in

Por que você deve cercar-se de mais livros do que conseguirá ler em vida

Uma prateleira (ou um leitor de livros digitais) cheia de livros revela boas coisas sobre a sua mente.

A aprendizagem ao longo da vida ajudará você a ser mais feliz, ganhar mais e até mesmo manter-se saudável, dizem os especialistas.

Mais do que isso, muitos dos empresários mais inteligentes do mundo, de Bill Gates a Elon Musk, insistem que a melhor maneira de ser mais inteligente é lendo. Então, o que você faz?

Você compra livros, muitos livros.

Mas a vida é corrida e intenções são uma coisa, ações são outra. Logo você encontra sua prateleira (ou leitor digital) com títulos que você pretende ler um dia, ou livros que você folheou e depois abandonou.

Seria isso é um desastre para o seu projeto de se tornar uma pessoa mais sábia e inteligente?

Por que você deve cercar-se de mais livros do que conseguirá ler

Se você nunca lê nenhum livro, então sim. Talvez você queira aprender alguns truques para arrumar um tempo para ler em sua vida agitada e por que vale a pena dedicar algumas horas por semana ao aprendizado.

Mas se é apenas porque o seu ritmo de leitura não acompanha nem de perto seu ritmo de compra de livros, eu tenho boas notícias para você (e para mim, que definitivamente me encaixo nesta categoria): sua biblioteca lotada não é um sinal de fracasso ou ignorância, é um emblema de honra.

Por que você precisa de uma “antibiblioteca”

Por que você deve cercar-se de mais livros do que conseguirá ler (1)

Este é o argumento que o autor e estatístico Nassim Nicholas Taleb explica em seu bestseller “O Cisne Negro”. O sempre fascinante blog “Brain Pickings” fuçou e destacou esta parte em um post muito legal.

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pessoas que usam meias extravagantes são mais criativas e bem-sucedidas

Por que o protetor solar pode estar causando câncer de pele, não o Sol