Jovem encontra ótima solução para fazer com que as pessoas parassem de olhar para ela com espanto

Portadora de vitiligo se liberta do preconceito com uma atitude simples e emocionante.

publicidade

A nova-iorquina Tiffany Posteraro, de 24 anos, lutou contra o bullying durante toda a sua vida.

Portadora de vitiligo, a jovem passou a maior parte de seus anos de adolescência coberta com maquiagem pesada e roupas compridas, mesmo sob o sol escaldante do verão.

Isso tudo para evitar os olhares curiosos, espantados e, muitas vezes, maldosos das pessoas com as quais convivia.

publicidade

A doença

Tiffany Posteraro 1

O vitiligo é uma doença que tem como característica principal o aparecimento de áreas em que ocorre a degradação da melanina.

Isso quer dizer que manchas brancas aparecem em algumas regiões do corpo devido à ausência dos melanócitos (células responsáveis pela formação da melanina, o pigmento da pele).

A causa do vitiligo é desconhecida, porém ele é frequentemente associado às doenças autoimunes e aos fatores emocionais.

publicidade

É importante lembrar que o vitiligo não é contagioso e não prejudica a integridade física dos portadores da doença. Porém, é uma doença com grande impacto na qualidade de vida e na autoestima do paciente.

A primeira vez que Tiffany e seus pais notaram as manchas foi quando a garota tinha apenas sete anos de idade. As manchas estavam nos joelhos e a doença ainda era desconhecida para a família. Mas, aos onze anos, Tiffany estava com a mãe no mercado quando um homem a puxou de lado e disse que ela tinha vitiligo.

Tiffany Posteraro 2

Foi então que a garota buscou informações sobre a doença na internet e, para sua surpresa, descobriu que o vitiligo é muito mais comum do que ela imaginava e gostaria.

A palavra, uma vez dita, não tem volta

Conforme o vitiligo foi se desenvolvendo, manchas novas e maiores foram aparecendo por todo o seu corpo. As pessoas, então, começaram a encará-la e fazer comentários cruéis sobre sua condição: “Toda vez que as pessoas ficavam me olhando e faziam comentários horríveis, eu não sabia o que responder, porque não entendia minha condição.”

publicidade

Tiffany Posteraro 3

Tiffany relembra algumas das coisas que teve de ouvir: “As pessoas me perguntavam se eu tinha tomado sol embaixo de uma árvore, me chamavam de ‘vaca’, ‘dálmata’, ‘cara de fantasma’, ‘vítima de queimadura’. Alguns garotos da minha sala me disseram que não podiam sair comigo por causa disso. Foi horrível.”

A volta por cima

Tiffany Posteraro 4

Cansada de se esconder Tiffany resolveu dar um basta nas coisas horríveis que teve de ver e ouvir e não só parou de se cobrir e usar maquiagem, como assumiu sua condição com muito orgulho e de uma maneira muito ousada: fez uma tatuagem que diz O nome disso é vitiligo.

“Estava cansada dos olhares. Minha vontade era dizer: ‘vamos lá, pessoal! Me perguntem o que é isso!” A jovem afirma que quis compartilhar com as pessoas o que é vitiligo para que elas pudessem aprender sobre a doença ao invés de simplesmente criticar algo que desconhecem.

Tiffany Posteraro 5

A atitude da jovem parece que tirou o elefante branco do meio da sala e, agora, as pessoas se sentem mais confortáveis para perguntar a ela sobre a doença. Os dias de bullying ficaram para trás: “Agora as pessoas me dizem ‘adoro sua tatuagem’. Elas me perguntam sobre a condição e saem informados. Agora sabem que eu não sou vítima de um incêndio. Sabem que existe um nome para o que eu tenho. É libertador.”

Tiffany Posteraro 6

O vitiligo na passarela

Tiffany Posteraro 7

Winnie Harlow, uma canadense de 21 anos, é a primeira modelo com vitiligo no concorrido mundo das passarelas. Winnie foi a ganhadora de uma das edições do reality America’s Next Top Model, apresentado por Tyra Banks.

Tyra viu Winnie pela primeira vez no Instagram e entrou em contato com a modelo para que participasse do programa. Winnie foi eliminada no quarto episódio, porém, devido a uma mudança nas regras, a modelo retornou no nono episódio e acabou ganhando a edição.

A história de Winnie e o encontro com uma mulher que também é portadora de vitiligo foram as inspirações de Tiffany para que ela tivesse orgulho de sua pele: “Acredito que hoje sou uma pessoa melhor e com mais empatia por ter vitiligo. Não olho para os defeitos de uma pessoa. Os defeitos de um significam beleza para outro. ”

Tiffany Posteraro 8

Confissões da Camuflagem

Tiffany Posteraro 9

A marca de maquiagem Dermablend Pro, que produz maquiagem de alta cobertura para aqueles que precisam, lançou uma campanha inspiradora e emocionante chamada Camo Confessions (“Confissões da Camuflagem”, em tradução livre), que encoraja as pessoas a aceitarem suas imperfeições.

Com a chamada Todos temos algo a esconder. Vamos MOSTRAR. Juntos., a campanha traz vídeos de Cheri, que assim como Tiffany, sofreu bullying por causa do vitiligo; Cassandra, uma maquiadora e modelo que sofre com acne severa, e Rico, um garoto cujo corpo é coberto por tatuagens e que ganhou o apelido de “Zombie Boy” (Garoto Zumbi), retirando a maquiagem que os “escondeu” por tanto tempo.

Cada confissão traz detalhes de como aquela pessoa foi marginalizada por causa de sua aparência e como a maquiagem as ajudou a deixarem de ser o centro das atenções por causa de suas imperfeições.

Porém, ao reconhecerem que suas aparências não tem nada a ver com que elas realmente são por dentro, Cassandra, Cheri e Rico removem suas maquiagens em um gesto de empoderamento.

Clique no play para assistir a esses vídeos emocionantes:

https://youtu.be/W5YIrf84C24

Fonte: buzzfeed.com.