Os perigos escondidos em 10 remédios que todo mundo toma

Automedicação tem sérios riscos. Você conhece?

publicidade

A automedicação é uma prática bastante comum no Brasil.

A facilidade de acesso aos medicamentos, a farta propaganda dos laboratórios e uma saúde pública que não funciona são alguns dos fatores que levam o brasileiro a sempre ter uma “farmacinha” em casa ou na bolsa.

No entanto, alguns dos remédios mais usados e conhecidos escondem riscos sérios se forem usados de maneira abusiva.

publicidade

Não significa que aquele remédio para dor de cabeça ou azia nunca deva ser utilizado.

Quer dizer que, se usado de maneira constante, sem conhecer os efeitos combinados com outro medicamento que você já utilize ou não procure um médico mesmo se os sintomas não passarem, a automedicação pode, sim, ser perigosa.

flu-1006045_640

A autora Marcia Kedouk em seu livro “Tarja Preta – Os segredos que os médicos não contam sobre os remédios que você toma”, conta em um dos capítulos quais são os perigos reais de usar medicamentos comuns sem orientação médica.

publicidade

Assim, veja quais são os efeitos indesejados de dez medicamentos mais comuns na sua casa e fique atento.

thermometer-833085_640

1 – Tylenol

Princípio ativo: Paracetamol

Para que serve: Dor e febre

Efeitos indesejados: Quando o fígado processa o paracetamol, ele se transforma em NAPQI, que é uma substância muito tóxica. Ela é eliminada rapidamente pelo organismo. O perigo está no excesso: em adultos,  4 gramas por dia ou 1 grama de só vez podem sobrecarregar o fígado.

publicidade

O resultado são lesões irreversíveis e até mesmo fazer o fígado parar de funcionar. E nem precisa tomar a dose excessiva sabendo o que está tomando: o risco é grande porque a pessoa pode estar tomando Paracetamol a mais sem saber, já que ele faz parte de vários outros medicamentos, como você pode ver nesta lista.

Misturar paracetamol com anti-inflamatórios também pode ser perigoso para a saúde.

2 – Neosaldina

Princípio ativo: Dipirona, mucato de isometepteno e cafeína

Para que serve: Dor e febre

Efeitos indesejados: Consumir dipirona em excesso pode diminuir a quantidade de glóbulos vermelhos e brancos, assim como as plaquetas do sangue. Dipirona pode também causar um quadro alérgico grave, conhecido como choque anafilático. E o que é pior: mesmo em pessoas que sempre usaram o medicamento sem problemas. É por isso que alguns países, como Estados Unidos e Austrália, por exemplo, proibiram a venda da dipirona.

Além disso, tomar remédios para dor sem parar pode diminuir a endorfina no organismo, que é uma espécie de analgésico natural.

pills-1569173_640

3 – Dorflex

Princípio ativo: Dipirona, citrato de ofernadrina e cafeína

Para que serve: Dores musculares

Efeitos indesejados: Além da dipirona, cujos efeitos indesejados acabamos de ler, também existe a orfenadrina, que se tomada em excesso pode até mesmo levar à morte. Outros efeitos são: boca seca, alterações nos batimentos do coração, tremor, agitação, delírio e coma.

4 – Aspirina

Princípio ativo: Ácido acetilsalicílico

Para que serve: Dor e  febre moderada

Efeitos indesejados: O uso em excesso de aspirina pode levar ao causar choque cardiovascular e insuficiência respiratória. Se a pessoa for diabética, Aspirina demais pode levar à hipoglicemia, porque portadores de diabete já usam outros remédios para controlar a doença.

Usar em combinação com álcool ou outro anti-inflamatório, nem pensar: a Aspirina pode causar úlcera e sangramentos fortes no estômago e intestino.

health-846863_640

5 – Salonpas

Princípio ativo: Salicilato de metila e levomentol

Para que serve: Dores musculares

Efeitos indesejados: Quando aplicado diretamente na pele, os riscos de intoxicação são menores, porque a quantidade de remédio absorvida pelo corpo é menor. O problema do Salonpas está na combinação com outros medicamentos, como anticoagulantes, remédios para diabetes, ou alergia ao princípio ativo da Aspirina, ou histórico de sangramento no estômago ou intestino e ainda doenças nos rins e fígado.

6 – Eno

Princípio ativo: Bicarbonato de sódio, carbonato de sódio e ácido cítrico

Para que serve: Azia (Queimação no estômago)

Efeitos indesejados: Pouca gente sabe, mas sal de frutas Eno tem uma grande quantidade de sodio: dois envelopes de Eno contêm 1,7 grama de sódio. É praticamente a recomendação diária máxima de consumo, 2 gramas. Se a pessoa tiver problemas no coração ou pressão alta, tomar muito sal de frutas pode ser um verdadeiro perigo.

Por outro lado, usar antiácidos demais acaba prejudicando a produção natural de suco gástrico e diminuindo a absorção dos alimentos.

medicine-1309148_640

7 – Omeprazol

Princípio ativo: Omeprazol

Para que serve: Dores no estômago principalmente as provocadas por lesões das mucosas

Efeitos indesejados: O Omeprazol atua diminuindo a produção de suco gástrico. Usá-lo por muito tempo pode causar o efeito contrário, ou seja, um excesso de produção da gastrina. O uso prolongado também pode afetar o níveis de magnésio no organismo, o que pode levar a problemas cardíacos.

8 – Neosoro

Princípio ativo: Cloridrato de nafazolina

Para que serve: Desentupir o nariz

Efeitos indesejados: Essa substância tem vários efeitos perigosos: induz a tolerância, causa efeito-rebote e até dependência psicológica. Quando se usa demais, o corpo “acostuma” com o medicamento, e acabam sendo necessárias doses maiores para ter o mesmo efeito.

Usar demais a nafazolina inda pode causar uma rinite provocada por medicamentos, alterar a pressão sanguínea e causar problemas no coração.

drugs-1476749_640

9 – Torsilax

Princípio ativo: Diclofenaco sódico, carisoprodol, paracetamol e cafeína

Para que serve: Dores musculares

Efeitos indesejados: Diclofenaco é um anti-inflamatório, e esse tpo de medicamento pode afetar a muscosa do estômago, causando uma série de problemas: náusea, vômito, diarreia, cólicas abdominais, sangramento gastrointestinais e úlceras.

10 – Amoxil

Princípio ativo: Amoxilina (antibiótico)

Para que serve: Infecções (combate de bactérias)

Efeitos indesejados: O que acontece quando se usa muito antibiótico? As bactérias passam a resistir, aumentando  proliferação das superbactérias – aquelas que não reagem ao tratamento com antibióticos comuns.

Fontes: exame.abril.com.br, gazetadopovo.com.br.

Compartilhe com seus amigos!