in

Um guia para se manter produtivo enquanto deprimido ou com o coração partido

“Nós, empreendedores, não podemos nos dar ao luxo de namorar”, eu meio que brinquei com um amigo outro dia. “Nós não podemos tirar folga quando temos nossos corações partidos.”

Sou uma terapeuta que ajuda as pessoas a aprenderem a ser resilientes diante das incertezas da vida. Mas até eu me sinto ansiosa sobre como ficar motivada quando me sinto mal – especialmente na porcaria que é namorar em Nova York.

Todos nós sentiremos pesar e tristeza – seja devido a desgosto, luto ou alguma outra perda – ao longo de nossa vida profissional. E cerca de 300 milhões de pessoas no mundo lidam com depressão, a causa mais comum de incapacidade.

Tanto o luto quanto a depressão não são brincadeira quando se trata de afetar nossa produtividade.

Enquanto algumas pessoas podem mergulhar em seu trabalho como uma distração muito necessária, a maioria experimenta uma queda drástica no funcionamento básico.

Nossa motivação é atingida; perdemos o foco e a concentração; nosso sono e apetite ficam totalmente bagunçados.

Nos dias bons, conseguimos cumprir um prazo apesar de nos sentirmos como uma concha de ser humano. Nos dias ruins, apenas se vestir é assustador.

Embora tenha passado alguns anos desde a última vez que fiquei de coração partido, a depressão gosta de me fazer uma visita semestral.

Por mais inconveniente que seja, eu a vejo como uma oportunidade para “pesquisar” uma experiência incrivelmente frustrante, dolorosa e provocadora de ansiedade pela qual muitas pessoas passam.

Eu compilei as dicas a seguir para qualquer um que esteja passando por um momento difícil – enquanto faz o melhor para continuar fazendo as coisas.


Recomendamos para você:

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os fatos não fazem as pessoas mudarem de ideia, entenda o que faz

A neurociência da mudança: como treinar seu cérebro para hábitos melhores