Memórias afetivas: 10 dicas divertidas para criar momentos especiais com seus filhos
Memórias afetivas: 10 dicas divertidas para criar momentos especiais com seus filhos

Memórias afetivas: 10 dicas divertidas para criar momentos especiais com seus filhos

Confira como as memórias efetivas podem melhorar no desenvolvimento das crianças!

publicidade

Quem nunca sentiu o cheiro bom de alguma coisa, olhou uma foto ou ouviu uma música e acendeu memórias que fez você ter uma sensação de nostalgia ou felicidade?

Essas sensações parecem que por alguns instantes estamos vivendo novamente um momento do passado. Pois é, isso se chama memória afetiva.

Acredito que você já tenha passado por isso, pois todos nós, em algum momento, ativamos nossas memórias afetivas, envolvendo família, amigos e acontecimentos felizes e de prazer. 

publicidade

Por que temos memórias de afeto?

Para que seja gerado uma memória, é preciso que a pessoa preste bastante atenção nos acontecimentos, e quando os esses acontecimentos envolvem afeto, o ser humano tende a prestar mais atenção.

E é justamente por ser coisas de nosso maior interesse como seres humanos, situações que nos trazem prazer, como por exemplo, são as que mais temos facilidade de memorização.

Por causa disso, os afetos estão na base para a formação da nossa memória.

memórias-afetivas

publicidade

Como funciona as memórias afetivas?

As memórias afetivas podem ser resgatadas. Mas como é feito isso? 

Simples, através de uma música, de um aroma, de um filme, ou seja, elas se desenvolvem a partir de uma percepção sensorial, por isso e precisa estar ligada a um momento afetivo de importância para a pessoa. 

O resgate das nossas memórias afetivas é essencial para nosso desenvolvimento pessoal, é a partir delas que o ser humano pode dar um novo sentido e compreensão a determinadas situações que possam estar parando nossa caminhada.

Como os pais podem usar as memórias afetivas na criação dos filhos?

O que pode fazer feliz a uma criança? Todos nós sabemos que existem situações que podem definir muito bem a felicidade de sua família, como por exemplo, o bem-estar, a despreocupação, segurança e a tranquilidade.

Conseguir que os filhos sejam felizes é dever de todos os pais, mesmo sabendo que isso não seja uma tarefa fácil. 

publicidade

Pensando nisso, separamos aqui uma lista de 10 dicas para que os pais usem das memórias afetivas para a criação de momentos especiais com os filhos

memórias-afetivas

1 – Seja positivo nas emoções 

Os pais que expressam emoções negativas para os filhos, que tratam de maneira grosseira, estão propensos a terem filhos agressivos.

Evite ficar irritado, bravo ou furioso na frente das crianças, o melhor é se afastar delas quando esse comportamento de estresse ocorrer, mas se lembre, não faça isso diante dos seus filhos. 

Além disso, lembre-se, a melhor educação é o exemplo. É mostrando-se divertido e positivo para com as crianças que você como pai ou mãe vão ajudar na construção de memórias afetivas.

2 – Estimule a auto-compaixão e o agradecimento com seus filhos

A auto-compaixão é uma qualidade muito essencial para o desenvolvimento da criança, pois ajuda a serem mais resistentes diante dos desafios que vida nos dar.

Além disso, saber escutar aos filhos e não reprimir os sentimentos e pensamentos deles é fundamental para formar e ensinar a auto-compaixão.

Ensine-os a terem empatia com o sofrimentos dos outros e a reconhecer os seus próprios sofrimentos também. 

Agradecer também é um bom instrumento para fazer com que os filhos reconheçam tudo de bom que elas têm.

memórias-afetivas

3 – Ofereça liberdade para seus filhos

É essencial para a criação de uma criança que os pais confiem e ofereçam liberdade aos filhos. 

Impedir que as elas tenham novas experiências tanto pode atrasar o seu desenvolvimento, e suas capacidades e habilidades, como fazer com que cresçam ansiosas.

Não seja um provedor possessivo, muito “mandão” e autoritário com os seus filhos. Cultive bons momentos com elas para quem tenha memórias afetivas quando crescerem. 

4- Tenha uma boa relação com seus filhos

Toda relação entre casais têm seus momentos bons e ruins, isso é fato. Porém, não deixe que os problemas entre vocês, os pais, afetem a estabilidade emocional dos seus filhos.

A melhor educação que você pode oferecer para seus filhos não é só aquela que se adquire na relação mais direta, mas também naquela que os pais vivem com o seu marido ou esposa. 

Então lembre-se disso, casamentos desequilibrados podem levar a crianças a infelicidade, assim destruindo as memórias afetivas que elas poderiam ter no futuro. 

memórias-afetivas

5 – Cultive uma boa saúde mental para poder criar bem seus filhos

Pais deprimidos e ansiosos podem contribuir o bem-estar da criança

Por isso, é muito importante que vocês, os pais, cuidem da sua saúde mental. 

Nenhum filho pode estar bem se os seus pais não estiverem bem, e lembre-se: as crianças notam, percebem tudo!

6 – Saiba ter uma boa relação entre pais e filhos

As relações dos pais com seus filhos são extremamente essenciais para o crescimento psicológico da criança e é assim que desenvolvemos a nossa capacidade de ter relacionamentos bem sucedidos como adultos.

Sendo assim, o melhor é que você pense sobre a relação que tem com o seu filho e corrija o que seja necessário, só assim ele terá boas memórias de quando era criança. 

7 – Respeite a opinião dos seus filhos

Antes de tudo, leia e reflita sobre essa frase: “A autonomia em casa promove a autonomia das crianças entre os amigos.”.

Pronto? Pois é, você pai ou mãe deve entender que as crianças devem ter um espaço na relação e no diálogo com você.

Com isso, dando espaço para suas opiniões, para expressar a falta de acordo, a negação a alguma situação.

memórias-afetivas

As crianças precisam aprender a se defender sozinhas e a contar com o apoio dos pais quando preciso. Não impeça que uma criança diga o que pensa ou o que argumente. 

É essencial que você o escute, assim estará criando memórias afetivas. 

8 – Não seja perfeccionista para com seus filhos

Ponha em mente isso, ninguém é perfeito, nem você, nem os seus filhos. Por isso, os pais não devem “torturar” para dar a educação perfeita aos filhos, nem exigir que eles sejam perfeitos em tudo o fazer.

Os pais que exigem perfeição acabam gerando crianças sem confiança e dependentes das  habilidades parentais para realizarem algum feito. 

9 – Tenha momentos para brincar com seus filhos

As crianças precisam de pais presentes que se divirtam com elas, que brinquem e agreguem criatividade na vida delas. 

Os filhos cujos pais são menos rígidos, crescem menos ansiosas e depressivas, pois as brincadeiras somam alegria e motivação à vida delas, acredite!

E brincar com elas é um ótimo momentos que você, pais ou mãe, cultive bons momentos com seus filhos, assim criando memórias afetivas. 

memórias-afetivas

10 – Conheça os seu filhos

Cada criança, independente da criação,  é um ser diferente. Uma boa educação, baseada no conhecimento profundo do próprio filho é a melhor forma de fazê-lo feliz. 

Além disso, quanto mais tempo os pais passam com os seus filhos, mais aprenderão com os pais, assim gerando mais respeito.

Tenha conhecimento da personalidade e o carácter do seu filho, das suas emoções, o que ele gosta, isso será um grande aliado para o desenvolvimento das memórias afetivas deles. 

COMENTÁRIOS | Deixe sua opinião!

comments