SEJA TRANSFORMADO: 20 valores que só as crianças podem te ensinar
SEJA TRANSFORMADO: 20 valores que só as crianças podem te ensinar

SEJA TRANSFORMADO: 20 valores que só as crianças podem te ensinar

Veja o que as crianças podem nos ensinar para termos uma vida mais simples e feliz!

publicidade

No dia 12 de Outubro nós comemoramos o Dia das Crianças. Provavelmente você, como todo mundo, já não ganha mais presentes nesta data. Pelo contrário, nós que damos os presentes.

Como já passamos dessa fase, hoje somos velhos preocupados em pagar as contas. Porém, nós ainda podemos aprender algumas coisas vendo as atitudes das crianças. Aquelas atitudes que um dia tivemos, mas que hoje estão escondidas em um quarto escuro e empoeirado, junto com nossos brinquedos.

Por isso, talvez seja a hora de tirarmos algumas coisas de lá, começando por aprender valores que só as crianças podem nos ensinar. Confira a seguir!

publicidade

Valores que as crianças podem ensinar para os adultos

Veja a seguir valores que as crianças podem nos ensinar através do seu modo de viver e encarar os problemas e dificuldades dos seus primeiros anos de vida. Aproveite!

1 – Facilidade de imaginar

A mente das crianças é como um imenso livro com várias folhas em branco onde podemos escrever qualquer coisa, seja ela positiva e negativa.

Isso quer dizer que, para as crianças, comportamentos patológicos ou sadios são apenas instruções, orientações com potencial cognitivo que elas assimilam e imitam sem restrições.

valores-crianças

publicidade

2 – Não cair na rotina 

Para as crianças cada dia é diferente do outro. Para elas o dia anterior foi o dia anterior que não faz mais parte do seu agora, e isso inclui os problemas daquele dia.

O dia é tudo o que importa para as crianças, e segundo o seu ponto de vista é só o que existe no momento.

Sem cair na rotina, as crianças iniciam o dia, mas sem jamais se esquecer dos erros ou tentativas de acerto já experimentados.

3 – Enfrentar novos desafios como se fossem a primeira vez

Do dia anterior a única coisa que a criança traz é o que aprendeu, e mesmo assim, não sabe disso. Isso quer dizer que a criança não sabem que já aprendeu antes como enfrentar uma nova situação, do novo dia que surge à sua frente.

A criança apenas enfrenta a nova situação, como se realmente fosse a primeira vez, e concentrando nela toda a sua energia, atenção e as experiências acumuladas. 

publicidade

4 – Aprender com os erros

Os erros cometidos do dia anterior, as crianças não lembram mais. No entanto, agora que elas já sabem o que é errado, embora não lembram onde e como aprenderam isso.

Além disso, caso elas venham a se lembrar, não darão importância ao fato ocorrido. O essencial disso é que elas já sabem como não devem fazer uma coisa que já fizeram de errado antes, e a mesma regra vale para os acertos.

valores-crianças

5 – Foco na resolução de problemas

No processo da descoberta de como solucionar um problema, toda a atenção da criança tem apenas um foco, que é solucionar o problema.

Porém, o modo da criança enxergar um problema é diferente dos adultos. Para a criança, aquilo não representa um problema vital, mas apenas uma brincadeira com aspectos de desafios que exige sua melhor abordagem. 

6 – Não se apegar aos problemas

As crianças não se apegam aos problemas, ao invés disso, elas examinam a questão, caso não encontrem uma solução de imediato, vão fazer outras coisas.

Está aí o grande segredo das crianças: voltar depois ao problema, mas examinando-o de uma forma nova, sem esquecer de tudo o que já aprendeu com ele antes.

Com isso, surge dentro da inocência da criança a solução que julga mais adequada, eventualmente, inclui também o descarte total do problema. Não porque desistiu dele, mas porque não considera mais aquilo como um problema.

7 – Transformar problemas em referência para o futuro

As crianças encaram as dificuldades da vida não como problema, mas sim como referência de aprendizado para o futuro.

Com isso, aquilo que deixou de ser um problema passa a servir de gabarito para quando encontrar outras situações que poderiam resultar em desdobramentos iguais.

valores-crianças

8 – Ter soluções simples

Na busca por solucionar os problemas, como a criança não tem conhecimento sofisticado e consequentemente a capacidade ou condicionamento para complicar a situação, as soluções das crianças são as mais simples e diretas possíveis. 

9 – Transformar problemas em força motivacional

Uma um problema ou dificuldade para uma criança, na maioria das vezes, não é de fato um obstáculo, mas sim uma necessidade básica, como uma força motivacional e combustível para seu processo de desenvolvimento como pessoa.

10 – Acreditar no potencial

Os ambientes que não oferecem desafios e problemas, para as crianças não têm a menor graça.

Os problemas e desafios para uma criança não difere de diversão, pois isso são oportunidades sem igual para aprender coisas novas.

Além disso, muitas vezes, mesmo depois de solucionar um problema, a criança retorna à mesma questão apenas para solucioná-lo de outra maneira.

11 – Nunca desistir na primeira tentativa

No processo da busca por uma solução, a criança pode desistir várias vezes, mas tentará milhares de outras vezes, embora jamais ela esqueça de verdade o que de fato significa o problema.

Por isso, é bom lembrar que mesmo após “desistir” do problema, ainda assim a criança irá usá-lo como medida para outros problemas.

valores-crianças

12 – Viver o agora

Um novo dia, para a criança, é de fato um novo dia. Esse novo dia não faz parte do dia que passou. Por isso é muito comum você presenciar crianças brincando com brinquedos velhos como se tivessem acabado de ganhá-los.

13 – Ser autêntico

Um professor de verdade não espera que a criança o imite, mas, ao invés disso, tudo fará para que a criança descubra, sem nenhum tipo de indução, suas próprias inclinações e preferências.

14 – Ser otimista

Uma criança quando fica doente, não sabe que ficar doente é uma coisa ruim. Apesar de sentir os efeitos físicos da doença, ela planeja o futuro como se não existissem obstáculos algum à sua frente.

15 – Não guarda os momentos ruins para sempre

Uma criança tem a capacidade de guardar para sempre os bons momentos e usar como experiência pelo resto da vida.

A criança também tem a capacidade de guardar para sempre os maus momentos e usar como experiência para o resto da vida.

valores-crianças

16 – Não ter preocupação pelo que ainda não viveu

A criança não conta os dias que já viveu ou ainda vai viver, uma vez que nada disso parece ter muita importância. A vida de uma criança é um eterno palco de aprendizado.

17 – Apreciar cada minuto do dia

O dia, para a criança, não tem o limite que os adultos costumam observar, afinal de contas, para ela o tempo cronológico não existe.

Todo o tempo do mundo se resume ao presente dia, apenas o tempo psicológico faz parte de sua vida. 

18 – Curiosidade para solucionar problemas

Quando crianças nós queremos andar por todos os lugares, colocar a mão em tudo, não há limites para a curiosidade de uma criança. Realmente, o mundo é um grande playground para descobrir com brincar nele.

valores-crianças

19 – Observar a beleza e as coisas simples da vida

O que uma criança realmente precisa para ser feliz? Geralmente, não muito. Você já deve ter visto como é fácil ser criança e se divertir ao ver elas brincando em algum lugar, como por exemplo, uma festa.

Basta apenas colocar a criança no chão que logo ela começa a correr, gritar e pular.

20 – Viver sem preconceitos

Elas observam as coisas do mundo com o olhar do coração. Temos muito o que aprender com as crianças em relação a preconceito. Comece a observar as atitudes das crianças de frente a uma indiferença. Você vai se surpreender.