Máquinas de livros levam leitura gratuita para bairro nos Estados Unidos

E se dentro das máquinas de salgadinho tivessem livros? Está acontecendo nos Estados Unidos.

publicidade

Você está caminhando pelas ruas e de repente se depara com uma máquina repleta de livros. Ainda melhor, encontra um título que há muito estava procurando.

E o que parecia impossível nesta coincidência, se torna real: o livro é gratuito.

Isso é o que pode acontecer no bairro Anacostia em Washington D.C., onde há um projeto que leva máquinas de livros gratuitos a crianças visando fomentar o hábito da leitura nos pequenos.

publicidade

A ideia das máquinas de livros gratuitos

awebic-maquina-livros-de-graca-2

Após um estudo social realizado em 2001 que diagnosticou os bairros com menos acesso a livros e mais carentes em leitura, foi realizado um planejamento com o principal objetivo de levar livros às crianças, tentando incentivar nelas a paixão pela leitura.

A ação se chama Soar With Reading e é realizada por uma empresa chamada JetBlue, que disponibiliza três máquinas de livros muito similares àquelas tradicionais de salgadinhos, doces e refrigerantes em um dos bairros classificados como “zona desértica de leitura”.

Cada criança pode pegar quantos livros quiser e são incentivadas a devolvê-los para a máquina após a leitura.

publicidade

A empresa reconhece que as máquinas de livros não vão resolver os problemas de acesso e incentivo à leitura, mas podem ser consideradas como um começo.

Máquinas de livros no Brasil

awebic-maquina-livros-de-graca-1

No Brasil, também é possível se deparar com as máquinas de livros, porém, elas não são gratuitas, mas cobram preços bem menores do que nas livrarias tradicionais.

Em 14 estações do metrô de São Paulo é possível encontrar as máquinas de livros. A ação é do empresário Fábio Netto e cada livro encontrado em suas máquinas podem ser comprados por R$ 2,00.

O empreendedor conta que cerca de cinco milhões de livros já foram vendidos e que a ideia surgiu realmente com a iniciativa de vender livros que fossem muito baratos.

publicidade

Encontrou, então, uma forma relativamente fácil de levá-los às pessoas, obteve as permissões necessárias para instalar as máquinas de livros nas estações de metrô de São Paulo e aproveitou para faturar muito, levando os livros para mais perto das pessoas através das máquinas de livros.

As máquinas são relativamente baratas de serem produzidos, e o maior gasto acaba sendo para manutenção constante de seu acervo.

Em seu formato, também são bem parecidas com aquelas de salgadinhos e refrigerantes, mas apresentam à sociedade um produto muito melhor.

Máquinas de livros na nossa cidade

awebic-maquina-livros-de-graca-3

Já pensou se mais projetos como este se espalhassem pelo Brasil através de iniciativas comunitárias, de movimentos sociais ou até mesmo de empresas?

Seria muito bom para todos nós que amamos livros e muitas vezes eles podem acabar pesando em nosso orçamento.

Ainda que diversas cidades tenham iniciativas de compartilhamento de livros, como em Porto Alegre, que a prefeitura disponibiliza alguns títulos em algumas paradas de ônibus e ao estilo de troca na rodoviária municipal, parece que no Brasil esta iniciativa ainda espera uma forma para fazer sucesso e realmente envolver a comunidade.

Talvez, as máquinas de livros sejam uma saída para incentivar a leitura nos brasileiros. Melhor ainda se for voltada para crianças, visando formas as próximas gerações apaixonadas pela leitura.

Fonte: upworthy.com.