in

Como ser bilíngue pode melhorar seu cérebro

Ser bilíngue não é para qualquer um. Mesmo quando você é fluente em dois idiomas, pode ser um desafio alternar suavemente entre eles.

É comum travar ao pronunciar um verbo em espanhol, usar a preposição errada em inglês ou perder de vista a conexão entre o começo e o fim de uma longa frase em alemão.

Então, dominar uma segunda língua aprimora nossas habilidades de multitarefa ou simplesmente nos confunde?

Este debate tem colocado linguistas e psicólogos um contra o outro desde a década de 1920, quando muitos especialistas achavam que crianças bilíngues estavam destinadas a sofrer deficiências cognitivas mais tarde na vida.

Mas a ciência avançou.

Na Revisão Anual da Lingüística, o psicolinguista Mark Antoniou, da Western Sydney University, na Austrália, descreve como o bilinguismo — definido por ele como “usar pelo menos duas línguas em sua vida diária” — pode beneficiar nossos cérebros, especialmente à medida que envelhecemos.

Ele aborda a melhor forma de ensinar idiomas às crianças e expõe evidências de que o uso de várias línguas regularmente pode ajudar a retardar o início da doença de Alzheimer.

Segue algumas respostas do psicolinguista sobre o assunto — esta conversa foi editada em termos de duração e clareza.

Quais são os benefícios de ser bilíngue?

bilíngue saber falar duas línguas com fluência
Se você precisava de mais motivos para aprender a segunda língua, continue lendo. Crédito: Adobe Stock.

Estou interessado na interação entre aprendizagem de línguas e cognição — os processos mentais do cérebro.

Os benefícios cognitivos do bilinguismo podem começar a partir de experiências muito precoces na infância e podem persistir ao longo da vida.

Adicionar APP Awebic

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Jeff Bezos: “Nós somos o que escolhemos”

Desligue o celular perto das crianças ou crie filhos tristes