Maurício de Sousa cria a primeira personagem surda da Turma da Mônica

Um show de representatividade!

Maurício de Sousa cria a primeira personagem surda da Turma da Mônica
Maurício de Sousa cria a primeira personagem surda da Turma da Mônica
publicidade

Se ver representado em desenhos, filmes e livros é algo que toda criança procura, de uma forma ou outra. E quantos personagens PcD’s você lembra de ter tido contato na sua infância? Difícil citar um, não é mesmo? Mas, se depender de Maurício de Souza, essa realidade irá mudar!

A nova personagem da turma da Mônica chegou para quebrar estereótipos e levar muita alegria para a turminha do Bairro do Limoeiro. Portadora de deficiência auditiva, Sueli foi divulgada nas redes sociais Instituto Maurício de Sousa no início da 24ª Surdolimpíadas de Verão.

“Hoje começam os Jogos Surdolímpicos de Verão, evento multidesportivo mais antigo da história depois das Olimpíadas. E com esse evento a MSP apresenta Sueli, a primeira personagem surda da Turminha. Vamos, Brasil!”, anunciou a legenda do post no Instagram.

publicidade

Te interessa?

Muitos seguidores não sabiam do evento esportivo e deixaram comentários comemorando a iniciativa e dando as boas-vindas à nova pesonagem.

Eu achava que as pessoas surdas competiam na paralímpiadas. Tenho 23 anos de vida e não fazia ideia que existia a surdolimpíadas! Muito obrigada pela divulgação e bem vinda Sueli!”, escreveu uma seguidora.

publicidade

Apaixonada por esportes, Sueli tem 9 anos, se comunica pela Língua Brasileira de Sinais e é um sonho antigo de Maurício. Em nota, ele explicou que “a Turma da Mônica já apareceu em várias histórias se comunicando com Libras, e fazia tempo que eu pensava em trazer uma personagem surda para a turminha. O fato de as Surdolimpíadas acontecerem pela primeira vez no Brasil foi um ótimo incentivo para que a Sueli finalmente nascesse.”

Para criar a personagem, a Maurício de Sousa Produções teve o apoio da organização das Surdolimpíadas e de professores da Derdic, unidade mantida pela Fundação São Paulo e vinculada academicamente à PUC-SP que atua na educação de surdos e no atendimento clínico a pessoas com alterações de audição, voz e linguagem.

Show de representatividade

Além de Sueli, a turminha do Limoeiro também conta com outros amigos com algum tipo de deficiência. Dorinha é deficiente visual, Luca é cadeirante, Tati tem síndrome de Down e André é autista. Personagens assim, ajudam a desmitificar o dia a dia de pessoas PcDs e ainda levam representatividade para a criançada. Ou seja, todo mundo aprende e se educa de forma divertida!

publicidade

De acordo com um estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 8,4% da população brasileira acima de dois anos (17,3 milhões de pessoas) tem algum tipo de deficiência.

Ainda segundo a pesquisa, desse número total, 3,8% apresenta deficiência física nos membros inferiores, enquanto 2,7% das pessoas têm nos membros superiores. Também de acordo com o mapeamento, 3,4% dos brasileiros possuem deficiência visual e 1,1%, deficiência auditiva. Já 1,2% tem deficiência intelectual.

Ou seja, está mais do que na hora da mídia dar destaque e contar a história e vivência de pessoas PcDs. Assim, a sociedade entende as necessidades e especificidades dessa parcela população. E nada melhor do que começar essa conscientização entre as crianças, não é mesmo?

Que mais Suelis possam fazer parte da infância de todos os brasileiros!

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

publicidade

Fonte: Estado de Minas

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar