Existe o momento certo para LARGAR a profissão pela qual tanto estudou? A resposta é…

Não é frescura, é a sua sanidade!

Existe o momento certo para LARGAR a profissão pela qual tanto estudou? A resposta é...
Existe o momento certo para LARGAR a profissão pela qual tanto estudou? A resposta é...

Viver em modo completamente automático não é algo saudável para ninguém. No passado, aprendemos que era preciso estudar muito para poder exercer a profissão pela qual tanto sonhamos em colocar em prática.

E em uma outra esfera – não sendo regra, claro -, éramos ensinados que a profissão ideal para seguir, só poderia ser aquela que rendesse muitos milhões no final do ano e que a riqueza fosse certa independente do que você escolhesse.

Isso fez com que muitos adultos se sentissem frustrados no final de cada expediente e exausto à cada hora que se passava. Sem contar que, o final de semana… Ah o final de semana! Era o prêmio no final de tudo, o momento mais esperado.

Mas com os avanços nas capacitações e os esclarecimentos sobre essa área de nossas vidas, muitas pessoas – bem mais a cada ano – estão se encontrando no lugar certo, no emprego certo e com aquilo que tanto sonhou ter.

E mesmo isso sendo algo incrível, existe outra questão que precisamos levar em conta com muita cautela, sabedoria, dedicação e claro, pés na sua realidade, não na do outro. E te perguntamos:

“Devo largar meu emprego HOJE por não mais gostar dele?”

Isso é algo muito importante de ser pensado. Ainda que você possa fazer isso nesse exato momento, você precisa levar em conta que, da mesma forma que tudo pode melhorar, tudo pode também piorar. Você está disposto a abrir mão de tudo agora?

O primeiro questionamento que você deve fazer, é se de fato tem certeza que quer largar o seu emprego. Em seguida, leve em conta tudo o que você fez em sua vida, para chegar onde chegou, ter o que ter e ser quem você é. Se questione:

  • Tenho certeza disso?
  • E todos os anos de estudo?
  • E tudo o que conquistei até aqui?
  • Não é apenas esse emprego? Chefe? Cargo?
  • É de fato toda a minha profissão?

Questione tudo o que te faz se sentir mal

A verdade é que de fato não vale a pena viver algo que só te faz gerar lucros, quando o seu físico e o seu psicológico está sempre exausto e cansado por todas as problemáticas causadas no seu ambiente de trabalho.

Mas também pese na mesma balança todas as questões financeiras que são bancadas pelo salário que você chega a receber no final do mês. Caso contrário, os problemas permanecerão, só mudarão de fonte. Então, vamos se programar juntos?

Se de fato for o seu emprego, planeje a sua mudança

Não está fácil encontrar emprego, isso é uma realidade que precisa ser levada em conta sim! Sendo assim, como será o próximo passo, caso você queira apenas mudar os ares de seu trabalho.

Se você de fato já decidiu que quer sair do emprego atual para encontrar outro, planeje. Todavia, se quiser mudar a área de trabalho que está atualmente, planeje ainda mais para isso. Vamos em alguns passos!

1 – Encontre o momento exato para a demissão

Se está pensando nisso faz algum tempo, você está de fato no caminho certo. Como falamos mais acima, é preciso pensar em todos os gastos que você terá no período em que estará nessa transição.

Não seja tolo! É preciso sim levar em conta seus gastos básicos como, alimentação, cartão de crédito, combustível, boletos, etc. Caso contrário, o prejuízo poderá ser bem mais e o processo de mudança pode ser mais difícil.

2 – Faça acordos com seus superiores

Outra coisa que pode ser vantajoso para você, são os acordos que podem te beneficiar, caso seu chefe possa te ajudar com tudo isso. Em outras palavras, não cogite em ter um bom papo com quem pode te dar mais força nesse momento.

3 – Converse com sua família

É super importante buscar apoio e a opinião de seus familiares, principalmente se muitos deles podem depender de você ou ter suas vidas afetadas caso você possa passar algum tempo sem trabalhar.

saiba como conversar, quais familiares precisam saber e principalmente aqueles que não deverão saber de sua decisão por lhe afetar negativamente. Use o filtro!

4 – Saiba o que será desse dia em diante

O que você fará amanhã? Esse pode ser um frio na barriga que você esteja procurando há um tempo, não é mesmo? Mas se trata exatamente de todo o resultado final de seu planejamento.

E isso é tão importante quanto a sua decisão inicial. Pense em sua rotina mudando, alguns “luxos” que terá que abrir mão, economias, disciplina para uma nova jornada e claro: não cair na preguiça.

5 – Não seja covarde!

Como falamos, se existem outras pessoas que podem ser afetadas por sua decisão, é bem mais que necessário uma conversa. É preciso sim ter uma escolha em conjunto.

Outra coisa importante é se você escolher ficar na mesma área em que já estava. Se a sua função prejudicar a empresa ou o local em que trabalhava antes, não haja com covardia.

O mundo é bem pequeno, principalmente quando falamos de uma mesma área de trabalho. Se futuramente você procurar outro emprego, essa atitude pode lhe prejudicar devido às influências de chefes e “conhecidos”. Não peça demissão de repente!

Faça planos para a profissão que deseja

Quer mudar por completo? Essa é uma parte deliciosa de se escolher para a vida sim – e desde já te damos o maior apoio para essa escolha, todos merecemos!

Pesquise. Mas pesquise muito! Procure saber de tudo. Como começar, custos, lucros, concorrentes, nichos, tecnologias, redes sociais, etc. Faça muitas pesquisas antes de começar.

  • Dica bem mais que lega: anote! Separe uma agendinha e coloque tudo no papel para fazer levantamentos. 

O que os outros pensam importa sim!

Por fim, vamos desmistificar um clichê que todo mundo sempre fala. Com certeza você já ouviu falar: “o que os outros pensam não importa”. Mas quem são os outros?

Como tanto falamos mais acima, se você tem pessoas que dependem de você, se você convive com pais, marido, filhos ou outros familiares, você com certeza não poderá se privar deles.

Em outras palavras…

Será que isso causará desassossego para você? Ou melhor, será uma bola de neve de problemas? Se sim, isso poderá te afetar também e ser um problema que te afetará.

Então, o melhor conselho é: converse e se planeje ainda mais!

publicidade