Rapaz cria caixões personalizados para crianças vítimas de tiroteio em escola no Texas

Consolo em meio à dor

publicidade

Recentemente, o mundo ficou chocado com mais um triste acontecimento envolvendo armas em uma escola – dessa vez, no Texas. Foram 19 crianças mortas depois que um homem abriu fogo. Comovido com a situação, Trey Ganem produziu caixões personalizados para as vítimas do tiroteio. Isto é, com cores, personagens e desenhos diferentes para cada um.

Ele é proprietário da SoulShine Industries, uma empresa especializada em caixões e urnas personalizadas e foi contatado para ver se poderia ajudar em algo. “Eles sabem que eu lido com muitas crianças e que eu posso garantir que as coisas fiquem bem feitas customizando e fazendo algo especial porque esse é não um funeral típico”, explicou ao Good Morning America

Imagem de um dos caixões personalizados criados por Trey Ganem (imagem: Good Morning America).
publicidade

Aos 50 anos, Trey trabalha há 11 anos nesse ramo. Para o caso específico desses caixões, ele se uniu com outras empresas para adquiri-los e trazê-los ao Texas. “Nós fomos falar com os familiares e os responsáveis pelo funeral nos ajudaram. Facilitou saber exatamente o que eles queriam e garantir que cada um fosse personalizado para uma pessoa específica”.

Te interessa?

Um dos caixões foi pintado de azul e personalizado com o símbolo do Superman, herói tão admirado e querido não só pelas crianças de hoje, mas também por gerações inteiras. Já outro foi personalizado com dinossauros, que também encantam os pequenos. Nas fotos, também é possível ver um com o logo do TikTok.

Contato com os familiares das vítimas

Trey chegou a conhecer e conversar com os familiares das crianças que perderam suas vidas. Foi uma forma de conhecer os seus interesses, saber do que gostavam, o que sonhavam. A partir disso, poderia produzir caixões que representassem a personalidade, os gostos e a essência de cada um.

Trey trabalhando em um dos caixões personalizados (imagem: Good Morning America)
publicidade

“Quando eles me falavam que os seus filhos amavam beisebol, softball ou TikTok, me fizeram lembrar coisas boas e divertidas que eles viviam enquanto estavam aqui e nós incorporamos isso aos caixões. Nós estamos trazendo luz a esse momento. Quando eles começaram a falar de um dinossauro segurando um feixe de luz, isso colocou um sorriso no nosso rosto. Nós choramos com ele, nos abraçamos. Fizemos uma bela criação [com os caixões] e a última cama que eles vão descansar”, disse Trey.

Um momento marcado por muita emoção. Afinal, enterrar seu próprio filho pequeno é algo que nenhum pai ou mãe gostaria de passar, até porque a ordem da natureza é justamente o contrário.

Clique aqui e aperte o botão " Seguir" para você ser o primeiro a receber as últimas informações sobre este assunto no seu celular!

Nossa solidariedade com as famílias e esperanças de que situações como essas não voltem a se repetir. O que todos querem ver é as crianças crescendo e sendo felizes ao lado da família e dos amigos.

O que você achou? Siga @awebic no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui

publicidade
Veja mais ›
Fechar