Se o seu relacionamento não produz essa FLEXIBILIDADE, fuja dele!

Veja como a resiliência pode transformar o seu relacionamento!

Se o seu relacionamento não produz essa FLEXIBILIDADE, fuja dele!
Se o seu relacionamento não produz essa FLEXIBILIDADE, fuja dele!

Você sabia que os relacionamentos entre casais saudáveis sempre promovem a resiliência? A resiliência é a capacidade de uma pessoa lidar com os problemas.

Para um namoro, noivado ou vida de casado, uma pessoa precisa ter a habilidade de adaptar-se às mudanças quando houver a necessidade. 

Assim, saber lidar com os obstáculos da vida ou resistir à pressões de situações adversas em um relacionamento.

Qual a importância da Resiliência em um relacionamento?

Isso é fato: todos os casais em um relacionamento normal experimentam conflitos. 

Além disso, um casal que não desenvolve a capacidade de reparar as diferenças, pode envolver em longas discussões, horas ou até dias em silêncio, ressentindo a mágoa e até mesmo levando ao fim do relacionamento.

Essa falta de resiliência pode causar mais danos ao relacionamento do que o próprio conflito. 

Por isso, saber lidar com as mudanças e circunstâncias da vida e do relacionamento é um dos segredos de uma vida conjugal saudável.

relacionamento-resiliente

Os casais residentes se sentem bem e satisfeitos com o relacionamento, eles confiam que podem enfrentar qualquer problema juntos e que um conflito pode levá-los a uma compreensão mais profunda um do outro.

Como saber se o meu relacionamento é resiliente?

Primeiramente, é preciso que você entenda que não há duas pessoas que combinem “perfeitamente” em todos os sentidos em um relacionamento.

Vai sempre existir algum ponto de incompatibilidade. Alguém sempre quer a casa um pouco mais arrumada e mais decorada do que o outro, o amor um pouco mais expressivo do que o outro, entendeu?

Talvez um dos parceiros goste de ler  livros com tanta frequência que o outro às vezes se sinta escancarado.

Claro que vão existir frustrações que estão bem abaixo de “boas o suficiente”, como o uso pesado de substâncias, agressões ou infidelidade, que não devem ser toleradas.

relacionamento-resiliente

Mas se o relacionamento é geralmente caracterizado por sintonia, confiança, compaixão, perdão, humildade e amor, na maioria dos dias, na das vezes, isso é saudável.

Como ter um relacionamento mais resiliente?

A vida tem um jeito de trazer dor e lágrimas até mesmo para as famílias mais preparadas emocionalmente.

A pandemia do novo coronavírus definitivamente acrescentou mais sofrimento às famílias em todo o mundo, seja:

  • Uma doença física;
  • Perda do emprego ou ameaça de perder;
  • Isolamento social;
  • Cuidar dos filhos enquanto trabalha em casa;
  • Perder viagens.

É nessas situações que nos perguntamos: quem tem sido resiliente diante de tantas dificuldades com essas durante a pandemia?

Os relacionamentos são a chave para a resiliência. Aquelas pessoas que vivem sozinhas em meio às dificuldades parecem ter mais dificuldades para lidar com tudo isso.

A parte do cérebro do ser humano que existe abaixo de nossa consciência parece estar constantemente explorando para ver se estamos cercados por pessoas seguras.

relacionamento-resiliente

Pessoas em relacionamentos seguros e de longo prazo parecem lidar melhor com as dificuldades de uma vida adulta. As pessoas resilientes também tendem a enxergar um propósito para sua luta.

Se você sentiu que o isolamento social e a quarentena eram parte de um esforço nacional para manter o nível de hospitalizações baixo, provavelmente você se saiu melhor.

Seja qual for a sua luta diária, o propósito ajuda as pessoas a perseverar em tempos difíceis. Veja o que você pode fazer para ter um relacionamento mais resiliente:

  • Assuma novos desafios;
  • Seja uma pessoa flexível;
  • Tenha um senso interno de controle;
  • Não enxergar os desafios como uma ameaça.

Como uma pessoa pode cultivar um relacionamento resiliente?

Ter um relacionamento saudável e resiliente não é complicado, mas também não uma coisa fácil. Pare por um momento e pense em uma característica mais chato ou difícil de lidar do seu cônjuge.

Se uma pessoa desse para você um milhão de dólares para tolerar essa característica, ser uma pessoa mais gentil e compreensiva diante dele por um mês, você faria isso?

relacionamento-resiliente

Pode apostar que conseguiria, não é mesmo?  Não é que você não saiba fazer a coisa certa em um relacionamento. A maioria de nós sabe ser bom para alguém.

Portanto, se o problema for de motivação, é importante explorar nossa falta de motivação em cultivar um relacionamento saudável e resiliente.

Às vezes, existe um senso de justiça que é um problema, como: “Eu faço tanto e não o vejo fazendo muita coisa”, ou “Nada do que faço parece agradá-la”.

Esses tipos de suposições definitivamente levam à devolução do relacionamento. 

Em vez disso, os parceiros podem se concentrar na saúde do relacionamento, como investir tempo, pensamento e energia neste relacionamento, sabendo que nunca saberá tudo o que o parceiro realmente faz pelo relacionamento. 

5 dicas para cultivar um relacionamento resiliente

Confira a seguir o que você pode fazer para desenvolver um relacionamento resiliente, ter uma vida em casal mais harmoniosa e sem medo de desafios.

relacionamento-resiliente

1 – Tenha autoconhecimento

Se o seu relacionamento está difícil e você não está mais vendo soluções para reparar os danos já feitos, a última coisa que você deve pensar é ignorar o problema.

É muito importante que você analise e tenha informações o suficiente para saber qual foi o motivo de ter levado você até esse problema.

Você precisa procurar ajuda, se informar, procurar conselho de pessoas que já passaram por isso, assim você terá um norte para resolver a situação.

2 – Tenha esperança e confie no processo

Todos nós conhecemos histórias de superação de algum casal que atravessaram situações dramáticas nas suas vidas. Eles simplesmente se mantiveram firmes e aguentaram tudo.

Em momentos como esses é muito importante não deixar a esperança de que dias melhores virão morrer. Acredite no processo de que os dois vão se adaptar às novas mudanças, acredite no potencial dos dois.

relacionamento-resiliente

3 – Tenha um “hobby” como válvula de escape

A pressão de um relacionamento, por muitas vezes não compreendido, é tanta que as pessoas se sentem esmagadas com informações de todos os lados.

Relacionamentos assim tendem a explodir, por isso é importante que tanto você como o seu cônjuge tenham atividades diárias, hobbys para passar o tempo.

Veja a seguir o que você pode fazer como o seu cônjuge para aliviar os estresse e ter mais resiliência entre os dois:

  • Praticar algum tipo de exercício físico;
  • Dormir as horas suficientes para um bom descanso;
  • Cuidar da saúde e da alimentação;
  • Reduzir as tarefas e compromissos do dia;
  • Praticar meditação, ioga ou caminhada ao ar livre.
  • relacionamento-resiliente

4 – Manter um relacionamento interpessoal forte

Uma ótima forma de fazer isso é ter amigos com quem possam partilhar as preocupações e obter reforço positivo, assim buscando, juntos, soluções para as diversidades.

Junto dos amigos o casal pode receber mais informações, aconselhamentos, opiniões e pontos de vista de como prosseguir com um bom convívio em casa.

5 – Descubra um sentido para vida

É responsabilidade de cada um encontrar o seu sentido nesta vida, como se ajustar e qual o papel a desempenhar.

Quer ter um relacionamento resiliente e fazer o seu cônjuge feliz? Tenha um plano de vida, tenha objetivos, sonhos a serem realizados, assim você viverá mais motivado todos os dias.

publicidade