in

Além da felicidade: a vantagem de se sentir para baixo

A atenção que recebemos ou a falta de um roteiro social pode provocar o rubor de modo a convidar um julgamento generoso dos outros ou sinalizar falta de ameaça.

Há muita vergonha em sentir vergonha e vergonha de se sentir envergonhado (o rubor se alimenta de si mesmo), mas essas emoções nos permitem viver lado a lado.

Sem eles, não seríamos capazes de confiar um no outro – ou em nós mesmos.

Inveja e Ciúme

Além da felicidade - a vantagem de se sentir para baixo

Niels van de Ven ainda pensa em quando jogava beisebol quando criança.

“Um colega de equipe – de quem eu gostava bastante – sempre foi o melhor rebatedor”, ele diz, “o que é especialmente frustrante em um esporte como o beisebol, onde é bem quantificado em uma média de rebatidas o quanto a outra pessoa é melhor”.

Ele estava incomodado porque seu amigo tinha algo que ele não tinha, mas ele não queria tirar essa habilidade dele. Então ele praticou mais, muito mais.

Ele ensaiava sua rebatida em seu quarto quando deveria estar dormindo. “Uma vez eu acidentalmente bati na minha cama com tanta força que parte da cabeceira quebrou”, diz ele. Ele melhorou.

Muito do nosso sucesso – financeiro, romântico, reputacional – depende do nosso status relativo e recursos dentro de um grupo, como tem sido em toda a história humana.

Você não precisa ser o melhor de todos, apenas melhor que seu amigo. A felicidade é grandemente influenciada pela nossa comparação de nós mesmos com os outros.

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 razões científicas para você começar a meditar hoje mesmo

7 hábitos de monges budistas que podem mudar sua vida para sempre