in

Entenda porque Aristóteles é o guru perfeito da felicidade

Você tem o aplicativo Headspace, sabe diferenciar as coisas e uma vez leu algo do Freud, então o que um cara que viveu 23 séculos atrás pode lhe dizer sobre a busca da felicidade hoje?

“Aristóteles fez isso primeiro e melhor. Então, por que não ir à fonte, o cérebro original que descobriu tudo isso?”, diz a professora Edith Hall.

“Eu acho que há um conforto nas ideias que as pessoas mantiveram por milhares de anos”, completa ela.

Seu livro, Aristotle’s Way, promete lhe ensinar “como a sabedoria antiga pode mudar sua vida”, em particular como alcançar um estado permanente do que os antigos chamavam de eudaimonia e nos aproximarmos mais do “contentamento”.

Segundo Aristóteles, Hall escreve: “O objetivo final da vida humana é, simplesmente, felicidade, o que significa encontrar um propósito para realizar seu potencial e trabalhar em seu comportamento para se tornar a melhor versão de si mesmo.”

É uma versão antiga do pôster “Trabalhe duro e seja legal com as pessoas”, mas em uma fonte menos legal.

Aristóteles diria que a vida não planejada é um pouco menos provável de ser feliz. É uma questão de planejamento. Apenas planejamento.

Adicionar APP Awebic

Aristóteles aprovava comida, bebida e sexo (tudo com moderação – ele fala muito sobre moderação); ele acredita que o lazer é mais importante que o trabalho; que todos nós temos talentos inatos e que não atingimos o pico até os 49 anos.

Como não gostar?

Mas, de longe, a sua afirmação mais significativa é que a felicidade é alcançável por quase todos – você só tem que “decidir se tornar mais feliz”. Simples, hein!

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A habilidade mais importante da vida que ninguém te ensinou

Como melhorar a sua vida pessoal de uma vez por todas