Síndrome de Burnout?

Esse pode ser o monstro por trás dos seus problemas e você não sabe. Veja como tratá-lo!

Saiba como a Síndrome de Burnout pode estar devastando sua vida e aprenda a eliminá-la!

publicidade

A vida imposta pela sociedade atualmente não é das mais fáceis. É preciso lidar com o trabalho, casa, notícias, filhos e várias outras situações.

Entretanto, o trabalho acaba engolindo uma parte cada vez maior da nossa rotina, de modo que passa a ser praticamente impossível determinar onde ele acaba e onde ele começa. Isso acaba  sendo muito destrutivo para a vida de qualquer um, ocasionando em diversos problemas.

Um desses problemas é justamente o Burnout, que pode prejudicar muito a sua qualidade de vida como um todo. Hoje nós vamos falar um pouquinho sobre esse assunto e te mostrar como é possível lidar com essa situação, ok? Confira!

publicidade

O que é o Burnout?

Burnout, Síndrome de Burnout ou Síndrome do Esgotamento Profissional é um distúrbio emocional que causa exaustão, esgotamento e estresse, principalmente por conta de situações profissionais super desgastantes, que gera, pressão excessiva ou necessitam de muita responsabilidade.

burnout

Ou seja, o trabalho acaba sendo tão desgastante que a mente já não consegue aguentar mais a rotina que foi estabelecida. Isso acontece principalmente com:

  • Médicos;
  • Professores;
  • Policiais;
  • Empresários;
  • Jornalistas;
  • Programadores.

Entretanto, é preciso deixar claro que não há uma lista fechada de profissões que podem ser acometidas pela Síndrome de Burnout. Qualquer um está sujeito a isso.

publicidade

Tudo irá depender das condições que são enfrentadas no trabalho. Um auxiliar administrativo pode sofrer de Burnout assim como um advogado. No fim das contas, tudo estará ligado ao estresse existente dentro do local de trabalho.

Outro ponto muito importante dessa história é que se faz necessário manter uma boa análise a respeito disso. Afinal, em muitos casos a pessoa não está sofrendo com o Burnout e acha que sim, enquanto em outros casos a pessoa está sofrendo com essa síndrome e não é capaz de identificar por conta própria.

Se você estiver com a Síndrome de Burnout e não fizer nada, será uma questão de tempo para que a sua situação piore de uma maneira significativa. Talvez o quadro fique tão ruim que não seja mais possível intervir nele de forma tradicional.

Caso não tenha a condição e viva acreditando que a possui, você pode criar uma ilusão que te manterá estagnado na vida. Nada disso é adequado.

É importante ressaltar que essa síndrome acaba gerando vários problemas, pois:

publicidade
  • Tira da pessoa a vontade de trabalhar;
  • Faz com que ela perca ânimo para as tarefas do dia-a-dia;
  • Pode gerar depressão profunda.

Ou seja, o Burnout não é brincadeira e é preciso ter muita atenção para identificá-lo logo nos primeiros sintomas, ou caso contário pode ser difícil melhorar o quadro no futuro.

Lembre-se de que ser uma pessoa desanimada em relação ao seu trabalho, não querer levantar da sua cama todos os dias e se sentir triste não é algo normal. Isso precisa ser tratado!

burnout

Quais são os sintomas do Burnout?

O Burnout é uma condição que possui sintomas bem evidentes, o que acaba tornando fácil percebê-lo. O grande problema está no fato desses sintomas serem silenciosos.

Você não percebe que está com um grau excessivo de estresse até que já esteja explodindo. O mesmo acontece com a tristeza, cansaço e outros problemas.

A percepção de que algo está errado só acontece quando o quadro já está avançado. Isso reforça o que já dissemos anteriormente:

Para combater essa síndrome é preciso identificar os sintomas ainda no começo, para que tudo fique mais fácil. O Burnout se manifesta por intermédio de variados sintomas, como por exemplo:

  • Nervosismo;
  • Problemas psicológicos avançados;
  • Problemas físicos avançados;
  • Cansaço;
  • Dor de barriga;
  • Tontura;
  • Estresse;
  • Falta de vontade de sair da cama;
  • Falta de vontade de sair de casa;
  • Dor de cabeça;
  • Perda de apetite;
  • Dificuldades para dormir;
  • Dificuldade para se concentrar;
  • Sentimento de fracasso;
  • Negatividade;
  • Sentimento de derrota;
  • Sentimento de incompetência;
  • Alterações de humor;
  • Isolamento;
  • Fadiga;
  • Pressão alta;
  • Dores;
  • Problemas gastrointestinais;

Obviamente apenas um desses sintomas não configura um caso de Burnout, mas a junção de vários deles podem ser um grande indicativo de que uma pessoa está lidando com esse problema, seja em um grau mais ou menos avançado.

Então é necessário estar atento a cada um desses sintomas, principalmente quando a sua relação com o trabalho não está muito boa.

Dessa maneira é possível identificar de forma precoce o problema e resolver a situação antes que tudo piore. Até porque, com o passar do tempo os sintomas tendem a piorar de forma significativa.

burnout

Como tratar o Burnout?

O Burnout pode ser tratado com a Psicoterapia e também com medicamentos, embora para cada caso a abordagem possa ser diferente.

Em geral, o tratamento costuma demorar cerca de 3 meses para começar a fazer efeito, embora possa durar mais tempo, caso seja necessário.

O ideal é que as condições enfrentadas no trabalho mudem, assim como os hábitos e o próprio estilo de vida. Manter a sua rotina do mesmo modo que mantinha antes do problema surgir é apenas uma forma de manter a sua realidade da mesma maneira que sempre foi.

Comece a se exercitar, faça exercícios de alongamento, crie hobbies para evitar o estresse e caso seja necessário, mude de emprego, vá atrás de novos ares e comece a reconstruir sua vida profissional de uma forma mais light.

Caso sinta que mesmo com o tratamento os sintomas estão apenas aumentando, o mais recomendado é procurar um profissional especializado imediatamente, para que assim algo possa ser feito a respeito.

burnout

Caso o Burnout evolua para um quadro de depressão, pode ser inclusive necessário que haja uma internação.

Como prevenir a Síndrome de Burnout?

Prevenir a Síndrome de Burnout é mais importante do que combatê-la, afinal, evitar um problema sempre é a melhor escolha.

As melhores ações para conseguir prevenir a Síndrome são:

  • Diminuir o estresse no trabalho;
  • Definir sempre pequenos objetivos e dar um passo de cada vez;
  • Fazer atividades relaxantes, como passear, ir ao cinema, etc.
  • Se afastar de pessoas negativas;
  • Conversar com pessoas da sua confiança;
  • Fazer exercícios todos os dias;
  • Manter a clareza em relação aos seus objetivos de vida;
  • Não se automedicar;
  • Não consumir bebidas alcoólicas, tabado ou qualquer tipo de droga.

Cuidar da sua saúde é importantíssimo e você deve se esforçar ao máximo para prevenir esse problema!