Policiais surpreendem menina que pediu guaraná e chinelo em carta de Natal

Gestos que aquecem o coração!

Policiais surpreendem menina que pediu guaraná e chinelo em carta de Natal
Policiais surpreendem menina que pediu guaraná e chinelo em carta de Natal

Um coronel da Polícia Militar de Minas Gerais verificava suas correspondências quando se deparou com uma carta ao Papai Noel. Com estranheza ele abriu o pacote e viu escrito um tocante pedido. 

Uma menina de 12 anos assinava a carta e pedia de Natal um par de sandálias e um guaraná. O pedido simples emocionou o oficial que compartilhou a carta com outros componentes da corporação para atender o desejo da menina. 

A jovem não imaginava que a casa onde tinha deixado a correspondência pertencia a um policial. Segundo ela, foi colocada aleatoriamente.

Te interessa?

A carta foi escrita a mão e dobrada em formato de envelope. O militar contou que a menina narra que o pedido estava sendo feito porque sua mãe está desempregada por isso pedia uma ajuda de natal. 

Ele não exitou em ajudar e foi além do pedido dela, providenciou algumas cestas básicas e material escolar para que o retorno da menina à escola fosse garantido no início do próximo ano letivo.

Imagem: Polícia Militar de Minas Gerais

“Vimos que era uma família humilde e que a mãe realmente está desempregada. Então, além do chinelo e do guaraná, nós ajudamos com algumas cestas básicas e materiais escolares, para que ela possa voltar às aulas em 2022 e ter um incentivo para os estudos.”, disse o coronel Lucas Pinheiro.

O policial que comanda a 17ª Região da Polícia Militar de Minas Gerais, sediada em Pouso Alegre/MG, levou consigo parte da corporação que o ajudou a entregar as doações. A garota recebeu os policiais com um susto, mas quando entendeu do que se tratava, se encheu de alegria.

Ela não sabia que a casa que tinha deixado a carta era de um policial e não sabia se seu pedido seria atendido.”, ressaltou ele.

Imagem: Polícia Militar de Minas Gerais

Presente de natal

Enquanto a maioria das crianças pediria ao papai noel o brinquedo mais divertido, aquela menininha pediu algo que para muitos é tão simples, mas para ela é digno de um presente de natal.

A história dela nos desperta para a realidade dos natais de muitas crianças e suas famílias que passam o dia sem ter o mínimo na mesa. Além dos problemas históricos do Brasil, temos o avanço da pobreza como uma das consequências da pandemia do COVID-19.

Assim como esse policial, que se comoveu com a carta da menina, é necessário abrir nossos corações para os necessitados que nos rodeiam e ajudar de alguma forma a levar dignidade e alimentos para as suas mesas.

“Quem é pai sabe como é quando um filho precisa de alguma coisa e você não tem condições naquele momento. Eu tive que ajudar, porque a gente não pode deixar que as crianças parem de sonhar e de acreditar que podem realizar seus sonhos“, afirma o coronel comovido com a história da menina.

Veja mais ›
Fechar