Professor faz mais de 2 mil mesinhas para alunos carentes estudarem em casa

Esse é o exemplo de mestre que amamos ter!

Professor faz mais de 2 mil mesinhas para alunos carentes estudarem em casa
Professor faz mais de 2 mil mesinhas para alunos carentes estudarem em casa

Uma das coisas mais admiráveis é o profissional que faz um pouco mais que a sua obrigação para satisfazer as pessoas que são beneficiadas pelo seu serviço. Em um mundo onde as pessoas pensam mais e mais em dinheiro, preocupar-se apenas com o bem estar do outro é coisa de outro mundo.

Um homem americano do estado de Iowa, dividia sua vida entre duas profissões: professor e marceneiro; e nunca imaginou como um dia as duas pudessem se completar. Mas com a adoção das medidas restritivas do COVID-19, essa percepção mudou totalmente.

Isso porque os alunos tiveram que passar a assistir aulas remotamente e a primeira preocupação de Nate Evans, que também é pai, foi se aquelas crianças teriam estrutura para isso em suas casas. Foi quando seu eu marceneiro passou a apoiar seu eu professor.

Te interessa?

Nate Evans posa para foto com a mobília criada

Nate teve a brilhante ideia de dar suporte a essas crianças fazendo mesinhas de estudo para que elas pudessem estudar em casa com o mesmo conforto e comodidade que estudam na escola. 

Eu simplesmente senti no meu coração que era tipo, isso é o que eu preciso fazer. Isso é o que você vai fazer”, disse ele, que trabalha na Des Moines Christian School em Urbandale.

O trabalho de Evans começou por volta de novembro do ano passado, quando as crianças foram enviadas para as suas casas. O professor viu naquilo algo injusto, visto que a grande maioria delas não teria condições de adaptar subitamente os seus lares para os estudos.

Professor faz mais de 2 mil mesinhas para alunos carentes estudarem em casa

De um projeto simples a uma ação gigante!

O custo da mobília e equipamentos como computadores seria alto e o professor sabia disso. “Foi apenas uma daquelas coisas como se você vê uma necessidade, você tem que preenchê-la. E era algo que eu sabia que poderia fazer com a ajuda de meus amigos.“, relembra o professor. 

O trabalho que foi batizado de “Carpintaria com um Propósito” começou sendo financiado pelo próprio Nate e alguns amigos. Com cerca de 1500 reais, dinheiro que sobrou de alguns de seus projetos anteriores, ele foi a uma marcenaria.

Rapidamente essa madeira se transformou em 13 mesas. Ele notou que o design precisava ser melhorado e assim o fez. Pouco tempo depois ele já tinha uma equipe de 20 voluntários produzindo centenas de mesas com diversos financiadores locais.

Dois meses depois, o projeto cresceu tanto que foi notado por uma instituição cujo objetivo é dar status de ONG a projetos de caridade, facilitando assim o levante de fundos. Com isso, Nate passou a receber doações maiores vindas de grandes empresas.

Professor faz mais de 2 mil mesinhas para alunos carentes estudarem em casa

Diversas madeireiras passaram a doar madeiras e outras empresas passaram a enviar dinheiro. A produção do Carpintaria com um propósito chegou a capacidade produtiva de 250 mesas por dia e 2.100 mesas por mês.

Era muito maior do que poderíamos imaginar e começamos a receber cada vez mais publicidade e pessoas tentando nos ajudar a fazer mais”, disse Evans. 

Em pouco tempo eles expandiram para ajudar outro grupo: as crianças adotadas. Vendo que aquelas crianças chegavam aos abrigos sem ter nada para chamar de seu, eles passaram a criar mobílias para elas e enviar para os seus abrigos. 

O lindo projeto que começou de maneira tímida sendo a união de duas habilidades de um homem, se transformou em um projeto gigante que ajuda milhares de crianças em todos os Estados Unidos e recebe representantes de outros países, como México e Canadá, que querem replicar o projeto.

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

Veja mais ›
Fechar