Técnica de enfermagem faz sapatinhos com gaze para aquecer pacientes

Um verdadeiro exemplo de profissional!

Técnica de enfermagem faz sapatinhos com gaze para aquecer pacientes
Técnica de enfermagem faz sapatinhos com gaze para aquecer pacientes

Flávia Fernanda Fernandes, é uma técnica de enfermagem do Hospital da Mulher (HM) em Alagoas. Alémd e ser uma ótima profissional, ela possui um diferencial que encanta os pacientes.

Terminando o curso superior de enfermagem, essa grande mulher chegou a dar ser um grande exemplo de profissional para todos nós, por ter um coração cheio de amor.

Quando começou a trabalhar na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), descobriu que alguns dos pacientes que estavam ali por causa da Covid-19 sentiam um grande frio.

Desde então, se preocupou em trazer um conforto que para alguns até parece ser pequeno, mas que para os pacientes acabam sendo uma diferença enorme.

A técnica em enfermagem utiliza gaze e esparadrapo para conseguir fazer um tipo de sapatinho nos pacientes. De acordo com ela, além de acabar com um desconforto, o sapatinho ainda traz melhora para a circulação deles.

Técnica de enfermagem faz sapatinhos com gaze para aquecer pacientes
Técnica de enfermagem faz sapatinhos com gaze para aquecer pacientes

Pensa que para por aí? Em alguns deles, Flávia até chega a escrever algum tipo de mensagem que possa lhe dar força. E garante, isso faz uma diferença enorme.

Uma escolha que lhe faz ser diferente

Para ela, esses pequenos detalhes acabam ajudando na recuperação de muitos dos pacientes. Eles se sentem mais acolhidos e confiantes por sentir que tem uma pessoa que se reocupa com eles.

“Durante toda a minha jornada, carrego a humanização em tudo que faço, e o que parece simples para muitos, é na verdade, um diferencial na vida de cada paciente”, diz ela.

Técnica de enfermagem faz sapatinhos com gaze para aquecer pacientes

E quando se fala em pacientes que estão ali por causa da Covid então, esse gesto acolhedor faz a diferença que não é só visual, mas toca no corpo deles. Diz mais:

“O cuidado, o olhar, o toque humanizado proporciona conforto para os pacientes e familiares. Acredito que seja um cuidado terapêutico que ameniza a dor e o sofrimento e potencializa o tratamento”.

Ao ser questionada sobre as mensagens que chega a escrever nos sapatinhos que criam, é possível que o envolvimento que ela tem com os seus pacientes passa longe de ser só profissional. 

“A mensagem eu faço de acordo com cada paciente. Esse gesto é mais uma forma de o paciente sentir que não está só e também é um conforto para o familiar, que tem a certeza de que seu ente querido está sendo bem cuidado”, disse Flávia.

Com muita certeza, ela é uma grande inspiração de pessoa!

Fonte: Alagoas 24 Horas