in

Hábitos vs. Metas: os benefícios de uma abordagem sistemática da vida

Os hábitos podem ser tão pequenos quanto necessário. Um conselho comum para aqueles que buscam criar um hábito é começar pequeno. O psicólogo de Stanford BJ Fogg recomenda “pequenos hábitos”, como passar fio dental em um dente.

Uma vez que ele fica enraizado, o grau de complexidade pode ser aumentado. Se você quer ler mais, pode começar com 25 páginas por dia.

Após isso se tornar parte da sua rotina, você pode aumentar o número de páginas para atingir sua meta.

Por que uma abordagem sistemática funciona?

Hábitos vs Metas

Primeiro criamos nossos hábitos, depois nossos hábitos nos criam.” — Charles C. Nobel

Ao mudar nosso foco de alcançar metas específicas para criar hábitos positivos de longo prazo, podemos melhorar continuamente nosso estilo de vida.

Isso é uma evidência de hábitos documentados de muitas pessoas bem-sucedidas.

Warren Buffett lê o dia todo para adquirir o conhecimento necessário para seus investimentos.

Stephen King escreve 1000 palavras por dia, 365 dias por ano (um hábito que ele descreve como “um tipo de sono criativo”).

O atleta Eliud Kipchoge faz anotações depois de cada sessão de treino para estabelecer áreas que podem ser melhoradas.

Esses hábitos, repetidos centenas de vezes durante anos, não são acidentais. Com consistência, os benefícios destas ações não-negociáveis se somam e levam a realizações extraordinárias.

Enquanto as metas contam com motivação extrínseca, os hábitos são automáticos. Eles literalmente religam nosso cérebro.

Quando buscamos atingir alguma coisa em nossa vida, seria bom investir nosso tempo formando hábitos positivos, ao invés de nos concentrarmos em uma meta específica.


Recomendamos para você:

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Signos do zodíaco revelam: “Eu vou te amar até …”

Um simples exercício diário pode te fazer sentir bem melhor sobre si mesmo