Motociclistas decidem transformar casa de mãe e filha que moram em área remota
Motociclistas decidem transformar casa de mãe e filha que moram em área remota

Motociclistas decidem transformar casa de mãe e filha que moram em área remota

Uma verdadeira solidariedade!

publicidade

Alguns amigos motociclistas conheceram por acaso a história de uma mãe e uma filha em Raposos (MG). As duas vivem de forma bem humilde e estão isoladas da sociedade, na Serra da Gandarela.

Dona Edite, de 65 anos e sua filha Naira, de 40, vivem em condições precárias e nem sequer conhecem o valor das notas de dinheiro. No entanto, a situação delas está mudando desde que um grupo de amigos que faziam trilha de moto na região descobriram sua casa.

A senhora não consegue se comunicar direito, e mora na casinha de pau a pique com o que restou de sua família. A humilde residência tem mais de 100 anos e foi lá que Dona Edite nasceu e viveu com suas irmãs e filhas, já falecidas.

publicidade

As pessoas que encontraram o local ficaram tocadas com a situação e decidiram ajudar as mulheres, começando por levar alimentos e buscando estabelecer um contato com as duas.

Uma das pessoas que ajudaram foi Henrique, ele conta sobre a simplicidade da família: “Elas são muito simples, conversam pouco, não sabem nem o valor das notas de dinheiro. Um pacote de bolacha que tinha lá elas queriam dividir com a gente, fizeram café e fizeram questão da gente tomar”.

Henrique conta que perguntou se havia banheiro no local, com a negativa, decidiram ajudar fazendo uma reforma. “Nós abraçamos elas e falamos que a partir daquele momento elas eram nossas amigas”, conta.

publicidade

Uma vaquinha online foi aberta recentemente para que pudessem fazer a reforma, e você pode ajudar clicando aqui!

As Iracemas

A história da família já virou filme há um tempo atrás. Em 2009, a produção chamada “As Iracemas” contou a história da ‘casa das doninhas’, como a área ficou conhecida.

Na verdade, Dona Edite tinha três filhas e não uma. Duas delas tinham deficiência neurológica, mas sem o diagnóstico. Infelizmente, nos últimos anos as filhas da senhora vieram a falecer, sobrando somente Naira.

Nós estamos com um sentimento de gratidão porque não tem ninguém por elas, vivem abandonadas e nós estamos fazendo isso porque elas fazem parte da história de Minas Gerais”, conta Henrique.

publicidade

A meta do programa é conseguir reformar a casa das doninhas até o Natal, e eles pedem a ajuda de todos. Mesmo que não seja com dinheiro, é possível ajudar doando alimentos e material de construção.

Segundo Henrique, depois de tudo concluído, eles colocarão um mural com a foto de todas as pessoas que ajudaram dentro da casa.

A história de Dona Edite e sua filha é repleta de força, as duas são batalhadoras que viveram a vida inteira sem nenhum tipo de conforto, apenas na simplicidade. Elas passaram por muitos momentos difíceis ao longo da vida e mesmo assim não deixam de sorrir.

Casos como esse são mais comuns do que se imagina, principalmente em regiões afastadas da sociedade. São milhares e milhares de pessoas que vivem isoladas e mesmo assim continuam sendo pessoas humildes e solidárias.

Todas as informações sobre o projeto ‘Casa das Doninhas’ e as formas de ajudar estão disponíveis no Instagram do grupo.

View this post on Instagram

Boa noite, galera do bem!😊 Só para explicar melhor ,nosso projeto é simplesmente ajudar essa família, ficamos muito tocados com a história e humildade delas, não tem nenhum tipo de maldade ,não conhecem dinheiro e vivem isoladas sem nenhum conforto e segurança . ⚠️Não temos nenhum tipo de vínculo político, e nem queremos ter … Somos um grupo de amigos que começou esse projeto e que só vai aumentando a graças a ajuda de vocês . Como é bom saber que no mundo, mesmo em meio a o caos ainda tem pessoas boas ,que se colocam no lugar do próximo com empatia. 🙌💙 Irmãs Iracemas. ✔Lembrando que aqui é página OFICIAL! . . . Conheça, entenda e colabore! . . . . . . @lucianohuck #irmairacemas #juntossomosmaisfortes #amoraoproximo #Serradagandarela #rioacima #razoesparaacreditar #lardocelar

A post shared by Lar doce lar (@lardasdoninhas) on

Fonte: Razões Para Acreditar