Mulher reencontra irmão desaparecido há quase 30 anos

O início de uma vida nova!

Mulher reencontra irmão desaparecido há quase 30 anos
Mulher reencontra irmão desaparecido há quase 30 anos

A agricultora Antônia Marques da Silva, que é de Lajedo, no Agreste de Pernambuco, chegou a ser a primeira pessoa a encontrar um parente vivo com a ajuda da coleta de DNA de parentes.

Durante cerca de 30 anos, Antônia nunca perdeu a esperança de um dia poder reencontrar o seu irmão, o Cicero Marques da Silva, que tinha em seu coração que um dia poderia revê-lo mais uma vez.

Para ela, o que sempre sentia era que ele, embora não soubesse onde pudesse estar vivendo, não apagava a chama que tinha em querer ele de volta na sua vida: “Tinha esperança, tinha fé de que ele estava vivo”.

Em uma iniciativa feita pela Polícia Científica de Pernambuco coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, o cruzamento do DNA de parentes desaparecidos sem deixar rastros pode ser feito de diversas formas.

Vivendo bem longe da sua cidade natal, o Cicero chegou a ser encontrado pela polícia após um cruzamento de DNA. Ele estava vivendo em situação de rua na cidade de Arcoverde, que fica no sertão do mesmo estado.

Mulher reencontra irmão desaparecido há quase 30 anos
Mulher reencontra irmão desaparecido há quase 30 anos

Morando nas ruas da cidade e sendo conhecido como Francisco, o homem que já estava por lá há anos não tinha nenhum documento consigo e não conseguia nem explicar como aquela situação toda se encontrou dessa forma.

Um amigo que lhe ajudou

O policial militar aposentado Carlos Lopes, de 58 anos, chegou a criar um laço de amizade com o Cicero e até o levou para Lajedo, onde chegando lá, algumas lembranças vieram à tona:

“Quando a gente veio caminhando com ele, ele falou o nome da praça, Praça Finado Simples, que até então era outro nome. Foi quando a gente realmente não tinha nenhuma dúvida de que ele era de Lajedo”, disse o amigo.

Espalhando a notícia pela cidade, as dúvidas que sua irmã tinha só foram sanadas quando ele voltou para Arcoverde com o amigo Carlos e fez o teste com a polícia.

Mulher reencontra irmão desaparecido há quase 30 anos

Com o recolhimento da saliva de cada um em suas respectivas cidades, a grande notícia chegou a trazer muitas emoções para a família quando o teste deu positivo para os irmãos.

As buscas pelo amado irmão finalmente se encerraram com um grande alívio para Antônia. Desde então, as coisas mudaram e o “Francisco”, nome atual de Cicero, chegou a voltar para a cidade em que tinha vivido e passou a morar com a sua irmã.

Fonte: G1