10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência

A paciência é uma virtude que pode ser conquistada.

publicidade

Paciência é considerada uma das maiores virtudes que o ser humano pode conquistar.

Sim, dá para conquistá-la, e evitar hábitos nocivos que sugam a sua resiliência é um dos caminhos para alcançá-la.

No entanto, mesmo as pessoas consideradas mais pacientes, vez ou outra se descontrolam.

publicidade

Por isso, é preciso ter alguns “truques na manga” para quando a coisa aperta.

Por exemplo, depois de trabalhar a semana inteira, fazer faxina no domingão e dar banho no cachorro, perceber aquele cheirinho “suspeito” vindo de dentro da casa limpa e ainda flagrar o pilantrinha com a cara cheia de graxa.

Você pode estar pensando agora “se isso já testa sua paciência, imagine eu que tenho três filhos”.

Pois é!

publicidade

A verdade é que a nossa capacidade de sermos pacientes muitas vezes é influenciada pelo contexto no qual nos encontramos.

É relativamente fácil manter a paciência quando não temos nenhuma responsabilidade.

Por outro lado, quanto mais papéis desempenhamos no nosso dia-a-dia, maior é o desafio.

Consequentemente, maior também é a importância de se manter a paciência nos momentos mais difíceis do nosso cotidiano.

O autocontrole emocional, a tolerância, a empatia e o silêncio são aliados fundamentais nessa busca.

publicidade

E para que a perseverança por um estado de espírito leve, sereno e tranquilo não te pareça um “bicho de sete cabeças”, selecionamos 10 conselhos para você nunca perder a paciência.

Bora lá?

1. Respirar

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (12)

O primeiro passo para não se descabelar em gritos, palavrões, injúrias e desentendimentos é respirar.

Parece bobagem, mas a grande maioria da população não sabe respirar de forma consciente.

Isso porque, por ser um ato indispensável para qualquer ser vivo, ele acaba funcionando de forma automática.

O resultado é que não só respiramos de forma inadequada, deixando de filtrar o ar ao respirar pela boca, como também deixamos de aproveitar boa parte da nossa capacidade pulmonar, fazendo respirações curtas, rápidas e ofegantes.

Num momento em que a paciência parece sair correndo pela porta dos fundos, enquanto os problemas entram todos de uma vez pela porta da frente, conseguir respirar profundamente pode ser uma atitude decisiva para você.

Faça o experimento na próxima oportunidade:

  1. Identifique seu estado de impaciência começando a emergir;
  2. Feche os olhos;
  3. Inspire profundamente pelo nariz, se possível contando até 4;
  4. Exale devagar (se conseguiu fazer a contagem na inspiração, repita-a na exalação);
  5. Repita de quatro a nove vezes e observe-se.

Se a vontade de “matar um” ainda estiver presente, continue lendo os outros passos:

2. Todo mundo quer ser feliz

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (11)

Há quem faça trabalho voluntário e se sinta muito bem com isso.

Há quem fure a fila do banco por se achar no direito de fazê-lo e acredite estar agindo em prol da sua própria felicidade.

De forma consciente ou inconsciente, todos nós agimos com um propósito em comum: o de ser feliz.

Eu sei que é muito difícil entender como certas pessoas podem usar, por exemplo, discursos de ódio para fomentar a violência ou simplesmente roubar cofres públicos enquanto milhares de pessoas morrem de fome, de doenças e de falta de Educação.

Confesso que sinto meu estômago embrulhar quando me deparo com certas situações e não defendo a omissão como recurso.

Mas, antes de perder a sagrada paciência, lembrar-se que no fundo mais profundo daquele ser existe alguém em busca de felicidade tanto quanto nós é algo que ajuda muito.

Isso nada mais é, na realidade, do que um exercício de empatia.

Entendo que ninguém queira – voluntariamente – ter empatia por políticos intolerantes, por exemplo.

Mas, pense: será que responder com o mesmo grau de intolerância é a melhor solução?

3. As coisas mudam num piscar de olhos

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (10)

Lembra quando escrevemos, aqui no Awebic, sobre as 20 atitudes simples que trazem mais paz para o seu dia a dia?

Estar em paz definitivamente ajuda a manter sua paciência, mas a atitude #9 (aceitar a impermanência) dialoga exatamente com a compreensão de que as coisas mudam o tempo todo.

Quando somos capazes de racionalizar esse fato, a paciência brota com mais suavidade, já que não faz mais sentido irritar-se com algo que logo não vai existir mais.

Nem sempre eu me lembro dessa verdade. Por isso, tenho uma música que me ajuda a recordar disso e, consequentemente, manter a paciência:

“Pra que se preocupar por tão pouco? Pra que chorar, se amanhã tudo muda de novo?”

4. Você não conhece a história do outro

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (9)

É fácil julgar um “mau” comportamento quando não se sabe as razões que levaram alguém a praticá-lo.

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (1)

Estando consciente disso, fica um bocadinho mais fácil manter a paciência, né não?

5. Tudo é uma questão de contexto

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (8)

Da mesma forma como não nos “compete julgar a realidade que não conhecemos”, também é preciso compreender o contexto antes de reagir sobre uma situação isolada.

Isso não significa que você tenha de engolir todos os sapos que coaxarem na sua cara.

Entretanto, quando conseguimos avaliar o contexto – e só fazemos isso depois de respirar beeeem profundamente – é possível esperar um momento de mais calma para tomar decisões em relação a ele.

Ter paciência não significa aceitar tudo, mas sim saber se expressar com delicadeza em relação àquilo que não aceita (ou não entende).

E, convenhamos: muitas vezes é preciso muito mais do que nove respirações profundas para nos expressarmos com delicadeza, concorda?

6. Sua impaciência não agiliza as coisas

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (7)

O prazo é apertado e apareceram duas emergências que não cabiam na sua agenda.

Você está atrasada(o) para o trabalho, resolve tomar café na padaria e demoram mais que o normal para te entregarem o pedido.

Faltam 15 minutos para começar a reunião e o motor do seu carro fundiu.

Quem nunca viveu uma situação parecida com essa, não sabe o que é ter sua paciência testada em nível hard!

Mas sabe o que é mais curioso de tudo isso?

É que perder a paciência não só não agiliza as coisas, como também pode atrasá-las ainda mais.

Lembre-se disso antes de estourar!

7. Ser impaciente não resolve problemas

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (6)

Nem todo problema está relacionado a atrasos.

Pode ser que você precise ter uma conversa séria com seus pais, ou então demitir um amigo.

Estar impaciente nesses momentos só traz ansiedade para seu coração, fazendo-nos ter taquicardia, voz trêmula e insegurança na resolução dos problemas.

Portanto, respire. Apenas respire, e só depois decida o que fazer.

8. Perder a paciência acaba com a sua saúde

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (5)

Como dito no parágrafo anterior, o estado de impaciência desencadeia uma série de reações maléficas ao nosso organismo.

Tremedeira, batimentos cardíacos acelerados, respiração ofegante, confusão mental e até náuseas podem ser sentidas nesse estado.

Por isso, se não for pelo outro, que seja por você: respire fundo, conte até 10, responda com delicadeza sempre que possível e, quando não for possível, perdoe-se pelo destempero.

Somos seres humanos falhos, sim, mas quando estamos conscientes do que nos faz mal fica mais fácil nos tornarmos melhores para nós mesmos e, consequentemente, para todo mundo.

9. Você pode destruir relacionamentos

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (4)

Um conselho preciosíssimo que minha sogra me deu quando meu namorado e eu decidimos ir morar juntos foi: “cuidem das palavras”.

Cultivar bons relacionamentos – não só amorosos – é uma arte complexa que exige maturidade, flexibilidade, respeito e, sobretudo, paciência.

Por isso, antes de perdê-la, tente se lembrar de que o relacionamento com quem é alvo da sua impaciência torna-se fragilizado toda vez que você explode.

Às vezes, é preciso botar pra fora algumas angústias, sim.

Mas será que ofender o outro é o meio mais inteligente para se “aliviar”?

10. O erro que você julga poderia ter sido cometido por você

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (3)

Essa pode ser o lembrete mais doloroso para se fazer todos os dias, mas também é um dos mais importantes.

Ao compreender o contexto, aceitar que não conhece a história do outro e perceber que as pessoas só querem ser felizes, fica mais fácil enxergar que o erro do outro poderia ter sido seu.

Esse também é um valioso exercício de empatia que nos auxilia diante das situações mais complicadas.

Se puder se lembrar disso, certamente sua paciência aguentará a vontade de sair escapulida rua afora.

Bônus: Se nada der certo, escolha o silêncio.

10 coisas para se lembrar antes de perder a paciência (2)

Silenciar o coração quando as farpas da raiva estão ardendo no seu peito exige muita maturidade.

O ego quer gritar, explodir, desabafar suas dores. Mas quando podemos escolher o silêncio, a situação pode ser resolvida num momento em que a paciência se reinstalar no ambiente.

Não significa jogar suas pendências para baixo do tapete e fazer de conta que não há problemas a serem resolvidos – não!

Mas o silêncio nos dá a oportunidade de ouvirmos nossos pensamentos, respirarmos profundamente, refletirmos com responsabilidade e, então, escolhermos as palavras certas para expressar nossa insatisfação.

Será que essas dicas podem te ajudar a restaurar sua paciência nos momentos mais difíceis da vida? Comente!

Compartilhe este conteúdo com seus amigos!

Cadastre-se na nossa newsletter e receba mais textos como este! 🙂

Fotos: pexels.com.