in

3 segredos da neurociência para você se livrar dos maus hábitos

Tem algum mau hábito sério? Aqueles extra-fortes, com aviso do Departamento de Saúde. Do tipo que você realmente se culpa – mas mesmo assim faz o tempo todo?

A procrastinação que estraga a qualidade do seu trabalho? Ondas épicas de preguiça? Ou excesso de trabalho que ameaça o coração? Perde a cabeça com aqueles que você ama? Ou não falar mesmo quando você sabe que deveria?

Vamos virar de cabeça para baixo tudo o que você sabe sobre maus hábitos.

Para começar, aqui está a boa notícia: você não é preguiçoso, não é um maluco e não é uma pessoa má. Na verdade, você não tem “maus hábitos”.

Aquelas vozes tentadoras ou irritantes na sua cabeça não são más. Na verdade, elas estão tentando te ajudar.

Sim, eu sei: Eu tenho muito o que explicar. Mas antes que tudo faça sentido, precisaremos nos enlouquecer um pouco mais.

Filmes da Pixar, neurociência, múltiplas personalidades, plenitude, “Clube da Luta”, e muita conversa consigo mesmo como se você fosse louco…

Sim, estranho, mas totalmente legítimo.

Na verdade, há todo um sistema de psicologia baseado nisso: Sistemas Familiares Internos (SFI) tem sido mostrado para ajudar as pessoas com depressão, ansiedade, distúrbios alimentares, vícios e até mesmo algumas das coisas mais graves, como estresse pós-traumático.

Do Manual de Treinamento dos Sistemas Familiares Internos:

No estudo de traumas complexos do SFI, apenas um dos 13 indivíduos ainda se qualifica para o diagnóstico de estresse pós-traumático após terminar 16 semanas de terapia com SFI.”


Recomendamos para você:

Redação

Written by Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A neurociência da motivação: saiba como manter-se motivado

8 dicas para ajudar você a se tornar mais resiliente