa/Divulgação
publicidade

Comer um alfajor pode parecer uma coisa simples para muitos de nós. Mas, para o Nicolas, chamado carinhosamente de Nico, não. O garotinho de 9 anos nasceu com atresia esofágica, uma malformação do esôfago que o impedia de engolir os alimentos. Graças a uma cirurgia bem-sucedida, ele pôde realizar o sonho de saborear um alfajor de chocolate pela primeira vez.

Nascido na cidade de Artigas, no Uruguai, Nico veio ao Brasil para a cirurgia. O procedimento foi realizado no Hospital da Criança Santo Antônio, em Porto Alegre (RS), dando fim a um sofrimento que o acompanhava desde o nascimento.

Graças ao SUS e aos seus profissionais dedicados, o Nico começou uma nova fase em sua vida (imagem: Vinicios Sparremberger / Santa Casa/Divulgação)
publicidade

“O dia que eu vim de lá [do Uruguai], deixei meus outros filhos e não sabia sinceramente se ia voltar com ele. E agora a gente vai voltar, e ele vai poder ter uma vida como qualquer outra criança, vai poder viver todas as experiências que ele não pôde ter até agora. Parece um sonho ainda”, disse a mãe do garoto, Márcia Fagundez Bordenava, que é casada com um brasileiro, segundo o jornal Zero Hora.

Te interessa?

A cirurgia foi feita pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e durou cerca de 7 horas. A equipe, liderada pelo cirurgião pediátrico Rafael Deyl, precisou retirar uma fístula (uma conexão anormal no sistema digestivo) e fazer um levantamento gástrico para que o trânsito intestinal do garoto fosse reconstruído.

Nico com sua mãe e com o médico que fez o procedimento (imagem: Vinicios Sparremberger/Santa Casa/Divulgação)

Chegou a hora do alfajor

20 dias depois, o Nico estava apto a se alimentar sem dificuldades. Questionado sobre o que gostaria de comer, respondeu prontamente que adoraria experimentar um alfajor de chocolate, doce típico do seu país natal.

publicidade

Foram nove longos anos esperando por esse momento. “Nico sempre recebeu o doutor com um abraço, mas naquele dia foi ainda mais especial. Ele já chegou desembrulhando um pacotinho, entregou pro Nico e na hora pude ver o brilho no olho do meu filho”, disse Márcia. A primeira mordida ainda foi meio insegura, com um pouco de receio do que poderia acontecer. Mas logo o menino ficou à vontade e devorou o alfajor com gosto.

A partir de agora, uma nova vida, de muitas coisas gostosas e momentos marcantes, começa para o Nico. Alfajor, chocolate, bolo, lanches… Enfim, tudo aquilo que o mundo tem de mais gosto. É claro que será necessário fazer acompanhamento médico por um tempo e que esses alimentos devem ser apreciados com moderação para não prejudicar a saúde (o mesmo vale para qualquer pessoa).

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Viva o Nico e viva o SUS que possibilitou esse momento mágico e inesquecível!

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar