in

8 dicas para você não se perder no próximo relacionamento

Todos os meus relacionamentos anteriores me esgotaram.

Não só porque eu estava com os homens errados e continuava tentando fazer as coisas funcionarem onde não havia jeito, mas também porque eu era uma rainha em justificar, acomodar e comprometer.

Eu deixava os homens acomodados porque queria ser amada e evitar a rejeição.

Eu justificava o péssimo comportamento deles porque queria estar em um relacionamento e não estar sozinha.

Eu comprometia meus valores e ideais românticos apenas para ter alguém em minha vida.

Superficialmente, eu era uma mulher independente, forte, feroz e cheia de energia e opiniões.

Quando se tratava de relacionamentos, eu perdia completamente meu poder e eu mesmo.

Eu me tornava um rato manso sem voz ou opiniões. Eu colocava as necessidades do meu namorado em primeiro lugar e ignorava as minhas. Eu ficava quieta sobre como me sentia. Eu não questionava as coisas.

Eu precisei de algumas tentativas de amor e dez anos de encontros aleatórios para reconhecer meus padrões doentios.

Em primeiro lugar, eu estava subconscientemente copiando o comportamento da minha mãe, que precisava sobreviver com meu tirânico pai em um relacionamento muito turbulento. Eu não sabia de nada até aprender da maneira mais difícil.

Em segundo lugar, eu achava que não merecia ser amada. Eu achava que não era boa o suficiente para ninguém. Eu estava com medo de ser eu mesma, pois não sentia que tinha muito a oferecer.

Em terceiro lugar, eu não estava feliz comigo mesma e com a minha vida, e eu acreditava que um relacionamento mudaria isso, então meu desejo de estar em um era muito forte.


Recomendamos para você:

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 regras ancestrais que todos nós deveríamos continuar seguindo

14 coisas que pessoas ridiculamente bem-sucedidas fazem todos os dias